domingo, 29 de abril de 2012

ENCONTRO DA JUVENTUDE

No próximo final de semana 05 e 06 de maio, acontecerá na Paróquia Nosso Senhor dos Passos (Matriz Velha) um Encontro da Juventude, então, você jovem é convidado a participar com sua alegria e empolgação, maiores informações na Secretaria Paroquial pelo telefone (28) 3522-6607 (falar com Dalvana ou Marta).

Participe!

CURSO DE NOIVOS 2012

Você que pretende casar-se neste ano ou no início de 2013, as inscrições para o Curso de Noivos estão abertas na Secretaria Paroquial, então não deixa para última hora para preparar-se bem para receber o Sacramento do Matrimônio.

Maiores informações pelo telefone (28) 3522-6607 (falar com Dalvana ou Marta)

DOAÇÃO DE FRALDAS GERIÁTRICAS

A Paróquia Nossa Senhora da Consolação há algum tempo vem com a Campanha de Doação de Fraldas Geriátricas para serem ofertadas aos doentes das comunidades que compõem a paróquia, então você pode nos ajudar com a doação de fralda geriátrica de todos os tamanhos, com certeza esse seu gesto ajudará muitos idosos que não têm condição de comprarem esse material.

As fraldas podem ser deixadas na Secretaria Paroquial ou durante as Celebrações Eucarísticas serem entregues na sacristia.

Maiores informações de como ajudar pelo telefone (28) 3522-6607 (falar com Dalvana ou Marta).

Deus lhe pague!

sábado, 28 de abril de 2012

REFLEXÃO DO IV DOMINGO DA PÁSCOA

Cidade do Vaticano (RV) - No Evangelho deste domingo, Jesus diz que ele é o bom pastor, aquele que dá a vida, se despoja dela em favor do rebanho. Isso ele o fez de fato na cruz. Mas Jesus chegou à cruz porque sua vida foi um constante despojar-se de si mesmo em favor do outro, daqueles que havia recebido do Pai, com a missão de levá-los até Ele.
 
Jesus realiza essa sua missão onde estão os filhos de Deus: no Templo e na sociedade.

No Templo, Jesus os liberta do jugo dos sacerdotes, que se preocupam mais com a legalidade dos fatos, do que com o bem estar das pessoas. Aqueles que encontram Jesus,encontram a porta para se libertarem de uma religião sufocante e essa mesma porta os conduz para o convívio amoroso e, por isso, libertador com o Pai. Nesse gesto de libertar, Jesus contraria os interesses dos opressores e é condenado à morte. Ele se despoja da vida para que a tenhamos. Por isso Jesus é o bem pastor.

Na sociedade Jesus liberta enquanto indistintamente faz o bem. Ele é o pastor universal!

Podemos refletir e ver como vivemos esse carisma de Jesus que, pelo batismo, também se tornou nosso. Como pastoreamos nossa família, nossos amigos, nossos colegas e nós mesmos? Somos portas libertadoras, que se abrem para que o outro passe para o encontro com a felicidade? Ou somos porta de uma armadilha, que prende quem se aproxima da gente?

Queridos irmãos, ouvintes da Rádio Vaticano, sejamos como Jesus. Sejamos bons pastores a ponto de nos despojarmos de tudo em favor da felicidade, da salvação eterna de nossos próximos!

Pe. Cesar Augusto dos Santos, S.J.

Fonte: Site da Rádio Vaticano

sexta-feira, 27 de abril de 2012

TRÍDUO EM PREPARAÇÃO À PROFISSÃO SOLENTE DE FREI ANDRÉ

No próximo domingo, dia 29 de abril de 2012, durante a Celebração Eucarística das 10:00 horas, o religioso da Ordem dos Agostinianos Recoletos (Província Santa Rita de Cássia) - Frei André Pereira de Arruda, oar - realizará sua profissão solene na cidade em que nasceu: Limoeiro (PE).

Mas o que é fazer a profissão solene? O Frei André professará publicamente os votos de conselho evangélico de castidade, pobreza e obediência na Ordem dos Agostinianos Recoletos.

Para esse dia a Comunidade de Limoeiro (PE) está em preparação com um tríduo de orações, na data de 26 de abril a Missa foi presidida pelo Frei Fábio Nôcal, neste dia (27/04) a Celebração Eucarística será presidida pelo Frei Afonso e no sábado, dia 28 de abril, a presidência da Santa Missa será no Prior Provincial Frei Nicolás.

A Paróquia Nossa Senhora da Consolação está unida neste momento de oração em prol da Profissão Solene de Frei André Pereira de Arruda, oar - na Ordem dos Agostinianos Recoletos.



Fonte: Blog da Província Santa Rita de Cássia

CONVITE DA PROFISSÃO SOLENE DE FREI ANDRÉ



Fonte: Blog da Província Santa Rita de Cássia

quarta-feira, 25 de abril de 2012

Papa aceita renúncia do bispo de Marabá (PA)

Cidade do Vaticano (RV) - Nesta quarta-feira, 25, o Papa aceitou formalmente o pedido de renúncia ao governo pastoral da Diocese de Marabá, no estado do Pará, apresentada pelo Bispo José Foralosso, SDB, em conformidade com o Cânone 401 § 2 do Código de Direito Canônico.

Dom José Foralosso nasceu em Cervarese Santa Croce, na Itália, em 15 de março de 1938, e era bispo de Marabá desde janeiro de 2000. Foi nomeado bispo em 1991, deixando a Itália para ser titular de Guiratinga, no Mato Grosso.

Sufragânea da Arquidiocese de Belém do Pará, a Diocese de Marabá pertence ao regional Norte 2 da CNBB, e para a pastoral de seus 533 mil habitantes, conta com 27 sacerdotes, 36 religiosos homens e 24 mulheres, atuantes em 18 paróquias. (CM)

Fonte: Site da Rádio Vaticano 

terça-feira, 24 de abril de 2012

POSSE CANÔNICA DE FREI TONINHO EM VITÓRIA (ES)

No último dia 15 de abril de 2012, na Celebração Eucarística das 19:00 horas, na Paróquia Santa Rita de Cássia, em Vitória, Capital do Estado do Espírito Santo, aconteceu a posse canônica de Frei Antônio Jacinto Gomes Junqueira, oar (Frei Toninho) como pároco daquela paróquia e, também, a posse como vigário paroquial de Frei Didier Esperidião Neto, oar.

A Celebração de Posse foi presidida por Dom Joaquim Wladimir Lopes Dias, bispo auxiliar da Arquidiocese de Vitória do Espírito Santo.

A Paróquia Nossa Senhora da Consolação alegra-se com a posse de Frei Toninho como pároco da Paróquia Santa Rita de Cássia, sabendo que essa Paróquia ganhou um excelente pároco que quando esteve à frente da Paróquia da Consolação dinamizou as Comunidades Eclesiais de Base e deu um grande apoio ao trabalho desenvolvido pelo leigos nas diversas pastorais.

Frei Didier, Frei Jaci, Dom Joaquim, Frei Toninho


Dom Joaquim Wladimir Lopes Dias e Frei Toninho
Fica o convite a Frei Toninho, logicamente, extensivo ao Frei Didier, agora, Vigário Paroquial, que também esteve por pouco tempo na comunidade paroquial da Consolação e tão bem fez a todos os paroquianos, para visitarem a casa da Mãe da Consolação.

Fonte: Blog da Província Santa Rita de Cássia

segunda-feira, 23 de abril de 2012

Aparecida: anunciada Mensagem sobre as eleições 2012

O Cardeal Raymundo Damasceno, arcebispo de Aparecida (SP) e presidente da CNBB, anunciou neste sábado, 21 de abril, que a Conferência vai marcar sua atuação de orientadora dos cristãos católicos e das pessoas de boa vontade de todo o Brasil com uma Mensagem Especial sobre as eleições municipais deste ano que será lançada no final da 50a. Assembleia Geral dos bispos na próxima semana.

A Mensagem dos bispos está sendo preparada e colocada em discussão no plenário da Assembleia em várias sessões. Dom Joaquim Mol, bispo auxiliar de Belo Horizonte (MG), tem sido o responsável pela apresentação do texto para o debate e disse, em Entrevista Coletiva concedida esta semana, que o texto tem seu processo de redação adiantado e os bispos devem analisar detalhadamente e aprovar até o final do encontro que está sendo realizado em Aparecida.

É uma verdadeira tradição representada pela manifestação da CNBB por ocasião por ocasião de anos eleitorais, mas neste ano, o texto dos bispos deve trazer elementos novos e fundamentais para ajudar os eleitores no processo discernimento do voto livre consciente na escolha para os chefes dos executivos das cidades e suas câmaras legislativas.

A escolha do final da assembleia para a apresentação do documento respeita o fato de que que o processo de elaboração, discussão e aprovação está sendo realizado entre as sessões que discutem o tema central da 50a. reunião geral dos bispos da CNBB este ano que é a "A Palavra de Deus na vida e missão da Igreja". Além desse compromisso, os bispos tem uma vasta pauta sendo cumprida que inclui temas relevantes para a vida das comunidades e do Brasil.

Fonte: Site da CNBB 

domingo, 22 de abril de 2012

CURSO DE NOIVOS 2012

ATENÇÃO NOIVOS!

Você que pretende contrair matrimônio neste ano de 2012 ou no início de 2013, os agentes de pastoral da Pastoral Familiar da Paróquia Nossa Senhora da Consolação, comunica que as inscrições para o Curso de Noivos estão abertas na Secretaria Paroquial, maiores informações e detalhes sobre o curso telefone para (28) 3522-6607 (falar com Dalvana ou Marta).

sábado, 21 de abril de 2012

Divulgados compromissos do Papa até julho

Cidade do Vaticano (RV) – Foram divulgadas neste sábado as próximas celebrações do Papa.

Em abril, no dia 29, o Papa fará ordenações presbiteriais na Basílica Vaticana, a partir das 9h (horário de Roma).

Em maio, no dia 13, Bento XVI seguirá em visita pastoral na Itália nas cidades de Arezzo, La Verna e Sansepolcro. No dia 27, Domingo de Pentecostes, preside Santa Missa na Capela Papal a partir das 9h30 (horário de Roma).

Em junho, no dia 1º, inicia a visita pastoral a Milão e no dia 3 de junho, Domingo da Santíssima Trindade, preside a celebração no contexto do Encontro Mundial das Famílias.

Em julho, no dia 7, na Basílica de São João de Latrão, em Roma, terá lugar a Solenidade do Santíssimo Corpo e Sangue de Cristo, Corpus Christi, com procissão à Basílica de Santa Maria Maior e Bênção Eucarística. Já no dia 29 de junho, preside a solenidade dos Santos Apóstolos Pedro e Paulo, na Capela Papal da Basílica Vaticana, com imposição do Palio aos novos arcebispos metropolitanos.

Fonte: Site da Rádio Vaticano

REFLEXÃO PARA O 3º DOMINGO DA PÁSCOA

Cidade do Vaticano (RV) - O Evangelho deste domingo relata a dificuldade dos Apóstolos em crerem na ressurreição. A influência da dualidade grega, da separação entre corpo e espírito e a superioridade deste em relação à matéria que era considerada como fadada a desaparecer, leva os membros da primeira comunidade cristã a terem dificuldades em crer na ressurreição da carne.

Do mesmo modo que em João, podemos entender a precisão de Lucas, ao falar que a aparição de Jesus aconteceu de noite, como não apenas a noite física da natureza, mas a noite da alma, que está repleta de angústias, de perturbações, de dúvidas.

Jesus aparece no meio deles e faz questão de provar que possui um corpo, o mesmo que traz as marcas da paixão, que se alimenta, que é tangível.

É necessário que o Senhor abra nossos corações e nossas inteligências para podermos crer em sua ressurreição. Não basta vermos e sentirmos, é preciso a graça, o dom de Deus para entendermos as Escrituras.

Em seguida o Senhor dá aos seus amigos a missão de serem suas testemunhas. Isso nos leva aos Atos dos Apóstolos, onde a ação de Pedro deixa claro o que é viver esse mandato. Pedro faz o anúncio do querigma, ou seja, da novidade eterna: Jesus, o Filho de Deus, morreu e ressuscitou para nos redimir.

Na terceira leitura, João, em sua carta, nos ensina que conhecer Deus, conhecer Jesus, é guardar seus mandamentos e sabemos que seu mandamento maior é amar.

Portanto, nossa missão como batizados é anunciar a redenção de Jesus, sua ressurreição e amar a todos sem limites.

Fonte: Site da Rádio Vaticano

quinta-feira, 19 de abril de 2012

I FÓRUM DE COMUNICAÇÃO DE CACHOEIRO

Sete anos de Pontificado, o Magistério Pontifício se enriquece

Cidade do Vaticano (RV) - Hoje é dia de festa no Vaticano: celebram-se 7 anos de pontificado de Bento XVI. Joseph Ratzinger foi eleito Papa em 19 de abril de 2005, após a morte de João Paulo II.

Em seu editorial Octava Dies, Pe. Federico Lombardi, Diretor da Sala de Imprensa da Santa Sé, recordou que em sete anos, vimos 23 viagens internacionais a 23 países, e 26 viagens na Itália; assistimos a 4 Sínodos dos Bispos e 3 Jornadas Mundiais da Juventude; lemos três Encíclicas, inúmeros discursos e atos magisteriais; participamos de um Ano Paulino e de um Ano Sacerdotal. O Papa enfrentou ainda, com coragem, humildade e determinação, situações difíceis como a crise consequente aos abusos sexuais cometidos pelo clero.

Publicou também a obra “Jesus de Nazaré” e um livro-entrevista, “Luz do mundo”. Está já definida sua participação no Encontro Mundial das Famílias em Milão (30 de maio a 4 de junho) e a viagem ao Líbano (14 a 16 de setembro); estão marcados o Sínodo da Nova Evangelização (outubro de 2012) e o Ano da Fé (outubro 2012/outubro 2013).

Como parte das comemorações pelo sétimo ano de Pontificado, a partir desta quinta-feira, o Vaticano coloca à disposição do ‘widget’ do www.vatican.va .

Esta pequena aplicação permite transportar a um site, de modo automático e dinâmico, alguns dos principais conteúdos do site institucional do Vaticano.

Este novo instrumento de comunicação (visível nos sites como um pequeno ícone) enriquece o Magistério Pontifício difundindo tecnologicamente a palavra do Papa.

Com o ‘widget’, pode-se exportar as principais novidades, as orações dominicais do Angelus, as audiências e o Boletim da Sala de Imprensa da Santa Sé.

Para visualizá-lo em sua página, acesse a área ‘Focus’ de www.vatican.va, onde consta o email ao qual solicitar a senha. (CM)

Fonte: Site da Rádio Vaticano

quarta-feira, 18 de abril de 2012

FREI DIDIER ANUNCIA SUA TRANSFERÊNCIA E DÁ SEU ATÉ LOGO...

Olhos fixos em Jesus!

Com estas palavras quero chegar ao coração de cada cachoeirense. A palavra é somente de agradecimento, pelo tempo em que vivi nesta Paróquia. Deus me deu a graça de poder viver na comunidade da Consolação (onde fiz meus votos solenes na Ordem dos Agostinianos Recoletos).

E é com muita gratidão que quero agradecer a todos que me ajudaram a crescer na fé, no meu trabalho pastoral. Não fiz muito, mas sei que lancei sementes; umas, direto ao solo, outras ao vento. Espero que elas tenham caído em terrenos preparados, e que os frutos sejam para a crescente fraternidade de nossas comunidades que formam a Paróquia Nossa Senhora da Consolação.

Meus queridos, muito obrigado. Desculpe pela omissão e por aquilo que poderia ter feito e não fiz.

Encontramo-nos na Eucaristia. Até mais...

“Qual será a tua ocupação? Louvar àquele a quem amas, e conquistar outros para que o amem contigo” Santo Agostinho C. S 72, 34.

Frei Didier Esperidião Neto, oar.
Vigário Paroquial.
Paróquia Santa Rita
Arquidiocese de Vitória do Espírito Santo 

Paz e bem da parte de Nosso Senhor Jesus Cristo.

segunda-feira, 16 de abril de 2012

Bento XVI completa 85 anos de vida e 7 de pontificado

A Igreja no mundo inteiro tem três intenções de oração especiais nos próximos dias. Nesta segunda-feira, 16/04, Bento XVI celebra 85 anos de vida. No dia 19/04, quinta-feira, é o sétimo aniversário de sua eleição para sucessor do Apóstolo Pedro, e o início do pontificado em 24/04, terça-feira.

Em seu editorial semanal, o diretor da Sala de Imprensa da Santa Sé, da Rádio Vaticano e do Centro Televisivo Vaticano, Padre Federico Lombardi, recordou a expectativa que existia na Igreja há sete anos, quando o cardeal Ratzinger foi eleito papa: “um teólogo que por tanto tempo dirigiu um dicastério tão doutrinal saberia assumir uma tarefa tão diferente: o governo pastoral da Igreja universal”.

“Nestes sete anos, vimos 23 viagens internacionais a 23 países, e 26 viagens na Itália; assistimos 4 Sínodos dos Bispos e 3 Jornadas Mundiais da Juventude; lemos três Encíclicas, inúmeros discursos e atos magisteriais; participamos de um Ano Paulino e de um Ano Sacerdotal. Por fim, vimos o Papa enfrentar com coragem, humildade e determinação – ou seja, com límpido espírito evangélico – situações difíceis como a crise consequente aos abusos sexuais”, avalia Lombardi.

Ele recorda também a produção intelectual do cardeal Ratzinger, com as obras “Jesus de Nazaré” e o livro-entrevista “Luz do mundo”. “Da coerência e da constância de seus ensinamentos, aprendemos sobretudo que a prioridade de seu serviço à Igreja e à humanidade é orientar nossas vidas a Deus”, afirma padre Lombardi, que recorda os próximos eventos importantes da agenda do papa: o Encontro Mundial das Famílias, a visita ao Oriente Médio, o próximo Sínodo da Nova Evangelização e o Ano da Fé.

O porta-voz da Santa Sé também destacou o tom do discurso do papa em seu pontificado, contrário ao relativismo e à indiferença religiosa. “A fé e a razão se ajudam mutuamente na busca da verdade e respondem às expectativas e dúvidas de cada um de nós e de toda a humanidade; que a indiferença a Deus e o relativismo são riscos gravíssimos de nossos tempos. Somos imensamente gratos por tudo isso”.

Na oração do Regina Caeli deste Segundo Domingo da Páscoa, Bento XVI pediu aos fiéis que rezem por ele, para que o Senhor lhe dê as forças necessárias para cumprir a missão. O irmão do papa, Monsenhor George Ratzinger, que vive na Alemanha, está no Vaticano para acompanhar as celebrações destes dias.

Fonte: Site da CNBB

domingo, 15 de abril de 2012

REFLEXÃO PARA O 2º DOMINGO DA PÁSCOA

Cidade do Vaticano (RV) - São Lucas deseja nos Atos dos Apóstolos, quando descreve a primeira Comunidade Cristã, incentivar todos nós a que não nos acomodemos com os modelos de sociedade que não estão de acordo com o espírito cristão. Uma sociedade onde se encontram ricos e pobres, pessoas carentes e pessoas que possuem tudo, pessoas exploradoras e pessoas exploradas, é uma sociedade antinatural, pecadora e que agride os planos divinos. Não podemos aceitá-la e, por uma questão de fidelidade à fé cristã, devemos rejeitá-la.

Lucas diz que uma comunidade de acordo com os preceitos cristãos é aquela onde “A multidão dos fiéis era um só coração e uma só alma. Ninguém considerava como próprias as coisas que possuía, mas tudo entre eles era posto em comum”. Era formada, realmente, por pessoas ressuscitadas, livres para partilhar, livres do medo da morte.

Partilhavam porque estavam ressuscitadas, o receio, o medo da partilha, de ficar sem, de morrer, o apego aos bens deste mundo não tinham mais poder sobre elas. Por isso haviam acabado com a miséria e com o latifúndio. Eram irmãos! Todos tinham tudo, todos viviam com dignidade!

A segunda leitura nos diz que quem vive o ensinamento dos Atos dos Apóstolos é porque segue os mandamentos de Jesus, por que tem fé, crê nele. Jesus mandou amar o próximo como a si mesmo.

No Evangelho, Jesus sopra sobre os discípulos e lhes comunica sua própria missão, formar a nova sociedade, a grande comunidade fraterna. Sua vida, de acordo com os ensinamentos cristãos, vai denunciar o pecado do mundo, mostrar sua caducidade, ao mesmo tempo em que mostra a vida partilhada, da gratuidade, da ausência de carentes, a perenidade da felicidade trazida pela vida partilhada.

Queridos irmãos, precisamos dos bens deste mundo, deveremos usá-los, mas sem sermos seus escravos; eles foram feitos para nos servir. Portanto, através do gesto cristão da partilha, façamos com que eles sirvam à formação de uma nova sociedade e sejam transformados em riqueza espiritual. Assim saberemos dar aos bens que passam uma finalidade que não passa, que é eterna, a caridade, o amor.

Fonte: Site da Rádio Vaticano

sábado, 14 de abril de 2012

MARCADA POSSE CANÔNICA DE PÁROCOS

Frei Francisco Sevolani Botacin, oar
A posse do Fr. Francisco será dia 14/04/2012, às 19h,

na Paróquia Nossa Senhora das Graças, na cidade de Franca - SP



A posse canônica de Fr. Antônio Junqueira (Toninho), será domingo dia 15/04/2012, as 18h
na Paróquia Sta. Rita de Cássia, Praia do Canto, cidade de Vitória - ES.



E a posse canônica de Fr. Silvestre Brunoro, domingo, dia 15/04/2012, às 19h,
na Paróquia N. Sra. Aparecida, Capelinha em Franca - SP.
 
Se você está próximo de uma dessas localidades, sinta-se convidado
em participar da celebração eucarística da tomada de posse.

Fonte: Blog da Província Santa Rita de Cássia 

sexta-feira, 13 de abril de 2012

"Legalizar o aborto de fetos com anencefalia, erroneamente diagnosticados como mortos cerebrais, é descartar um ser humano frágil e indefeso", afirma Nota da CNBB

A Conferência Nacional dos bispos do Brasil, logo após a conclusão do julgamento do Supremo Tribunal Federal sobre a Arguição de Descumprimento de Preceito Fundamental nº 54, emitiu nota oficial lamentando a decisão. No texto, os bispos afirmam que "Legalizar o aborto de fetos com anencefalia, erroneamente diagnosticados como mortos cerebrais, é descartar um ser humano frágil e indefeso".

Leia a integra da Nota:

Nota da CNBB sobre o aborto de Feto “Anencefálico”

Referente ao julgamento do Supremo Tribunal Federal sobre a Arguição de Descumprimento de Preceito Fundamental nº 54


A Conferência Nacional dos Bispos do Brasil – CNBB lamenta profundamente a decisão do Supremo Tribunal Federal que descriminalizou o aborto de feto com anencefalia ao julgar favorável a Arguição de Descumprimento de Preceito Fundamental n. 54. Com esta decisão, a Suprema Corte parece não ter levado em conta a prerrogativa do Congresso Nacional cuja responsabilidade última é legislar.

Os princípios da “inviolabilidade do direito à vida”, da “dignidade da pessoa humana” e da promoção do bem de todos, sem qualquer forma de discriminação (cf. art. 5°, caput; 1°, III e 3°, IV, Constituição Federal), referem-se tanto à mulher quanto aos fetos anencefálicos. Quando a vida não é respeitada, todos os outros direitos são menosprezados, e rompem-se as relações mais profundas.

Legalizar o aborto de fetos com anencefalia, erroneamente diagnosticados como mortos cerebrais, é descartar um ser humano frágil e indefeso. A ética que proíbe a eliminação de um ser humano inocente, não aceita exceções. Os fetos anencefálicos, como todos os seres inocentes e frágeis, não podem ser descartados e nem ter seus direitos fundamentais vilipendiados!

A gestação de uma criança com anencefalia é um drama para a família, especialmente para a mãe. Considerar que o aborto é a melhor opção para a mulher, além de negar o direito inviolável do nascituro, ignora as consequências psicológicas negativas para a mãe. Estado e a sociedade devem oferecer à gestante amparo e proteção

Ao defender o direito à vida dos anencefálicos, a Igreja se fundamenta numa visão antropológica do ser humano, baseando-se em argumentos teológicos éticos, científicos e jurídicos. Exclui-se, portanto, qualquer argumentação que afirme tratar-se de ingerência da religião no Estado laico. A participação efetiva na defesa e na promoção da dignidade e liberdade humanas deve ser legitimamente assegurada também à Igreja.

A Páscoa de Jesus que comemora a vitória da vida sobre a morte, nos inspira a reafirmar com convicção que a vida humana é sagrada e sua dignidade inviolável.

Nossa Senhora Aparecida, Padroeira do Brasil, nos ajude em nossa missão de fazer ecoar a Palavra de Deus: “Escolhe, pois, a vida” (Dt 30,19).

Cardeal Raymundo Damasceno Assis
Arcebispo de Aparecida

Presidente da CNBB



Leonardo Ulrich Steiner

Bispo Auxiliar de Brasília

Secretário Geral da CNBB

Fonte: Site da CNBB

quinta-feira, 12 de abril de 2012

Aparecida aguarda bispos de todo o Brasil para a 50ª AG

Aparecida (RV) – Aumenta a expectativa na cidade de Aparecida pelo início da 50ª Assembleia Geral da Conferência Nacional dos Bispos do Brasil (CNBB), de 18 a 26 de abril.

O tema central do encontro deste ano terá será a aplicação da Exortação Apostólica Verbum Domini sobre “A Palavra de Deus na vida e na missão da Igreja”. A assembleia será intitulada “Ministros e Servidores da Palavra de Deus e a Missão da Igreja hoje”.

A discussão dos bispos, titulares e eméritos, eparcas e representantes de realidades eclesiais do país abrange também tópicos pastorais de ordem espiritual e temporal, além de problemas emergentes da vida das pessoas e da sociedade, na perspectiva da evangelização. Segundo explica a CNBB, também podem ser convidados bispos não-membros da CNBB, de qualquer rito, em comunhão com a Santa Sé e tendo domicílio canônico no País.

A Assembleia também deve apresentar a situação dos preparativos para a Jornada Mundial da Juventude Rio 2013 e as necessidades de diversas dioceses. O encontro é também ocasião para analisar as Diretrizes do Diaconato Permanente, elaboradas na assembleia de 2011. Várias Comissões Episcopais apresentarão os resultados de seus trabalhos.

A Conferência Episcopal brasileira é numericamente a maior do mundo, com 456 bispos, 297 em atividade e 159 eméritos.

A RV seguirá de perto a Assembleia Geral da CNBB com a presença ‘in loco’ do responsável do Programa Brasileiro, Pe. Cesar Augusto, e de Silvonei José.

Fonte: Site da Rádio Vaticano

terça-feira, 10 de abril de 2012

CNBB convoca para Vigília de Oração pela Vida

Na próxima quarta-feira, dia 11/04, o Supremo Tribunal Federal (STF) realiza o julgamento sobre a descriminalização do aborto de anencéfalos – casos em que o feto tem má formação no cérebro. A presidência da Conferência Nacional dos Bispos do Brasil (CNBB) enviou nesta Sexta-feira Santa, 06/04, uma carta a todos os bispos do país, convocando para uma Vigília de Oração pela Vida às vésperas do julgamento.

Em agosto de 2008, por ocasião do primeiro julgamento do caso, a CNBB publicou uma nota que explicita a sua posição. “A vida deve ser acolhida como dom e compromisso, mesmo que seu percurso natural seja, presumivelmente, breve. (...)Todos têm direito à vida. Nenhuma legislação jamais poderá tornar lícito um ato que é intrinsecamente ilícito. Portanto, diante da ética que proíbe a eliminação de um ser humano inocente, não se pode aceitar exceções. Os fetos anencefálicos não são descartáveis. O aborto de feto com anencefalia é uma pena de morte decretada contra um ser humano frágil e indefeso. A Igreja, seguindo a lei natural e fiel aos ensinamentos de Jesus Cristo, que veio “para que todos tenham vida e vida em abundância” (Jo 10,10), insistentemente, pede, que a vida seja respeitada e que se promovam políticas públicas voltadas para a eficaz prevenção dos males relativos à anencefalia e se dê o devido apoio às famílias que convivem com esta realidade”.

A seguir, a íntegra da carta da presidência da CNBB, bem como o texto completo da nota sobre o assunto.

Brasília, 06 de abril de 2012
P - Nº 0328/12
Exmos. e Revmos. Srs.

Cardeais, Arcebispos e Bispos
Em própria sede

ASSUNTO: Vigília de Oração pela Vida, às vésperas do dia 11/04/12, quarta feira.

DGAE/2011-2015: Igreja a serviço da vida plena para todos (nn. 65-72)

“Para que TODOS tenham vida” (Jo 10,10).

CF 2008: “Escolhe, pois, a vida” (Dt 30,19).

CF 2012: “Que a saúde se difunda sobre a terra” (Eclo 38,8).

Irmãos no Episcopado,

A Conferência Nacional dos Bispos do Brasil jamais deixou de se manifestar como voz autorizada do episcopado brasileiro sobre temas em discussão na sociedade, especialmente para iluminá-la com a luz da fé em Jesus Cristo Ressuscitado, “Caminho, Verdade e Vida”.

Reafirmando a NOTA DA CNBB (P – 0706/08, de 21 de agosto de 2008) SOBRE ABORTO DE FETO “ANENCEFÁLICO” REFERENTE À ARGUIÇÃO DE DESCUMPRIMENTO DE PRECEITO FUNDAMENTAL Nº 54 DO SUPREMO TRIBUNAL FEDERAL, a presidência solicita aos irmãos no episcopado:

Promoverem, em suas arqui/dioceses, uma VIGÍLIA DE ORAÇÃO PELA VIDA, às vésperas do julgamento pelos ministros do Supremo Tribunal Federal (STF) sobre a possibilidade legal do “aborto de fetos com meroanencefalia (meros = parte), comumente denominados anencefálicos” (CNBB, nota P-0706/08).Informa-se que a data do julgamento da ADPF Nº 54/2004 será DIA 11 DE ABRIL DE 2012, quarta feira da 1ª Semana da Páscoa, em sessão extraordinária, a partir das 09 horas.

Com renovada estima em Jesus Cristo, nosso Mestre Vencedor da morte, agradecemos aos irmãos de ministério em favor dos mais frágeis e indefesos,

Cardeal Raymundo Damasceno Assis Dom
Arcebispo de Aparecida
Presidente da CNBB

José Belisário da Silva
Arcebispo de São Luiz
Vice Presidente da CNBB

Dom Leonardo Steiner
Bispo Auxiliar de Brasília
Secretário Geral da CNBB


Nota da CNBB sobre Aborto de Feto “Anencefálico”

Referente à Argüição de Descumprimento de Preceito Fundamental n. 54 do Supremo Tribunal Federal

O Conselho Episcopal Pastoral da Conferência Nacional dos Bispos do Brasil – CNBB, em reunião ordinária, vem manifestar-se sobre a Argüição de Descumprimento de Preceito Fundamental (ADPF n° 54/2004), em andamento no Supremo Tribunal Federal, que tem por objetivo legalizar o aborto de fetos com meroanencefalia (meros = parte), comumente denominados “anencefálicos”, que não têm em maior ou menor grau, as partes superiores do encéfalo e que erroneamente, têm sido interpretados como não possuindo todo o encéfalo, situação que seria totalmente incompatível com a vida, até mesmo pela incapacidade de respirar. Tais circunstâncias, todavia, não diminuem a dignidade da vida humana em gestação.

Recordamos que no dia 1° de agosto de 2008, no interior do Estado de São Paulo, faleceu, com um ano e oito meses, a menina Marcela de Jesus Galante Ferreira, diagnosticada com anencefalia. Quando Marcela ainda estava viva, sua pediatra afirmou: “a menina é muito ativa, distingue a sua mãe e chora quando não está em seus braços.” Marcela é um exemplo claro de que uma criança, mesmo com tão malformação, é um ser humano, e como tal, merecedor de atenção e respeito. Embora a Anencefalia esteja no rol das doenças congênitas letais, cursando com baixo tempo de vida, os fetos portadores destas afecções devem ter seus direitos respeitados.

Entendemos que os princípios da “inviolabilidade do direito à vida”, da “dignidade da pessoa humana” e da promoção do bem de todos, sem qualquer forma de discriminação, (cf. art. 5°, caput; 1°, III e 3°, IV, da Constituição Federal) referem-se também aos fetos anencefálicos. Quando a vida não é respeitada todos os outros direitos são menosprezados. Uma “sociedade livre, justa e solidária” (art. 3°, I, da Constituição Federal) não se constrói com violências contra doentes e indefesos. As pretensões de desqualificação da pessoa humana ferem sua dignidade intrínseca e inviolável.

A vida deve ser acolhida como dom e compromisso, mesmo que seu percurso natural seja, presumivelmente, breve. Há uma enorme diferença ética, moral e espiritual entre a morte natural e a morte provocada. Aplica-se aqui, o mandamento: “Não matarás” (Ex 20,13).

Todos têm direito à vida. Nenhuma legislação jamais poderá tornar lícito um ato que é intrinsecamente ilícito. Portanto, diante da ética que proíbe a eliminação de um ser humano inocente, não se pode aceitar exceções. Os fetos anencefálicos não são descartáveis. O aborto de feto com anencefalia é uma pena de morte decretada contra um ser humano frágil e indefeso.

A Igreja, seguindo a lei natural e fiel aos ensinamentos de Jesus Cristo, que veio “para que todos tenham vida e vida em abundância” (Jo 10,10), insistentemente, pede, que a vida seja respeitada e que se promovam políticas públicas voltadas para a eficaz prevenção dos males relativos à anencefalia e se dê o devido apoio às famílias que convivem com esta realidade.

Com toda convicção reafirmamos que a vida humana é sagrada e possui dignidade inviolável. Fazendo, ainda, ecoar a Palavra de Deus que serviu de lema para a Campanha da Fraternidade, deste ano, repetimos: “Escolhe, pois, a vida” (Dt 30,19).

Dom Geraldo Lyrio Rocha - Arcebispo de Mariana - Presidente da CNBB

Dom Luiz Soares Vieira Arcebispo de Manaus – Vice Presidente da CNBB
Dom Dimas Lara Barbosa - Bispo Auxiliar do Rio de Janeiro - Secretário Geral da CNBB

Fonte: Site da CNBB

segunda-feira, 9 de abril de 2012

REUNIÃO DO CONSELHO DE PASTORAL PAROQUIAL

No próximo dia 13 de abril de 2012, sexta-feira, às 19h30min, no salão da igreja matriz de Nossa Senhora da Consolação, acontecerá a reunião do Conselho de Pastoral Paroquial (CPP), estando convocados os coordenadores paroquiais de pastoral, coordenadores dos Conselhos de Partoral Comunitários (CPC's), diáconos permanentes, religiosos e o pároco.

A reunião do CPP é de suma importância para vida pastoral da paróquia, pois traça os rumos que a paróquia deve seguir.

Papa: "Mulheres têm papel fundamental na comunidade cristã"

Castel Gandolfo (RV) - Nesta segunda-feira de Páscoa, Bento XVI rezou a oração do Regina Coeli com os fiéis e turistas que foram a Castel Gandolfo, a residência pontíficia nas proximidades de Roma onde o Papa está transcorrendo alguns dias para repousar.

Em sua breve catequese, antes de abençoar os fiéis, o Papa recordou que em muitos países, hoje é um dia de férias, uma ocasião para fazer um passeio no campo, visitar parentes ou se reunir com a família. Mas ressaltou que a razão deste feriado, ou seja, a Ressurreição de Jesus, é o principal mistério de nossa fé.

Por isso, o Papa recomendou que nestes dias, leiamos as narrações da Ressurreição de Cristo, nos quatro Evangelhos:

“São narrações que, de maneiras diferentes, ilustram os encontros dos discípulos com Jesus ressuscitado, e nos permitem meditar sobre este evento que transformou a história e que dá sentido à vida de cada homem”.

Bento XVI continuou explicando que as narrações começam quando, ao amanhecer do dia depois do sábado, as mulheres foram ao sepulcro e o encontraram aberto e vazio. Recebido do anjo o anúncio da ressurreição, elas correram a dar a notícia aos discípulos, e precisamente naquele momento, encontraram Jesus, caíram aos seus pés e o adoraram; e ele disse a elas: “Não temais: ide a anunciar aos meus irmãos que vão à Galiléia: lá eles me verão” (Mateus 28,10).

“Em todos os Evangelhos, as mulheres têm grande espaço na narração das aparições de Jesus ressuscitado, como também na Paixão e morte de Jesus. O testemunho das mulheres não tinha valor oficial , jurídico, mas as mulheres viveram uma experiência de ligação especial com o Senhor, que é fundamental para a vida concreta da comunidade cristã, e isto sempre, em todos os tempos, não só no início do caminho da Igreja”.

Concluindo, Bento XVI disse que Maria, a Mãe do Senhor, foi um modelo sublime e exemplar deste relacionamento com Jesus, especialmente no seu mistério pascal. E consequentemente, através da experiência transformadora da Páscoa de seu Filho, a Virgem Maria é também Mãe da Igreja, de todos os cristãos e suas comunidades.

Ao terminar seu discurso, o Papa cumprimentous os vários grupos de fiéis e concedeu a todos a sua benção. (CM)

Fonte: Site da Rádio Vaticano

domingo, 8 de abril de 2012

MENSAGEM DE PÁSCOA DA ORDEM DOS AGOSTINIANOS RECOLETOS

Alegrem-se! Cristo ressuscitou!

Amigos online:

Alegrem-se! Jesus de Nazaré ressuscitou!

Não, não se trata de uma alucinação nem de uma imagem virtual animada pelas novas tecnologias. É a pura verdade: Jesus de Nazaré vive! Nós não o vemos com nossos olhos, mas Ele se aproxima de nós quando abrimos com humildade nosso coração e pressionamos as teclas íntimas da nossa fé. Ele nos manifesta o amor do Pai e n’Ele nos sentimos amados. Então surgem em nosso coração fagulhas de amor e novos anseios de vida e esperança.

Celebremos e façamos nosso aquele primeiro dia da semana – o domingo da Páscoa – quando Jesus se apresentou entre seus discípulos e lhes disse: “A paz esteja convosco”. Os discípulos se encheram de alegria ao ver que era Jesus; aquele mesmo Jesus que eles viram morrer na cruz e que então reconheciam pleno de glória. Jesus lhes infundiu o Espírito e os enviou como testemunhas da Vida para continuar a missão que o Pai lhe havia encomendado. Tomé, um dos apóstolos, não estava ali e não acreditou nas palavras da Comunidade. Mas, oito dias depois, Jesus se apresentou de novo, chamou Tomé e lhe disse: “Aproxima-te! Estende tua mão e põe-na no meu lado e não sejas incrédulo, mas crê! Felizes os que não viram e creram!” (cf. Jo 20, 19-29).

Esta é a história que transcende a história humana. Jesus de Nazaré é a luz que ilumina nosso interior. Ele dá sentido a nossos pequenos passos e à caminhada da Humanidade. Abramos os olhos do coração, apartemos de nossa vista a falsidade, a hipocrisia e o egoísmo… Miremos o Homem que, na cruz, entregou seu espírito nas mãos do Pai, morreu por nós e se nos dá ao partir o pão como sacramento de amor e vida. «Com a Páscoa – nos diz santo Agostinho – não só recordamos a morte e ressurreição do Senhor, mas nós também passamos da morte para a vida» (Ep. 55, 2).

Jesus nos fala também hoje. Vocês não estão ouvindo? Escutem sua palavra na Escritura. Ouçam como sua voz ressoa na comunidade reunida em seu nome, no amor sincero e no silêncio de teu coração. É seu o lamento que se ouve na dor do enfermo, na necessidade do pobre e no injustiçado e abandonado. Escutem como, em seu dialeto mais familiar, ele convida vocês cada dia a amar e a rezar, a perdoar e a esperar, a construir a paz e a realizar a justiça, a desejar a felicidade verdadeira.

Levantem o olhar ao céu e observem a terra. Contemplem a Cristo e lancem o olhar sobre aquele que sofre com esperança, sobre o simples e generoso. Fixem seu olhar no que ama com alegria e gasta a vida servindo com amor. Com a Páscoa a morte foi vencida: Jesus revelou o coração de Deus e nos abriu as portas da eternidade.

Alegrem-se!

Nós, os agostinianos recoletos, pedimos a Cristo Ressuscitado conceda a vocês, às suas comunidades e às suas famílias uma feliz Páscoa da Ressurreição.

ROMARIA DIOCESANA AO CONVENTO DA PENHA

Com a Solenidade da Páscoa de Nosso Senhor Jesus Cristo, no Convento de Nossa Senhora da Penha, cidade de Vila Velha (ES), inicia-se a festa dedicada a Nossa Senhora das Alegrias, com a celebração do oitavário a partir da segunda-feira após o domingo da páscoa.

Nossa Senhora da Penha é a padroeira do estado do Espírito Santo e, assim, todos os anos as dioceses qe compõem a Província Eclesiástica do Espírito Santo fazem romarias ao Convento da Penha, então, neste ano não poderia ser diferente.

A Diocese de Cachoeiro de Itapemirim no próximo sábado, 14 de abril, se fará mais uma vez presente nesta festa das alagrias de Nossa Senhora e você paroquiano de Nossa Senhora da Consolação poderá ir homenagear a mãe de Jesus.

Maiores informação na Secretaria Paroquial ou pelo telefone (28) 3522-6607 (falar com Dalvana ou Marta).

REFLEXÃO PARA O DOMINGO DE PÁSCOA

Cidade do Vaticano (RV) - Queridos ouvintes da Rádio Vaticano, convido a todos que façamos uma oração acompanhando Maria Madalena que vai ao sepulcro.

É madrugada! Maria, ainda com o ambiente escuro pela ausência de sol, vai ao sepulcro. É noite não apenas na natureza, mas principalmente no coração de Maria Madalena. Alíás, em seu coração não. Ali o amor iluminava. Ela não consegue ficar longe do corpo morto de seu Senhor, daquele que a libertou do mal. Ela não consegue viver sem Jesus!

Ela diz que vai ungir o corpo do Senhor, mas como? Existe uma pesada pedra tampando o túmulo e, além do mais, Nicodemos e José de Arimateia já haviam preparado o corpo. Quando ela chega, a pedra está removida, mas o sepulcro está vazio! Maria sente-se completamente perdida e desolada. Sai correndo para comunicar a Pedro e a João. Ela pede ajuda. Sente-se perdida e impotente.

Quando também experimento a ausência de Jesus, como reajo? Onde e como o busco? No lugar dos mortos ou como aquele que é Vida e que dá Vida?Cristo é, de fato, o Senhor de minha vida?

Prossigamos em nossa oração. Todo aquele que ama está fadado a sofrer muito! Maria vê o sepulcro vazio, um anjo à cabeceira e outro nos pés, mas nada entende. O evangelista quando descreveu esse quadro, quis nos dizer que Jesus é a nova e eterna aliança do Pai com os homens.

O sepulcro, uma caixa retangular aberta e com dois anjos, recorda a qualquer devoto a arca da aliança com os anjos do propiciatório. A aliança nova e eterna foi realizada!Enquanto está com o olhar fixado dentro da sepultura, Maria escuta alguém perguntando a ela por que está chorando. Esse que lhe pergunta quer lhe dizer: “Mulher, por que choras? Você não tem motivo para chorar, antes para se alegrar. As lágrimas de Maria revelam seu grande amor e sua pouca fé.

Jesus entra em diálogo com Maria de modo semelhante como entrou em diálogo com outras pessoas. Revela-se progressivamente, adaptando suas palavras e seus gestos à história dessas pessoas e às situações concretas em que se encontram.

Maria só vai entender que aquela voz é de Jesus no momento em que deixa de olhar para o sepulcro, para o lugar da morte, e volta os olhos e o corpo inteiro na direção contrária. Aí, então, ela vê Jesus, vivo, ressuscitado!

Como Maria, muitas vezes não encontramos Jesus porque não o buscamos vivo, mas sim seu cadáver.

Concluamos nossa reflexão. Assim como Madalena buscava Jesus por toda a parte, também o Ressuscitado seguia seus passos, seus olhares. E a primeira palavra que pronuncia ao dirigir-se a ela é “MULHER”. Depois pergunta por que chora. Jesus continua, em sua nova forma de existência, vindo ao nosso encontro e quer saber quais são as causas de nossa tristeza. Ele é o consolador, é a nossa alegria, é a nossa vida!
Feliz Páscoa! (CAS)

Fonte: Site da Rádio Vaticano

TRÍDUO PASCAL: SÁBADO SANTO

No Sábado Santo, a Igreja permanece na feliz expectativa em vigília para celebrar com solenidade a Ressurreição de Nosso Senhor Jesus Cristo, com uma Celebração que atualiza o grande amor de Deus para com o seu povo e, assim, foi feito na Paróquia Nossa Senhora da Consolação.

Por volta das 20:00 horas do sábado foi iniciada a vigília pascal no pátio da igreja Santo Antônio, com a bênção do fogo novo, a preparação do Círio Pascal e, após, a procissão até o Santuário de Nossa Senhora da Consolação para continuidade da Celebração Eucarística, sob a presidência de Frei Domingos Sérgio Gusson, oar (pároco).

Grande número de fiéis se fizeram presentes na procissão e depois na celebração eucarística que contou com sete batizados e cinco primeiras eucaristia.

Agradecemos aos diáconos permanentes que se fizeram presentes à celebração: Sérgio Sechin, José Carlos Zóboli e Pedro Guarino e ao diácono Frei Geraldo Inácio, oar.

Desejamos a você e sua família um período pascal, que dura 50 (cinquenta) dias, cheio de alegria com o Cristo ressuscitado.
Acendimento do Círio Pascal
Povo reunido em torno da fogueira para bênção do fogo novo
Preparação para apresentação da Luz de Cristo
Eis a Luz de Cristo! Demos graças a Deus.
Proclamação da Páscoa (Exultat)
Incensação do Santo Evangelho
Proclamação do Santo Evangelho
Momento da homilia
Bênção da água batismal
Batismo
Crédito das fotos: Ester Tibúrcio

sábado, 7 de abril de 2012

REFLEXÃO PARA O SÁBADO SANTO

Cidade do Vaticano ( RV) - Hoje experienciamos o vazio. O Senhor cumpriu sua missão nos redimindo, através de sua paixão e cruz, através de sua entrega até a morte. Na noite passada contemplamos o sepultamento de seu corpo.

Agora, nesta manhã de sábado, a saudade está presente, mas uma saudade cheia de paz e de esperança.

Como Maria, com o coração em luto, a Igreja aguarda esperançosa, que a promessa do Cristo se cumpra, que ele surja, que ele ressuscite.
A ausência não é experiência do vazio, mas aprofunda a presença desejada!

Podemos recordar e refletir sobre os sábados santos de nossa vida, nossas experiências de vazio após sofrimentos e perdas.

Como vivenciamos esses mistérios dolorosos quando irromperam em nossa existência? Permitimos que luz da fé na certeza da vitória da Vida, iluminasse nossa mente e aquecesse nosso coração? Preenchemos esse vazio abrindo as portas de nosso coração a Jesus, Palavra de Vida, de Eternidade? Ou nos fragilizamos mais ainda, permitindo que a escuridão da morte nos envolvesse?

Jesus é Vida! Nossa Senhora, a verdadeira discípula, na manhã de sábado permaneceu, apesar da dor, do luto, esperançosa. Ela acreditou nas palavras de seu Filho e não permitiu que o sofrimento pela perda dissesse a última palavra, mas que a palavra definitiva seria a promessa de seu Filho, a própria Palavra, que disse que iria ressuscitar que ele era o Caminho, a Verdade, a Vida!

Hoje à noite iremos celebrar a Vitória da Vida, a ressurreição de Jesus, o encontro do Filho ressuscitado com a Mãe que deixará de ser a Senhora das Dores, para ser a Senhora da Glória.

Contudo, para nós que perdemos entes queridos, esse encontro ainda não aconteceu e sabemos que nesta vida, não acontecerá. Como viver, então, a Páscoa da Ressurreição?

Nossa vida deverá ser um permanente Sábado Santo, não com vazio, mas pleno de fé, de esperança na certeza da vitória da Vida e que também teremos o reencontro que Maria teve, e será para sempre! Quanto mais nos deixarmos envolver pela Palavra de Vida, que é Jesus, mais nos aproximaremos da tarde da ressurreição; de modo mais intenso essa palavra irá nos iluminar e aquecer.

Que nossas perdas não nos tirem a alegria de viver, que nos é dada com a presença de Jesus, a Vida plena, Eterna. (CAS)

Fonte: Site da Rádio Vaticano

sexta-feira, 6 de abril de 2012

TRÍDUO PASCAL: SEXTA-FEIRA SANTA

Num clima de silêncio foi celebrada nesta sexta-feira, às 15 horas, a Ação Litúrgica da Paixão e Morte de Nosso Senhor Jesus Cristo no Santuário de Nossa Senhora da Consolação sob a presidência de Frei João Constantino Junqueira Neto, oar e concelebrada por Frei Domingos Sérgio Gusson, oar, pelo diácono frei Geraldo, oar e pelos diáconos permanentes José Carlos Zóboli e Sérgio Sechin.

O Santuário de Nossa Senhora da Consolação esteve repleto de fiéis, apesar do calor que fez nesta tarde em Cachoeiro de Itapemirim, todos foram abrasados pelo amor de Jesus Cristo que se entregou na Cruz por nossa salvação e de toda a humanidade.

Agradecemos a Sra. Ester Tibúrcio que fotografou a ação litúrgica.

Oração inicial
Frei João no momento da homilia
Apresentação do Santo lenho da Cruz
Momento da distribuição da sagrada Eucaristia
E fica o convite para amanhã, à noite, às 20:00 horas, em frente a igreja de Santo Antônio, Bairro Santo Antônio para continuidade do tríduo pascal: bênção do fogo novo, preparação do Círio Pascal, procissão, batismo e a Celebração da Eucaristia.