quarta-feira, 12 de dezembro de 2018

TRAGÉDIA NA CATEDRAL METROPOLITANA DE CAMPINAS: NOTAS DA CNBB E DA ARQUIDIOCESE

Cidade do Vaticano
“Por volta das 13h15 de hoje, 11 de dezembro de 2018, após a missa das 12h15, um homem, em porte de duas armas de fogo, entrou na Catedral de Campinas e efetuou disparos contra os fiéis que faziam suas orações. A ação foi rápida e resultou no óbito de quatro pessoas. Após os disparos, o homem atirou contra si mesmo. Ainda não sabemos as motivações destes disparos”. Assim inicia a Nota Oficial da Arquidiocese de Campinas, que informa sobre o trágico ataque ocorrido nesta teròa-feira na Catedral da cidade.
“A Catedral de Campinas forneceu às autoridades todas as informações possíveis, bem como as gravações do circuito interno de segurança. O Poder Público está investigando o caso,  prossegue o texto. Lamentamos profundamente o ocorrido. Sofremos com as pessoas que neste momento choram a morte de seus amigos, irmãos e parentes. Pedimos a oração de todos para que estas famílias encontrem em Deus o conforto e a paz”.
Solidariedade da CNBB

A Catedral será reaberta hoje
Ao mesmo tempo o Regional Sul I da CNBB enviou uma nota de Solidariedade a todo o Clero e fiéis da Arquidiocese de Campinas, com “sentimentos de solidariedade e orações, por ocasião do ataque, ocorrido na Catedral, e que vitimou diversas pessoas”. A Nota evidencia também que neste santo Tempo do Advento “é necessário que os cristãos intensifiquem a oração pela Paz, com gestos concretos de Fraternidade, reconciliação e amor ao próximo, depondo as armas da violência seja das mãos, seja dos corações”.
A CNBB conclui com o apelo “rezemos pelas vítimas e pelo consolo das famílias. Rezemos pelo agressor, pela Arquidiocese de Campinas e pela Paz.
Segundo a Nota da Arquidiocese, a Catedral de Campinas permanecerá fechada até às 12h deste dia 12 de dezembro. Às 12h15 de hoje será celebrada uma missa em sufrágio pelas almas dos fiéis falecidos. Segundo informações da própria Arquidiocese, o agressor chamava-se Euler Fernando Gandolfo, de 49 anos, sem antecedentes criminais, e tinha entrado na catedral com duas armas. Dentro da igreja havia cerca de 20 pessoas e tinha terminado a missa quando começou a atirar. Quando a polícia chegou o homem já tinha se suicidado. Embora logo tenham chegado as ambulâncias, as pessoas já estavam mortas enquanto os feridos foram levados ao hospital.

Fonte: Vatican News

PAPA NOMEIA BISPO O MONSENHOR CARLOS JOSÉ DE OLIVEIRA PARA DIOCESE VACANTE DE APUCARANA (PR)

A Nunciatura Apostólica no Brasil comunicou nesta quarta-feira, 12/12, a decisão do papa Francisco em nomear bispo para a vacante diocese de Apucarana (PR), o monsenhor Carlos José de Oliveira, atualmente vigário geral da arquidiocese de Botucatu (SP) e padre na paróquia Nossa Senhora da Piedade, na cidade de Lençóis Paulista (SP).
Monsenhor Carlos José de Oliveira
O Monsenhor Carlos José de Oliveira nasceu dia 17 de outubro de 1967 em Botucatu (SP) primogênito de Mario Salvador de Oliveira e Maria Aparecida Santi de Oliveira. O seu ingresso para a vida religiosa se deu no seminário São José, a partir de onde cursou filosofia e teologia na Pontifícia Faculdade Nossa Senhora da Assunção de São Paulo.
Foi ordenado diácono no dia 8 de dezembro de 1991 e sacerdote em 4 de Outubro de 1992. De 1994 a 1996 fez o mestrado em Teologia na Pontifícia Universidade Gregoriana, em Roma. Em 2016 defendeu sua tese de doutorado em Teologia pela PUC Rio de Janeiro. Retornando de Roma, em 1996, assumiu como pároco/reitor do santuário Nossa Senhora da Piedade, na cidade de Lençóis Paulista (SP), arquidiocese de Botucatu, onde se encontra até hoje.
O religioso assumiu e desenvolveu, entre outras, as seguintes funções na arquidiocese e província eclesiástica: assessor da Pastoral Familiar, professor de Teologia na Faculdade João Paulo II, em Marília (SP), foi responsável pelo Jornal Monitor Diocesano e assessor do Encontro de Casais com Cristo (ECC) da Arquidiocese, Coordenador arquidiocesano de Pastoral, Coordenador de Pastoral da província eclesiástica de Botucatu. Além disto, foi fundador e presidente da casa de acolhida “Mãe da Piedade” para moradores de rua e toxicodependentes, é vigário geral da Arquidiocese, coordenou o Conselho de Presbíteros e assumiu a função de Assessor da Renovação Carismática Católica.
Saudação
A Conferência Nacional dos Bispos do Brasil (CNBB) enviou saudação o monsenhor Carlos José de Oliveira. O texto é assinado pelo secretário-geral da Conferência, dom Leonardo Steiner. Confira, abaixo, a saudação na íntegra:
Saudação da CNBB ao monsenhor Carlos José de Oliveira
Brasília, 12 de dezembro de 2018
Prezado irmão, Monsenhor Carlos José de Oliveira.
A Conferência Nacional dos Bispos do Brasil (CNBB), recebeu com satisfação a sua nomeação como bispo de Apucarana (PR), nesta quarta-feira, 12 de dezembro. Sua formação no campo da Teologia Moral e da Cristologia é sinal de uma preparação remota da Divina Providência em vista da missão que a Igreja lhe apresenta neste momento da vida.
Saudamos a sua chegada em nosso meio com as palavras do Papa Francisco pronunciadas por ocasião de uma celebração matinal da Eucaristia na Casa Santa Marta, no mês de maio deste ano de 2018: “Esta é experiência do bispo: o bispo sabe discernir o Espírito, sabe discernir quando é o Espírito de Deus que fala e que sabe defender-se quando fala o espírito do mundo […] se oferece ao Senhor, obediente. Advertido pelo Espírito. O bispo vai avante sempre, mas segundo o Espírito Santo”.
Desejamos que seu empenho pastoral seja recompensado com frutos abundantes para o Reino de Deus e enviamos o nosso abraço fraternal de boas-vindas à nossa Conferência Episcopal.
Em Cristo,
Dom Leonardo Ulrich Steiner
Bispo auxiliar de Brasília
Secretário-Geral da CNBB
Fonte: Site da CNBB - Conferência Nacional dos Bispos do Brasil

PAPA NOMEIA BISPO PARA A DIOCESE DE SÃO JOÃO DEL REI (MINAS GERAIS)

A Nunciatura Apostólica no Brasil comunicou nesta quarta-feira, 12 de dezembro, a decisão do papa Francisco em nomear bispo para a vacante diocese de São João Del Rei (MG), dom José Eudes Campos do Nascimento, transferindo-o da diocese de Leopoldina (MG). A diocese de São João Del Rei esteve vacante desde o dia 19 de janeiro deste ano, quando dom Célio de Oliveira Goulart faleceu. O padre Dirceu de Oliveira Medeiros, atual vigário geral da diocese, exerce até agora a função de administrador diocesano.
Dom José Eudes Campos do Nascimento
Dom José é natural de Barbacena (MG) onde nasceu em 30 de abril de 1966. Estudou filosofia no Instituto Santo Tomás de Aquino em Belo Horizonte e cursou  teologia no Seminário Arquidiocesano de Mariana. Foi ordenado sacerdote em 22 de abril de 1995, atuando em diversas paróquias da arquidiocese de Mariana e, antes de sua nomeação, trabalhou como pároco da paróquia Santa Efigênia em Ouro Preto (MG).
A Conferência Nacional dos Bispos do Brasil (CNBB) enviou saudação a dom José Eudes Campos do Nascimento. O texto é assinado pelo secretário-geral da Conferência, dom Leonardo Steiner. Confira, abaixo, a saudação na íntegra:
Bispo auxiliar de Brasília
Secretário-Geral da CNBB


Em 27 de junho de 2012 foi nomeado bispo pelo papa Bento XVI. Recebeu sua sagração episcopal no dia 15 de setembro das mãos de dom Geraldo Lyrio Rocha, arcebispo de Mariana, dom Gil Antônio Moreira, arcebispo de Juiz de Fora e dom Francisco Barroso Filho, bispo emérito de Oliveira. Tomou pose na diocese de Leopoldina no dia 30 de Setembro do ano de 2012.  Seu lema episcopal é: “Servus in charitate” que significa “Servo no amor”.
Saudação
 Saudação da CNBB a dom José Eudes Campos do Nascimento
Brasília, 12 de dezembro de 2018
Prezado Irmão, dom José Eudes Campos do Nascimento.
A Conferência Nacional dos Bispos do Brasil (CNBB) se alegra com a sua nomeação, publicada nesta quarta-feira, 12 de dezembro, como novo bispo da diocese de São João del-Rei (MG). Agradecemos, nesta ocasião, a delicadeza e o zelo do Papa Francisco para com a Igreja no Brasil.
À diocese de Leopoldina (MG), que o senhor tem servido desde setembro de 2012, enviamos o nosso abraço de gratidão e nossa palavra de esperança.
Para saudá-lo, nesse momento, buscamos as palavras do Papa Emérito Bento XVI quando se dirigiu aos bispos do Brasil, na Catedral da Sé, em São Paulo (SP), em maio de 2007: “Nós Bispos somos convocados para manifestar essa verdade central, pois estamos vinculados diretamente a Cristo, Bom Pastor. A missão que nos é confiada, como Mestres da fé, consiste em recordar, como o mesmo Apóstolo das Gentes escrevia, que o nosso Salvador «quer que todos os homens se salvem e cheguem ao conhecimento da verdade» (1Tm 2, 4-6). Esta é a finalidade, e não outra, a finalidade da Igreja, a salvação das almas, uma a uma. Por isso o Pai enviou seu Filho, e «como o Pai me enviou, também eu vos envio» (Jo 20,21)”.
Fazemos nossas preces acompanhadas de uma súplica para que o seu novo desafio missionário seja pleno de frutos para o Reino de Deus. Enviamos, ainda, nosso abraço fraterno.
Em Cristo,
Dom Leonardo Ulrich Steiner 
Bispo auxiliar de Brasília e Secretário-Geral da CNBB
Fonte: Site da CNBB - Conferência Nacional dos Bispos do Brasil

sexta-feira, 7 de dezembro de 2018

8 DE DEZEMBRO DE 2018: 65 ANOS DE CRIAÇÃO DA PARÓQUIA NOSSA SENHORA DA CONSOLAÇÃO

Neste dia 8 de dezembro de 2018, rendemos graças a Deus pelos 65 (sessenta e cinco) anos de criação da Paróquia Nossa Senhora da Consolação. Deus seja louvado pela vida de cada paroquiano, por cada pessoa que ama esta porção do Povo de Deus.

No dia 8 de dezembro de 1953 o então bispo do Estado do Espírito Santo, D. José Joaquim Gonçalves erigiu a Paróquia Nossa Senhora da Consolação, desmembrando-a da Paróquia de São Pedro Apóstolo de Cachoeiro de Itapemirim.

A criação da paróquia de Nossa Senhora da Consolação deveu-se ao aumento de número de fiéis da diocese do Estado do Espírito Santo, vale ressaltar que à época não havia as dioceses que atualmente a Província Eclesiástica do Estado do Espírito Santo possui, ou seja, Vitória, Cachoeiro de Itapemirim, Colatina e São Mateus.

A paróquia de Nossa Senhora da Consolação abrangia, à época de sua criação, um vasto território geográfico, à saber: Na cidade, partindo de uma ponta da cidade, na estrada de Soturno, a linha divisória começará na referida estrada, seguindo depois pelas ruas Acre, Tupi (hoje, Rua Brahim Depes) e Alziro Viana, com ambos os lados para nova Paróquia, devido a topografia do terreno, até esta rua se encontrar com a Estrada de Ferro Leopoldina. Seguirá a linha divisória pela estrada de ferro, entrando na ponte de ferro e continuando pela rua Capitão Deslandes (lado direito para nova Paróquia e lado esquerdo para a de São Pedro), até a praça João Pessoa (hoje, Pedro Cuervas Júnior), desta praça seguirá a divisa pela Rua Coronel Marins (Morro Farias), ambos os lados para a Paróquia de São Pedro até encontrar o Córrego do Recanto (fora da cidade), onde separam o Morro Faria e a caixa d’água.

No interior: partindo do Ribeirão do Norte, incidência das divisas das Paróquias Cachoeiro, Castelo e Vala de Souza hoje, Jerônimo Monteiro), a linha divisória entre a Nova Paróquia e a de São Pedro, será o Ribeirão do Norte, Ribeirão de Nova Esperança, até o Rio Itapemirim. A linha divisória continua depois pelo Rio Itapemirim até encontrar a divisa da Paróquia da Vila de Itapemirim.

Como em 1953 não havia, ainda, a magnífica construção na Av. Jones dos Santos Neves, a matriz provisória da paróquia de Nossa Senhora da Consolação foi a Igreja de Santo Antônio, localizada no Bairro de mesmo nome.

A partir da criação da nova paróquia iniciou-se os preparativos da construção do grande templo dedicado à Virgem Maria, sob o título de Nossa Senhora da Consolação, isto no ano de 1954, com a bênção da pedra fundamental no dia 13/11/1954, sob o comando de Fr. Antolin Rodriguez, este o primeiro vigário (pároco) nomeado em 20/1/1955.

No dia 10/5/1958 aconteceu a primeira Celebração Eucarística no Santuário de Nossa Senhora da Consolação, ainda em construção, e no dia 29/5/1960 a inauguração do Santuário dedicado a padroeira da Ordem dos Agostinianos Recoletos.

A bela imagem da Virgem Maria que orna a igreja, é toda entalhada em madeira, vinda da Espanha de navio, chegando ao porto da cidade do Rio de Janeiro e, posteriormente, trazida para Cachoeiro de Itapemirim.

Desde a sua criação até hoje de nossa paróquia foram criadas outras: Paróquia de São Sebastião (Aquidaban), Paróquia Nossa Senhora da Penha (BNH), Paróquia Nossa Senhora Aparecida (Itaóca), Paróquia dos Sagrados Corações de Jesus e Maria (Nova Brasília).

Igreja Matriz da Paróquia Nossa Senhora da Consolação, construída por Frei Antolin Rodriguez com a ajuda de todo povo do Sul do Estado do Espírito Santo.

A Paróquia Nossa Senhora da Consolação atualmente é formada por 13 (treze) Comunidades Eclesiais de Base, a saber:

1. Jesus de Nazaré, localizada no Bairro Valão;2. Nossa Senhora Aparecida, localizada no Bairro Teixeira Leite (antigo Café Guandu);3. Nossa Senhora de Fátima, localizada no Bairro Ilha da Luz;4. Imaculado Coração de Maria, localizada no Bairro Vila Rica;5. Santa Rita de Cássia, localizada no Bairro Alto Vila Rica;6. Santo Agostinho, localizada no Bairro Vila Rica;7. Santa Luzia, localizada no Bairro Vila Rica;8. Santa Mônica, localizada no Bairro Maria Ortiz;9. Sagrada Família, localizada no Bairro Santo Antônio;10. Santo Antônio, localizada no Bairro Santo Antônio;11. Nossa Senhora das Graças, localizada no Bairro Guandu;12. Sagrado Coração de Jesus, localizada no Bairro Basílio Pimenta;13. São Domingos Sávio, localizada no Bairro Recanto II (divisa com a Paróquia São Pedro Apóstolo);
14. Comunidade Matriz de Nossa Senhora da Consolação (localizada na igreja/matriz).

E ligada à Renovação Carismática Católica a Comunidade de Vida e Aliança Porta Aberta, que está localizada no território paroquial no Bairro Vila Rica.

Desde sua criação serviram à Paróquia como párocos:
1º Fr. Antolin Rodriguez2º Fr. Félix Pardo3º Fr. Ivo Bochetti4º Fr. Gabriel Belmonte5º Fr. Mário Sabino6º Fr. Benvindo Belmonte Val7º Fr. Oswaldo de Andrade Rezende8º Fr. José Luiz Gonzaga (Fr. Luiz)9º Fr. Cassiano Amorim10º Fr. Antônio Jacinto Gomes Junqueira (Fr. Toninho)11º Fr. José Luiz Gonzaga (Fr. Luiz)12º Fr. Silvestre Brunoro13º Fr. Domingos Sérgio Gusson14º Fr. Agostinho Morosini15º Fr. Silvestre Brunoro

DOM DARIO CAMPOS CELEBRA, NO DIA 8 DE DEZEMBRO, 41 ANOS DE ORDENAÇÃO PRESBITERAL

Em janeiro/2019, Dom Dario Campos assumirá sua nova função, onde tomará posse na Arquidiocese Metropolitana de Vitória como Arcebispo de Vitória do Espírito Santo.

Desta forma, o mês de dezembro se tornou acabou se tornando um momento de despedida, onde cada evento e participação de Dom Dario se tornaram ainda mais significativos.

E nesse sábado, dia 8 de dezembro de 2018, é um dia muito significativo para o nosso pastor e administrador apostólico: Dom Dario celebra 41 anos de ordenação presbiteral. Em 8 de dezembro de 1977, Dom Dario era ordenado sacerdote da Igreja Católica. Quatro décadas depois, passou por muitas localidades, foi nomeado bispo e, agora, arcebispo.

Carismático e humilde, Dom Dario Campos se tornou querido por onde esteve, não sendo diferente na Diocese de Cachoeiro de Itapemirim. Sua nomeação como Arcebispo criou uma comoção, um misto de felicidade, pelo reconhecimento de seu pastoreio, e saudade, por saber que ele estaria partindo para cuidar de um “outro rebanho”

Você pode vir festejar com ele, na Santa Missa da Festa da Família, que será realizada neste sábado, às 18h30, na Catedral de São Pedro. Venha rezar pela família e parabenizar o Arcebispo eleito de Vitória. A Dom Dario Campos desejamos parabéns, dizendo ainda um “até breve e muito obrigado”.

Fonte: Site Oficial da Diocese de Cachoeiro de Itapemirim


quinta-feira, 6 de dezembro de 2018

VIAGEM DO PAPA FRANCISCO AOS EMIRADOS ÁRABES UNIDOS

Cidade do Vaticano
O Papa visitará Abu Dhabi, capital dos Emirados Árabes Unidos, de 3 a 5 de fevereiro de 2019, para participar do Encontro Inter-religioso Internacional sobre “Fraternidade Humana”.
Francisco acolheu o convite do xeique Mohammed bin Zayed Al Nahyan, príncipe herdeiro de Abu Dhabi, e também da Igreja Católica nos Emirados Árabes Unidos. A notícia foi divulgada, nesta quinta-feira (06/12), pelo diretor da Sala de Imprensa da Santa Sé, Greg Burke.

Tema da visita

O tema da visita é “Fazei de mim um instrumento de vossa paz”, extraído da Oração de São Francisco de Assis. Espera-se que a visita do Papa Francisco aos Emirados Árabes Unidos possa difundir a paz de Deus no coração de todos os homens de boa vontade.
O Papa escolheu o nome de São Francisco de Assis, um santo que colocou em prática as palavras de Jesus Cristo: “Felizes os que promovem a paz, porque serão chamados filhos de Deus”, (Mt 5, 9). A paz de Deus cura na pessoa toda forma de hostilidade e acompanha a Boa Nova, proclamada por Jesus Cristo, de um Deus que reconcilia o mundo consigo.

Logotipo da visita

O logotipo da visita é uma pomba que carrega no bico um ramo de oliveira. As cores da pomba, branca e amarela, retomam as cores da bandeira vaticana.
As cores da bandeira dos Emirados Árabes Unidos estão inseridas no corpo da pomba, simbolizando que o Papa visita o país árabe como um arauto da paz.
Fonte: Vatican News

sexta-feira, 16 de novembro de 2018

AVISO IMPORTANTE

Informamos a todos os paroquianos e demais fiéis que na próxima segunda-feira, 19 de novembro de 2018, não haverá a Celebração de Bênçãos, às 15 horas na Igreja de Nossa Senhora da Consolação.

segunda-feira, 12 de novembro de 2018

INSTITUIÇÃO DE NOVOS ACÓLITOS NA PARÓQUIA NOSSA SENHORA DA CONSOLAÇÃO

Na noite desse domingo, 11 de novembro de 2018, aconteceu na Celebração Eucarística presidida pelo pároco Frei Silvestre Brunoro, O.A.R., na Comunidade Santo Agostinho, Bairro Vila Rica, a instituição de novos acólitos (coroinhas), após um período de preparação com Lucas Fardim.

Agradecemos aos pais pela disponibilidade em acompanhar os filhos e aos novos servidores do altar e rogamos ao Senhor que os dê perseverança.






CARTA FINAL DA ASSEMBLEIA DIOCESANA DE PASTORAL

CARTA AO POVO DE DEUS DA DIOCESE DE CACHOEIRO DE ITAPEMIRIM




A 13ª Assembleia Diocesana de Pastoral, com caminho iniciado desde fevereiro deste ano, foi concluída nos dias 09 a 11 de novembro de 2018. Esta etapa final da Assembleia foi realizada na Casa de Encontro “Mãe da Igreja”, em Jerônimo Monteiro, com a participação de duzentos delegados, entre Bispo, Padres, Diáconos, Religiosos (as), Seminaristas e Leigos (as), vindos dos oito Regionais de nossa Diocese. Todo o percurso da Assembleia, em sintonia com o Ano Nacional do Laicato, refletiu sobre o tema “Cristãos leigos e leigas, sujeitos na ‘Igreja em saída’, a serviço do Reino”, iluminados pelo texto bíblico “Sal da Terra e Luz do Mundo” (Mt 5, 13-16).



Dentro da metodologia Ver-Julgar-Agir, realizamos Assembleias Regionais, Paroquiais e Comunitárias, onde foram refletidas a identidade, vocação, espiritualidade, missão e testemunho dos fieis cristãos leigos e leigas. A partir da realidade das nossas 1.050 CEB’s, constatamos as luzes e os vazios pastorais. Fomos iluminados pela Palavra de Deus e pelo Magistério do Papa Francisco. Daí, traçamos os encaminhamentos pastorais para os próximos anos 2019 – 2023.



Como Elementos importantes, a programação contemplará a Eclesiologia Diocesana, Iniciação Cristã e Formação. Definimos como Eixos Pastorais Transversais: “Igreja em Saída – CEB’s a Serviço da Vida”, “Iniciação Cristã de Inspiração Catecumenal” e “Periferias Existenciais – Situações de Vulnerabilidade e Injustiças”. As Urgências assumidas foram: Pastorais Socioambientais, Iniciação Cristã, Jovens, Missão e Família.



Foi traçada uma Programação Pastoral até o ano de 2023, quando deverá acontecer uma nova Assembleia Diocesana. Em 2019, trabalharemos a Dimensão Sócio-transformadora da Igreja, a partir da Campanha da Fraternidade, cujo tema é Políticas Públicas; ao final desse ano, faremos uma avaliação à luz das novas Diretrizes da CNBB e na perspectiva da acolhida de nosso novo Bispo Diocesano. Os anos de 2020 a 2022 serão dedicados às Urgências: Iniciação Cristã, Juventude, Ano Missionário e Família. E, por fim, em 2023 faremos a avaliação e preparação para a nova Assembleia Diocesana de Pastoral, em comunhão com a CNBB, que nesse ano lançará as novas Diretrizes Gerais para a Evangelização da Igreja no Brasil.



Que todos nós, membros do Povo de Deus, discípulos e discípulas missionários de Jesus Cristo, possamos caminhar juntos, princípio da sinodalidade na Igreja, a fim de correspondermos ao chamado do Senhor: “Brilhe a vossa luz diante dos homens, para que vejam as vossas boas obras e glorifiquem o vosso Pai que está nos céus” (Mt 5, 16). Que a Virgem do Amparo, Estrela da Evangelização, interceda para que sejamos fieis a nossa vocação batismal.



Jerônimo Monteiro, 11 de novembro de 2018.

Fonte: Site Oficial da Diocese de Cachoeiro de Itapemirim

sexta-feira, 9 de novembro de 2018

ASSEMBLEIA DIOCESANA 2018

Nesta sexta-feira terá início, de forma oficial, a Assembleia da Diocese de Cachoeiro de Itapemirim, que será realizada em Jerônimo Monteiro nos dias 9, 10 e 11 de novembro.

Cita-se de forma oficial, pois, como diz Dom Dario Campos, “nós já estamos em Assembleia”. Dom Dario, inclusive se tornou personagem mais que especial após ter sido nomeado nessa quarta-feira (07) Arcebispo da Arquidiocese de Vitória.

E o Departamento Diocesano de Comunicação estará fazendo uma ampla cobertura deste momento tão importante de nossa Diocese. Serão links ao vivo, flashes, vídeos, fotos, depoimentos, tudo para que as nossas 43 paróquias e mais de 1050 comunidades sintam-se ainda mais presentes.

Cronograma

Com a chegada dos delegados participantes prevista para as 17h do dia 09 (sexta-feira), o Departamento irá transmitir ao vivo, pela página no Facebook, a abertura oficial. A transmissão está prevista para ter início às 19h45, com a oração do Ofício Divino, falas do Padres Geraldo Luiz De Mori, assessor da Assembleia, e Andherson Franklin Lustoza de Souza, coord. Diocesano de Pastoral e coord. da Equipe Diocesana de Formação, além da acolhida de Dom Dario Campos.

No sábado (10), durante todo o dia, o perfil do Instagram e página do Facebook da Diocese estarão divulgando imagens, vídeos e depoimentos dos Padres, Diáconos e, principalmente, dos leigos participantes.

E no domingo, dia 11, mais uma transmissão ao vivo, da Santa Missa de encerramento. Com horário marcado para as 12h, a transmissão tem horário previsto para as 11h45.

Acompanhe as redes sociais da Diocese de Cachoeiro durante todo o final de semana e participe da Assembleia Diocesana.

Fonte: Site Oficial da Diocese de Cachoeiro de Itapemirim

DOM DARIO CONCEDE ENTREVISTA COLETIVA

Na manhã de hoje (09/11), Dom Dario Campos concedeu uma entrevista coletiva, realizada pelo Departamento Diocesano de Comunicação e pela Rádio Diocesana FM 95.7, às mídias e meios de comunicação de Cachoeiro de Itapemirim e também de todo o Estado do Espírito Santo.

Com cerca de 35 minutos de duração, O Bispo, agora nomeado Arcebispo da Arquidiocese de Vitória, falou sobre religião, saúde, política e respondeu às várias perguntas feitas pelos profissionais presentes e pelas rádios de todo o Estado que retransmitiram o sinal. A Santa Casa de Cachoeiro de Itapemirim e o Jornal Fato eram alguns dos que estavam representados por seus profissionais.

As Rádios América, de Vitória, Radio Kairós, de São Mateus, e Rádio Utra FM, de Jerônimo Monteiro também retransmitiram o sinal, que teve transmissão ao vivo pela Rádio Diocesana FM 95.7 e pela página da Diocese de Cachoeiro no Facebook.

Em respeito às mídias e  veículos de comunicação  presentes, principalmente as impressas, não transmitimos toda a coletiva. Mas você pode acompanhar, em grande parte (25 minutos), toda a alegria e carisma de Dom Dario na transmissão no facebook (clique aqui).

E hoje à noite, o Departamento Diocesano de Comunicação Irá fazer uma nova transmissão, ao vivo, da abertura da Assembleia Diocesana. Fique atento e acompanhe conosco.

Fonte: Site Oficial da Diocese de Cachoeiro de Itapemirim