sábado, 30 de julho de 2011

REUNIÃO DO PROJETO ANJO

O Regional II da Diocese de Cachoeiro de Itapemirim, que compõe as paróquias da cidade de Cachoeiro de Itapemirim e de Atílio Vivacqua, veio implementar o Projeto Anjo - um projeto missionário -, a fim de averiguar os diversos problemas enfrentados nas comunidades eclesiais e ajudar a solucioná-los.

Com objetivo de dar corpo visível a esse projeto, esde o ano passado diversas reuniões aconteceram e, ainda, acontecem, sendo assim no próximo dia 06 de agosto de 2011, a partir das 13 horas, acontecerá no centro de pastoral da Paróquia Nosso Senhor dos Passos, mais uma reunião avaliativa do projeto, devem comparecer a essa reunião: os coordenadores de conselho de pastoral comunitário, coordenadores paroquiais de pastoral, coordenador do conselho de pastoral paroquial, diáconos, religiosos, vigários paroquiais e pároco.

REFLEXÃO PARA O 18º DOMINGO DO TEMPO COMUM

Cidade do vaticano, 30 jul (RV) - A liturgia de hoje nos fala da providência e da prodigalidade de Deus. Ao mesmo tempo nos remete à situação de penúria e fome em que um bilhão de pessoas passa fome, ou seja, um sexto da Humanidade. Nestes dias a atenção do Mundo está voltada para a região chamada Chifre da África, onde 12 milhões de pessoas são atingidas pela pior seca dos últimos sessenta anos na região e é considerado atualmente o pior desastre humanitário pelo qual o mundo está passando .
Como unir a Providência pródiga a essa situação catastrófica?

A falha não é do Criador. Se o banquete da vida se tornou privilégio de poucos, deveremos refletir e revisar a disposição que nos leva à celebração semanal da Vida, ou seja, a celebração onde é realizada a partilha do Pão.

Em Isaías - a primeira leitura deste domingo - Deus subverte o “status quo” convidando os pobres a saírem da penúria e a vivenciarem a partilha da criação. Esse convite é para uma libertação, libertação da dependência dos produtores de alimentos, daqueles que se assenhorearam dos bens da criação e exercem poder sobre o direito das pessoas de se alimentarem como Deus, nosso Pai, pensou, oferecendo-nos uma natureza dadivosa. Deus não quis irmãos explorando irmãos e matando-os de fome, mas criou tudo para todos.

No Evangelho, Jesus faz exatamente a vontade do Pai. Não deixa ninguém passar fome. Ao contrário, não é apenas pódigo com a comida material, mas no futuro se fará nosso alimento, quando nos der, através do pão e do vinho, seu corpo e eu sangue como alimento eterno.

Mas vejamos o contexto em que se realiza o milagre da multiplicação dos pães e dos peixes. São Mateus nos fala, inicialmente, do banquete de Herodes, banquete onde apesar de se consumir alimentos, não se celebra a vida, mas a morte. Seus comensais estão ali com o intuito de exercer poder, de pressionar, de jogar interesses. Não pensam no outro, mas em si mesmos, em se manterem, mesmo a custo do sofrimento e da morte do inocente. O grande inocente morto nesse banquete herodiano foi João Batista. Sua culpa foi não aceitar a vida devassa do potentado.

Já o banquete que Jesus proporciona ao povo se dá a céu aberto e realizado com bastante compaixão, após falar do carinho do Pai e curar os doentes que ali estavam. É o banquete da Vida, que sacia plenamente aqueles que dele participam. As desigualdades foram supressas, todos saciados, curados e amados.

A solução apresentada por Jesus não foi um milagre econômico e nem religioso, mas a partilha dos bens da Criação.

Em outra passagem do Evangelho, Jesus diz que aos pobres é revelado o Reino de Deus e eles entendem a mensagem do Reino. E é verdade! No tocante à partilha dos bens, ninguém entendeu melhor que eles. Dentro de sua pobreza e até miséria, o pobre sabe dividir o que possui.

Nossas celebrações eucarísticas deveriam deixar de ser mero ritual e passar a ser aquilo a que se propõem e que é querido por Jesus, isto é, partilha da Vida. Partilha do Pão da Vida, que é Jesus e partilha do pão que dá a vida material, partilha essa que indica a autenticidade de nossa celebração Eucarística.

Ainda considerando as palavras de Jesus – quem fizer algo ao menor dos meus irmãos, a mim estará fazendo – podemos ter a consciência de que ao partilharmos com o pobre, mesmo sendo uma pessoa desconhecida e que jamais a conheceremos, vale a palavra de Jesus. Não importa se o gesto de partilhar poderá nos tornar mais pobres, importa agradar Jesus e viver o espírito da segunda leitura: nada nos poderá separar do amor de Deus, seja, bem-estar, fome, nudez, conforto.

Que nossas Eucaristias realizem de fato o que pretendem: a partilha da Vida, o sentar-se à mesa, com o irmão, na Casa do Pai.

Como consequência não haverá mais carentes, sejam materialmente, afetivamente ou espiritualmente.

E dirão sobre nós: vejam como se amam! E consequentemente, o Senhor aumetará o número de nossos companheiros.(CAS)

Fonte: Site da Rádio Vaticano

sexta-feira, 29 de julho de 2011

INÍCIO DOS TRABALHOS DE RESTAURO DOS VITRAIS DO SANTUÁRIO DE NOSSA SENHORA DA CONSOLAÇÃO

Na tarde do dia 28 de julho de 2011 iniciaram os trabalhos de restauração dos vitrais do Santuário de Nossa Senhora da Consolação pela Empresa Geukas Vitrais. Os profissionais envolvidos no trabalho de retirada dos vitrais são Edmilson, nascido no estado de São Paulo e Noé, nascido no estado de Minas Gerais.
Esses profissionais já trabalharam em diversos estados do Brasil, quer seja na restauração como na colocação vitrais produzidos pela Geukas Vitrais.
Os vitrais do Santuário de Nossa Senhora da Consolação há algum tempo necessitavam de restauro devido quebras e pela sujeira acumulada ao longos dos 51 anos de existência do templo dedicado à Virgem Maria, Mãe de Jesus.
Os vitrais que estão sendo retirados seguirão para a cidade de Vinhedos, estado de São Paulo, onde receberão todo o procedimento técnico de limpeza e restauro para depois retornarem ao local de origem. Para não saírem da ordem de montagem, quando retornarem, foi realizado um projeto com os locais dos vitrais e cada vitral recebe uma marcação de letras e números.
Agradecemos penhoradamente aos freis que residem em Cachoeiro de Itapemirim, sobre tudo ao pároco Frei Domingos Sérgio Gusson, oar - em realizar os esforços necessários pela restauro dos mais belos vitrais do Brasil.



















Edmilson e Noé

Projeto de Restauração dos Vitrais


segunda-feira, 25 de julho de 2011

VOCÊ QUER ESTUDAR TEOLOGIA?

A Escola de Teologia Pastoral Santo Agostinho oferece para você o Curso de Teologia Pastoral e as matrículas encontram-se abertas para formação de novas turmas para o segundo semestre do ano de 2011. As inscrições podem ser feitas na Secretaria Paroquial no horário de 07 às 17 horas, ou maiores informações pelo telefone: 28 3522-6607.

O início das aulas será no dia 01 de agosto de 2011, no salão paroquial, às 19h20min.

sábado, 23 de julho de 2011

REFLEXÃO PARA O 17º DOMINGO DO TEMPO COMUM

Cidade do Vaticano, 23 jul (RV) - A justiça de Deus é ser indulgente e bom para com todos. Por isso Ele se revela aos pagãos. Reina sobre maus e bons, ama a todos. Não usa a força para subjugar o ser humano, mas conquista os corações demonstrando mansidão e indulgência.

Deus age assim para ensinar ao povo que o justo deve amar todos os homens, não somente os bons. O justo, está escrito no livro da Sabedoria, deve ser humano, indulgente.
No Evangelho, Jesus ensina que a Palavra sozinha vai avante. É preciso ter confiança em Deus, em sua ação. Basta semeá-la com paciência e perseverança.

Não importa o tamanho da semente e nem se o ato de semeá-la foi realizado de modo invisível. Será a força de Deus que irá suscitar a grande árvore, o grande sucesso do Reino.
Jesus nos pede carta branca, confiança absoluta nele.

O Reino de Deus é poder de Deus, não depende de mim, por isso ele se desenvolve com toda certeza.

Jesus ensina seus discípulos a fecharem os olhos ao que parece realidade porque se vê, e abri-los ao que é, ou seja, à realidade misteriosa do Reino que está frutificando silenciosamente. Apesar de não percebermos, a Palavra dará fruto no tempo devido.

O apressado corre o risco de, querendo a perfeição, arrancar aquilo que foi plantado por Deus. E, de acordo com a nossa fé, todos os homens foram criados à imagem de Deus. Por isso é impossível que exista alguém que seja só joio. Em seu coração está plantado o trigo de Cristo. Ter paciência e respeitar a hora de cada qual. Chegará o momento em que o trigo plantado vai surgir. Mas se sou impaciente, cobrador, desanimador, jamais o trigo virá á tona. Terei, ao contrário, o joio da decepção e da frustração.

Se Deus é paciente conosco, também nós deveremos ser pacientes não apenas com nossos irmãos na fé, mas com todos os homens.

Deveremos ter paciência e confiar na ação de Deus, em sua Graça, nos corações e nas mentes de todos os homens. Deus trabalha em silêncio em todos os corações, porque todos os homens que existem sobre a face da terra, são seus filhos muito queridos.

Pe. Cesar Augusto dos Santos, S.J.

Fonte: Site da Rádio Vaticano

sexta-feira, 22 de julho de 2011

REUNIÃO DO GRUPO ESPERANÇA VIVA E COMEMORAÇÃO DE DOIS ANOS DE EXISTÊNCIA

O Grupo Esperança Viva (GEV) de Cachoeiro de Itapemirim, braço da Família da Esperança, mais conhecido como Fazenda da Esperança, fará mais uma reunião neste sábado, dia 23 de julho de 2011, a partir das 16h30min, na Catedral de São Pedro Apóstolo, cidade de Cachoeiro de Itapemirim, estando todas as pessoas convidadas a participar.

O objetivo do GEV é manter a esperança do recuperação de vida do próximo, sendo essa recuperação de drogas lícitas ou ilícitas, estando todas pessoas convidadas a participar: familiares, namoradas, namorados, amigos, amigas, dependentes químicos, etc.

No próximo dia 30 de julho de 2011, acontecerá a Celebração Eucarística em ação de graças por 02 (dois) anos de existência do GEV, na Catedral de São Pedro Apóstolo, às 19 horas, estando todos convidados a participarem.

quarta-feira, 20 de julho de 2011

SANTA SÉ DIVULGA O PROGRAMA DA VIAGEM APOSTÓLICA DO PAPA BENTO XVI À ALEMANHA

Cidade do Vaticano, 20 jul (RV) – Com o título “Onde estiver Deus, há futuro”, Bento XVI embarcará para sua 21ª Viagem Apostólica, entre 22 e 25 de setembro, na Alemanha. Esta é a quarta vez, desde que se tornou Papa, em 2005, que o Santo Padre visitará seu país natal.

Além da capital Berlim, o Papa passará pelas cidades de Erfurt, Etzelsbach, Lahr e Freiburg. Em Berlim, Bento XVI vai aterrissar no aeroporto de Berlim Tegel, onde acontecerá a cerimônia de boas vindas. Ainda na quinta-feira, dia 22, estão agendados encontros com o presidente da Alemanha, Cristian Wulff e com a chanceler Angela Merkel. À tarde, antes do encontro com representantes da comunidade judaica, Bento XVI visitará o Parlamento Alemão onde fará um discurso. O primeiro dia de visita terminará com uma missa no Estádio Olímpico de Berlim.

O segundo dia será marcado por um encontro com representantes da comunidade muçulmana antes da partida para Erfurt, no centro do país. Lá, Bento XVI se encontrará com membros da Igreja Evangélica Alemã. Em seguida, haverá uma celebração ecumênica. No final da tarde, Bento XVI seguirá rumo à cidade de Etzelsbach, onde celebrará as Vésperas marianas. Logo depois, o Santo Padre retornará para Erfurt.

No penúltimo dia de viagem, sábado, dia 24 de setembro, Bento XVI presidirá missa na Domplatz. Ao final, seguirá para a cidade de Lahr, próximo à fronteira com a França e de lá partirá para Freiburg. A primeira visita será à Catedral da cidade e, na Münsterplatz, a praça principal da cidade, o Papa fará uma saudação à população. Em seguida, visitará o ex-chanceler Helmut Kohl. Na agenda estão ainda encontros com os representantes da Igreja Ortodoxa, com seminaristas, com o Conselho do Comitê Central dos Católicos Alemães e, por fim, Vígilia de Oração com os jovens.

No domingo, dia 25, o Papa começará a se despedir da Alemanha com Santa Missa no aeroporto de Freiburg, onde também presidirá o Angelus. Antes de voltar para Roma, recebe os juízes da Corte Constitucional. No final do dia, haverá cerimônia de despedida no aeroporto de Lahr.

Fonte: Site da Rádio Vaticano

terça-feira, 19 de julho de 2011

BÊNÇÃO DAS ROSAS E PÉTALAS DE ROSA DE SANTA RITA DE CÁSSIA

Todos os meses no Santuário de Nossa Senhora da Consolação acontece a Celebração Eucarística com a bênção das rosas e pétalas de rosa de Santa Rita de Cássia, sempre às 19 horas, e neste mês de julho acontecerá no dia 22, sexta-feira, sendo que cada fiel que quiser ter sua rosa abençoada deve levar uma flor ou pétalas de rosas.


segunda-feira, 18 de julho de 2011

DIRETRIZES GERAIS DA AÇÃO EVANGELIZADORA DA IGREJA NO BRASIL

Acesse o link sobre as diretrizes gerais da Ação Evangelizadora da Igreja no Brasil, discutidas pelos bispos brasileiros reunidos em Assembleia em Aparecida, Estado de São Paulo e vamos anunciar a Boa Nova a todos os povos: http://www.cnbb.org.br/diretrizes/

domingo, 17 de julho de 2011

REFLEXÃO PARA O 16º DOMINGO DO TEMPO COMUM

Cidade do Vaticano, 17 jul (RV) - A demora na realização das promessas de Deus possibilita aos discípulos e a nós, entrarmos em crise. Percebendo essa situação, Jesus conta para eles e para nós, a parábola das sementes.

A Palavra de Deus é, em si mesma, boa e, se bem apresentada, produzirá muitos frutos; mas isso não depende só da Palavra; depende também das diversas situações em que se encontra o terreno onde ela é depositada, isto é, das diversas respostas.
A Palavra é oferecida e exatamente por ser oferecida, conserva em si todo o risco da negligência, do descaso, da não aceitação, da oposição.

De acordo com a parábola, ela poderá ser comida pelos pássaros, poderá cair entre as pedras e não criar raízes e, finalmente, poderá cair entre os espinhos e morrer sufocada. Vamos refletir sobre cada um desses alertas feitos por Jesus. O primeiro se refere à semente que pode ser ciscada pelos pássaros. É o nosso medo do sofrimento, em relação ao caminho da cruz, tantas vezes abordado por Jesus e a busca incessante de realizações, de êxito. É como aquela pessoa que vê na possibilidade de exercer um serviço eclesial, como uma ocasião de prestígio, de ter status.

A semente que caiu entre as pedras e não criou raízes, representa aqueles que só externamente aceitaram a Palavra. Ela não foi aceita com profundidade. Teme-se que a adesão a Cristo seja ocasião de constrangimento, de envergonhar-se.

A que caiu entre os espinhos é a semente sufocada, imagem de muitíssimos cristãos. As preocupações da vida presente, a atração exercida pelo ter, pelo poder, pelo possuir, pelo ganhar se impõem, são obstáculos para o acolhimento da Palavra.

A Palavra não é ineficaz, mas falta o acolhimento. A Palavra se adapta às condições do terreno, ou melhor, aceita as respostas que o terreno dá e que com frequência são negativas. É necessário preparar o terreno, os corações, para que percam o endurecimento causado pelos ídolos das ideologias, do consumismo, do dinheiro, do prazer, das demais riquezas.

Se o terreno, se os corações forem trabalhados pela simplicidade, pela autenticidade, pela educação libertadora daqueles ídolos, a Palavra descerá qual chuva fina, penetrando a terra e fazendo a semente frutificar. (CAS)

Fonte: Site da Rádio Vaticano

quinta-feira, 14 de julho de 2011

ENTREVISTA COLETIVA COM DOM DARIO CAMPOS,ofm - bispo diocesano de Cachoeiro de Itapemirim - parte 4

Parte 4 e última da entrevista coletiva concedida por Dom Dario Campos, ofm.


ENTREVISTA COLETIVA COM DOM DARIO CAMPOS,ofm - bispo diocesano de Cachoeiro de Itapemirim - parte 3

Terceira parte da entrevista coletiva de Dom Dario Campos, ofm - bispo diocesano de Cachoeiro de Itapemirim


ENTREVISTA COLETIVA COM DOM DARIO CAMPOS,ofm - bispo diocesano de Cachoeiro de Itapemirim - parte 2

Entrevista coletiva de D. Dario Campos concedida no dia 09 de julho de 2011, parte 2. Agradecimentos a Aline - agente de pastoral da Pastoral da Comunicação da Diocese de Cachoeiro de Itapemirim.


quarta-feira, 13 de julho de 2011

ENTREVISTA COLETIVA COM DOM DARIO CAMPOS,ofm - bispo diocesano de Cachoeiro de Itapemirim - parte 1

No dia 09 de julho de 2011 na sede da Curia Diocesana na cidade de Cachoeiro de Itapemirim aconteceu a entrevista coletiva com o bispo diocesano Dom Dario Campos, ofm, a qual oportunizamos a todos nossos visitantes.



Fonte: PASCOM diocesana. Agradecimentos a Aline da Banda Rezza.

terça-feira, 12 de julho de 2011

1º SEMINÁRIO DE COMUNICAÇÃO PARA OS BISPOS DO BRASIL

Rio de Janeiro, 12 jul (RV) - Tem início nesta terça-feira, no Centro de Estudos do Sumaré, no Rio de Janeiro, o I Seminário de Comunicação para os Bispos do Brasil, que se conclui no próximo dia 16. São cerca de 90 prelados de todas as partes do país que se reunirão para aprofundar o tema do encontro que é “Comunicação e evangelização no contexto das transformações culturais provocadas pelas novas tecnologias”. A base de discussão será o diretório “A Comunicação na vida e missão da Igreja”, o chamado documento 101 da CNBB.

O evento que tem início na noite de hoje e será inaugurado pelo Presidente do Pontifício Conselho das Comunicações Sociais, Dom Claudio Maria Celli é organizado pelo próprio Pontifício Conselho, pela Comissão Episcopal para a Comunicação da CNBB e pela Arquidiocese do Rio.

Na carta-convite escrita pelo Arcebispo do Rio, Dom Orani João Tempesta, o anfitrião do evento, destaca a importância de “estarmos envolvidos no processo de desenvolvimento das comunicações sociais, e sobretudo de uma colaboração que nos pede a presença mais participativa, como pastores, junto ao clero e ao povo de Deus, que na mesma velocidade buscam acompanhar estes avanços tecnológicos, até bem pouco tempo impensáveis.

Muitos os especialistas em comunicação que darão a sua contribuição para a reflexão que tem inicio hoje aqui no Rio. São provenientes da Espanha, México, Itália, e naturalmente de todo o Brasil. Também a Rádio Vaticano está presente e durante os trabalhos apresentará o papel desse instrumento da Santa Sé para a transmissão do Magistério Petrino e a importância de sua história para os meios de comunicação da Igreja ao longo dos seus 80 anos de missão.

Durante os trabalhos os bispos participantes visitarão alguns centros importantes de comunicação como o Centro de Produção das Organizações Globo.

Certamente esse I Seminário de Comunicação para os bispos do Brasil será um momento de aprofundamento para os nossos prelados, para que tomem ainda mais consciência do significado da comunicação na Igreja.

Nota dolente vivida aqui no Rio de Janeiro foi o falecimento no dia de ontem do padre jesuíta Félix Pastore, professor na Pontifícia Universidade Gregoriana de Roma por muitos anos e professor também na PUC do Rio, onde faleceu. Muitos os bispos que hoje estarão presentes no encontro de comunicação tiveram suas teses de mestrado e doutorado orientadas por esse professor jesuíta que muito trabalhou pela nossa Igreja no Brasil.

Do Rio de Janeiro para a Rádio Vaticano, Silvonei José.

Fonte: Site da Rádio Vaticano

domingo, 10 de julho de 2011

REFLEXÃO PARA O 15º DOMINGO DO TEMPO COMUM

Cidade do Vaticano, 10 jul (RV) - A demora na realização das promessas de Deus possibilita aos discípulos e a nós, entrarmos em crise. Percebendo essa situação, Jesus conta para eles e para nós, a parábola das sementes.

A Palavra de Deus é, em si mesma, boa e, se bem apresentada, produzirá muitos frutos; mas isso não depende só da Palavra; depende também das diversas situações em que se encontra o terreno onde ela é depositada, isto é, das diversas respostas.

A Palavra é oferecida e exatamente por ser oferecida, conserva em si todo o risco da negligência, do descaso, da não aceitação, da oposição.
De acordo com a parábola, ela poderá ser comida pelos pássaros, poderá cair entre as pedras e não criar raízes e, finalmente, poderá cair entre os espinhos e morrer sufocada.

Vamos refletir sobre cada um desses alertas feitos por Jesus. O primeiro se refere à semente que pode ser ciscada pelos pássaros. É o nosso medo do sofrimento, em relação ao caminho da cruz, tantas vezes abordado por Jesus e a busca incessante de realizações, de êxito. É como aquela pessoa que vê na possibilidade de exercer um serviço eclesial, como uma ocasião de prestígio, de ter status.

A semente que caiu entre as pedras e não criou raízes, representa aqueles que só externamente aceitaram a Palavra. Ela não foi aceita com profundidade. Teme-se que a adesão a Cristo seja ocasião de constrangimento, de envergonhar-se.

A que caiu entre os espinhos é a semente sufocada, imagem de muitíssimos cristãos. As preocupações da vida presente, a atração exercida pelo ter, pelo poder, pelo possuir, pelo ganhar se impõem, são obstáculos para o acolhimento da Palavra.

A Palavra não é ineficaz, mas falta o acolhimento. A Palavra se adapta às condições do terreno, ou melhor, aceita as respostas que o terreno dá e que com frequência são negativas. É necessário preparar o terreno, os corações, para que percam o endurecimento causado pelos ídolos das ideologias, do consumismo, do dinheiro, do prazer, das demais riquezas.

Se o terreno, se os corações forem trabalhados pela simplicidade, pela autenticidade, pela educação libertadora daqueles ídolos, a Palavra descerá qual chuva fina, penetrando a terra e fazendo a semente frutificar. (CAS)

Fonte: Site Rádio Vaticano

quinta-feira, 7 de julho de 2011

COMEÇAM OS PREPARATIVOS PARA O 1º CENTENÁRIO DA ORDEM DOS AGOSTINIANOS RECOLETOS

Com data 16 de setembro de 1912, o papa Pio X concedeu aos agostinianos recoletos a total independência, desvinculando-a da Ordem de Santo Agostinho. Emitiu para isso um documento intitulado “Religiosas familias”, do qual o próximo ano se comemorará o centenário. Centenário que os agostinianos recoletos querem celebrar com toda solenidade. Assim o decidiu o último general, celebrado em Monachil (Granada, Espanha) no final de 2010.

No último dia 24 de fevereiro se reunia em Roma uma comissão ad hoc que, entre outras coisas, decidiu confeccionar a logomarca do Centenário. O modelo escolhido foi elaborado pela empresa espanhola Liderlogo.es, a partir das sugestões da própria comissão, depois de sucessivos esboços. Com esse modelo a empresa elaborou apresentações para os diversos materiais que serão usados durante o Centenário.

Reunião da Comissão (10/02/2011). Da esquerda para a direita: Pablo Panedas, Rodolfo Pérez, Julián Hincapié y Samson Silloríquez   


A Logomarca

A logomarca consiste basicamente em um elemento gráfico, que representa a trajetória histórica dos agostinianos recoletos. Uma trajetória com três pontos fundamentais: o ano 1588, quando foi fundada a Recoleção no capítulo de Toledo (Espanha) da província de Castela; 1912, data a partir da qual continuou sua existência como Ordem independente; e o ano 2012, em que se comemora o Centenário.



O lema

A modo de lema, que dá profundidade teológica a este momento histórico, se alude à frase da carta aos hebreus (13, 8): “Jesus Cristo é o mesmo ontem, hoje e sempre”, frase que relativiza o tempo ante o único absoluto que é Cristo. O último advérbio, ‘sempre’, quer lançar os recoletos de hoje para horizontes de futuro promissores.

O Dia da Recoleção, 5 de dezembro, deste ano dará começo oficialmente a um período de preparação para o Centenário. Este será inaugurado no domingo, dia 16 de setembro de 2012, e até o domingo, 15 de setembro de 2013 será colocado em prática em toda a Ordem um rico programa de atividades que será anunciado em momento oportuno.

Fonte: Site Oficial da Ordem dos Agostinianos Recoletos 

quarta-feira, 6 de julho de 2011

NOTÍCIAS SOBRE A ASSEMBLEIA PROVINCIAL DOS AGOSTINIANOS RECOLETOS - PROVÍNCIA SANTA RITA DE CÁSSIA

Saiba mais notícias sobre o que acontece na Assembleia Provincial na cidade de Franca, Estado de São Paulo através do link: http://minutoaminutocomsantarita.blogspot.com/

terça-feira, 5 de julho de 2011

NOTICIAS DA ASSEMBLEIA PROVINCIAL

No período de 04 a 08 de julho de 2011, os frades que compõem a Província Santa Rita de Cássia, estarão reunidos em Franca, São Paulo, em Assembleia Provincial com o Prior Geral, residente em Roma.

No dia 04 de julho a assembleia iniciou-se às 18 horas com o jantar e às 20 horas o Prior Provincial Frei Francisco Sevolani Botacin dirigiu aos frades as palavras iniciais de boas vindas, assim como o Prior Geral Frei Miguel Miró colocou-se à disposição de todos.

Neste dia 05 de julho as atividades iniciaram às 07h30min com o Ofício das Leituras, Laudes e meditação, logo em seguida com o café da manhã e a partir das 09 horas a exposição do primeiro tema.

Maiores informações sobre a Assembleia Provincial pelo endereço: http://minutoaminutocomsantarita.blogspot.com/

Café da manhã

Frei Raimundo

Frei Helton

Frades na Capela

Prior Geral Frei Miguel Miró

Prior Provincial Frei Francisco

domingo, 3 de julho de 2011

POSSE DE DOM DARIO CAMPOS, ofm E ALTERAÇÃO DE HORÁRIOS DE MISSA NO DIA 10 DE JULHO DE 2011

Como é conhecimento de todos da Diocese de Cachoeiro de Itapemirim, no dia 10 de julho de 2011, às 15 horas no Parque de Exposições "Carlos Caiado Barbosa", Bairro Aeroporto, cidade de Cachoeiro de Itapemirim, acontecerá a posse canônica de Dom Dario Campos, ofm, como o 4º Bispo Diocesano, por se tratar de um celebração de extensa duração e contará com a presença de todos os frades agostinianos recoletos que residem no Santuário de Nossa Senhora da Consolação, o pároco Frei Domingos Sérgio Gusson, oar, decidiu suspender nesse dia 10.07.2011, as Celebrações Eucarísticas das 17 e 19 horas.

Portanto, no dia 10 de julho de 2011, somente haverá missa no Santuário de Nossa Senhora da Consolação, às 06h30min, estando todos os paroquianos convidados a se fazerem presentes na posse do bispo diocesano.

ENCONTRO CONJUGAL DIOCESANO



Na Celebração Eucarística das 17 horas, neste dia 03 de julho de 2011, no Santuário de Nossa Senhora da Consolação, aconteceu o encerramento do 170º Encontro Conjugal da Diocese de Cachoeiro de Itapemirim. Com a igreja repleta de fiéis, foram acolhidos os casais que no período de 01 a 03 de julho, estiveram reunidos com intuito de fortalecer os laços de afetividade e companherismo recebidos no Sacramento do Matrimônio. A Celebração Eucarística foi presidida pelo pe. Rogério Guimarães do clero diocesano.
Pe. Rogério Guimarães (clero diocesano)
encontristas
encontristas

sábado, 2 de julho de 2011

ASSEMBLEIA PROVINCIAL EM FRANCA (SP)

No período de 04 até 08 de julho de 2011, os frades agostinianos recoletos da Província Santa Rita de Cássia, estarão reunidos em Assembleia Provincial, na cidade de Franca, interior do Estado de São Paulo, a fim de avaliarem a caminhada evangelizadora nos estados que estão presentes.

A assembleia contará com a presença do Prior Geral de Roma, Frei Miró, que também dará uma palavra de estimulo e unidade a toda Ordem Agostiniana Recoleta, sobre tudo, aos frades da Província Santa Rita de Cássia.

Rezemos por essa assembleia provincial para que o Espírito Santo conduza todos os trabalhos e decisões que vierem a serem tomadas.