sexta-feira, 28 de fevereiro de 2014

NOTA DE FALECIMENTO


Faleceu na cidade de Franca, Estado de São Paulo, neste dia 28 de fevereiro de 2014, Frei Salvador Belmonte, O.A.R. 

Que esse sacerdote e religioso descanse em paz.

Frei Salvador Belmonte, O.A.R. estava internado no Hospital do Coração da cidade de Franca (SP), em virtude de um enfarte.

PAPA: "ACOLHER, E NÃO CONDENAR, CASAIS QUE FRACASSAM NO AMOR"


Cidade do Vaticano (RV) – A capela da Casa Santa Marta, no Vaticano, estava repleta na manhã desta sexta-feira, 28, como todos os dias em que o Papa celebra a missa da manhã. Comentando a leitura do Evangelho, Francisco dedicou sua homilia à beleza do matrimônio e advertiu que se deve acompanhar – e não condenar – aqueles que fracassam no amor. 

O Pontífice iniciou relatando que no Evangelho de Marcos, os fariseus vão a Jesus e lhes apresentam o problema do divórcio, questionando se era lícito ou não. 

“Jesus respondeu explicando aos fariseus porque Moisés havia feito aquela lei. Deixando a casuística de lado, ele vai ao centro do problema e chega aos dias da Criação. A casuística é uma armadilha: "por detrás da mentalidade de reduzir tudo a casos, existe sempre uma armadilha contra as pessoas e contra Deus, sempre!”. 

O Papa citou depois a referência ao Gênesis: “Desde o princípio da Criação, ele os fez homem e mulher. Por isso, o homem deixará o seu pai e a sua mãe, e os dois serão uma só carne”. 

“Deus – disse o Papa – não queria que o homem ficasse sozinho, queria uma companheira para seu caminho. O encontro de Adão com Eva é ‘momento poético’. Por outro lado, esta obra de arte do Senhor não acaba ali, nos dias da Criação, porque o Senhor escolheu este ícone para explicar o seu Amor pelo povo”. 

Quando Paulo deve explicar o mistério de Cristo, se refere à sua Esposa, porque Cristo é casado, casado com a Igreja, seu povo. Como o Pai havia se casado com o Povo de Israel, Cristo se casou com o seu povo. Esta é a história do amor, e diante deste caminho de amor, deste ícone, a casuística decai e se transforma em dor. “Quando deixar o pai e a mãe e unir-se numa só carne se transforma num fracasso – e isso pode acontecer – devemos acompanhar as pessoas que sofrem por terem fracassado no próprio amor. Não condenar, mas caminhar com eles e não fazer casuística com eles”. 

“Deus abençoou esta obra de arte de sua Criação, e nunca retirou a sua benção.. nem o pecado original a destruiu! Quando se pensa nisso, se vê “como é lindo o amor, o matrimônio, a família; como é bonito este caminho e como devemos estar próximos de nossos irmãos e irmãs que tiveram a desgraça de um fracasso no amor”. 

O SERVIÇO DOS DIÁCONOS

Atualmente a Província Santa Rita de Cássia da Ordem dos Agostinianos Recoletos possui 5 (cinco) diáconos transitórios: Frei Geraldo, Frei Sérgio, Frei Ricardo, Frei Rodolfo e Frei Clébson.

A amiga da Província Santa Rita - Vambléia Sarroche - presenteou a comunidade religiosa com registros fotográficos dos trabalhos pastorais de Frei Clébson, que atualmente reside e trabalha na Paróquia Nossa Senhora Aparecida, cidade de Franca (SP), na assistência e ministração dos Sacramentos do Matrimônio e Batismo.

Lembramos que Frei Clébson será ordenado presbítero, com a graça de Deus, na cidade de Cachoeiro de Itapemirim, no mês de dezembro do ano em curso.

A Província Santa Rita de Cássia da Ordem dos Agostinianos Recoletos solicita oração para esses diáconos transitórios para que possam ser verdadeiramente servos, como nos remete a etimologia da palavra: diácono.

Mais fotos no endereço: www.facebook.com/paroquiadaconsolacao




CALENDÁRIO DAS CELEBRAÇÕES PRESIDIDAS PELO PAPA EM MARÇO E ABRIL DE 2014


Cidade do Vaticano (RV) - Foi publicado nesta, quinta-feira, o calendário das celebrações litúrgicas que serão presididas pelo Papa Francisco nos meses de março e abril próximos. 

No dia 5 de março, Quarta-feira de Cinzas, início da Quaresma, o Papa Francisco presidirá na Basílica de Santo Anselmo às 16h30 locais (12h30 no horário de Brasília), as paradas/estações e a procissão penitencial. Depois, às 17h locais celebrará a missa com bênção e imposição das cinzas na Basílica de Santa Sabina.

No domingo, 9 de março, 1° Domingo da Quaresma, o Papa irá a Ariccia, nos Castelos Romanos, para participar dos exercícios espirituais para a Cúria Romana que se concluirão na sexta-feira, dia 14 de março. 

Na tarde de domingo, 16 de março, às 16h locais (12h no horário de Brasília) o Santo Padre visitará a paróquia romana de Santa Maria da Oração.

Na sexta-feira, 28 de março, o pontífice presidirá a liturgia penitencial às 17h locais (13h no horário de Brasília) na Basílica de São Pedro.

No domingo, 6 de abril, às 16h locais (11h no horário de Brasília), o Papa Francisco visitará outra paróquia romana da qual não sabemos ainda o nome.

Em 13 de abril, Domingo de Ramos e da Paixão do Senhor, às 9h30 locais (4h30 no horário de Brasília), na Praça São Pedro, o Santo Padre presidirá a bênção dos ramos, procissão e santa missa.

Na Quinta-feira Santa, 17 de abril, o pontífice presidirá a Santa Missa da Crisma às 9h30 (4h30 no horário de Brasília) na Basílica de São Pedro, e na parte da tarde presidirá a missa da Ceia do Senhor, como fazia em Buenos Aires e, como fez no ano passado, escolherá uma determinada situação do ponto de vista pastoral, que será comunicada no tempo oportuno. Não haverá celebração numa basílica e nem a possibilidade de participação de um amplo número de fiéis e a Prefeitura da Casa Pontifícia não distribuirá bilhetes para tal celebração.

Na Sexta-feira da Paixão, 18 de abril, na Basílica de São Pedro, às 17h locais (12h no horário de Brasília), o Papa presidirá a celebração da Paixão do Senhor. Às 21h15 (16h15 no horário de Brasília), desse mesmo dia, Santo Padre conduzirá a Via Sacra no Coliseu.

No Sábado Santo, 19 de abril, às 20h30 (15h30 no horário de Brasília), o Papa presidirá a Vigília Pascal na Basílica de São Pedro.

No Domingo de Páscoa, 20 de abril, o Santo Padre presidirá a missa pascal na Praça São Pedro, às 10h15 (5h15 no horário de Brasília) e ao meio-dia (7h no horário de Brasília), do balcão central da basílica vaticana, concederá a bênção Urbi et Orbi.

No dia 27 de abril, II Domingo de Páscoa e da Divina Misericórdia, às 10h locais (5h no horário de Brasília) na Praça São Pedro, o Papa Francisco presidirá a missa de canonização dos Beatos João XXIII e João Paulo II. (MJ)

PARABÉNS FREI PEDRO OLAVO!

O calendário da Província Santa Rita de Cássia da Ordem dos Agostinianos Recoletos neste dia, 28 de fevereiro de 2014, recorda o 54º aniversário da Profissão Perpétua na Ordem dos Agostinianos Recoletos (emissão dos votos de pobreza, castidade e obediência) de Frei Pedro Olavo Queiroz Macedo, O.A.R. e a Paróquia Nossa Senhora da Consolação congratula-se com o religioso e roga a Deus que o cumule de ricas bênçãos de saúde e sabedoria.

Frei Pedro Olavo Queiroz Macedo, O.A.R., atualmente, reside e trabalha como Vigário Paroquial na Paróquia São Januário e Santo Agostinho, na cidade do Rio de Janeiro (RJ).

quinta-feira, 27 de fevereiro de 2014

DOM RAYMUNDO: PAPA CANONIZARÁ O BEATO ANCHIETA NO INÍCIO DE ABRIL


Cidade do Vaticano (RV) - O Beato José de Anchieta, Apóstolo do Brasil, será declarado Santo pelo Papa Francisco no início do próximo mês de abril: foi o que disse nesta quinta-feira à Rádio Vaticano o Arcebispo de Aparecida e Presidente da CNBB, Dom Raymundo Damasceno, durante entrevista nos estúdios da Rádio do Papa. 

“José de Anchieta deixou marcas profundas no início da colonização do Brasil, como também na sua evangelização. Eu creio que ele mereça ser cultuado por toda a Igreja”, afirmou Cardeal Damasceno. Em entrevista a Silvonei José, Dom Raymundo dá detalhes da conversa que teve com o Papa Francisco a respeito da canonização de José de Anchieta. (SP) 

quarta-feira, 26 de fevereiro de 2014

SECRETÁRIOS PAROQUIAIS RECEBEM FORMAÇÃO


Cada Paróquia possui uma parte vital para seu bom funcionamento:, a secretaria paroquial. Sem as secretárias e secretários as paróquias não funcionariam com destreza.

Para manter essa peça chave da engrenagem em perfeito funcionamento, a Diocese de Cachoeiro de Itapemirim realiza, todos os anos, a Formação dos secretários paroquiais, com o intuito de abordar assuntos práticos da função, tanto para novos secretários como antigos, além de permitir uma maior integração entre os secretários das 42 paróquias da diocese.

Neste ano a formação foi realizada na última terça-feira, 25/2, na Casa de Encontros de Jerônimo Monteiro.

Durante toda a manhã os secretários puderam aprender mais sobre a importância da função na secretaria paroquial, como o bom atendimento, a discrição, a atenção e a presteza nos serviços, entre outros pontos destacados na fala do bispo diocesano dom frei Dario Campos, O.F.M., que abriu o dia de Formação, após a oração inicial.

Os secretários presentes também puderam se aprofundar um pouco mais no universo da comunicação, especialmente na internet e da PASCOM (Pastoral da Comunicação), através da fala do diretor do departamento diocesano de comunicação - Pe. Thiago da Silva Vargas.

Já com o coordenador diocesano de pastoral, Pe. Gelson de Souza, o assunto abordado de forma especial foi a Assembleia Diocesana, que como bem frisou o Pe. Gelson já foi iniciada e conta com o apoio e envolvimento de cada secretário. Vale destacar que a Assembleia Diocesana encontrará o seu ápice entre os dias 28 e 30 de novembro, quando os próximos passos da caminhada diocesana serão definidos.

Também durante a formação os secretários obtiveram uma palestra sobre processos matrimoniais, entre outros assuntos relacionados, e puderam tirar suas dúvidas com o chanceler da diocese, o Pe. Juarez Delorto Secco.

Ainda durante a formação o ecônomo da diocese, Diácono Jorge de Backer, falou sobre questões contábeis nas secretarias paroquiais.

Dom frei Dario Campos, O.F.M., após agradecer a presença e o trabalho desempenhado nas secretarias paroquias, encerrou a formação com sua bênção. Mas, antes de voltarem para suas respectivas cidades e paróquias, os secretários tiveram um apetitoso momento de confraternização, durante o almoço.

Mais de 60 secretários participaram da formação na cidade de Jerônimo Monteiro.



Fonte: Site Oficial da Diocese de Cachoeiro de Itapemirim

Secretários das diversas paróquias que formam a Diocese de Cachoeiro de Itapemirim

Dom Frei Dario Campos, O.F.M. - bispo diocesano

Pe. Thiago Vargas - pároco da Paróquia São Filipe

DIOCESE DE DIVINÓPOLIS (MG) TEM NOVO BISPO

O papa Francisco nomeou hoje, 26 de fevereiro, monsenhor José Carlos de Souza Campos como bispo da vacante diocese de Divinópolis (MG). Natural de Itaúna, em Divinópolis, monsenhor José Carlos nasceu em 3 de janeiro de 1968. Desde 2012, era administrador da própria diocese.
Formação
Estudou Filosofia na Pontifícia Universidade Católica de Belo Horizonte e Teologia no Instituto Dom João Rezende Costa, também na capital mineira. Recebeu ordenação presbiteral em 30 de maio de 1993. Fez mestrado no curso de Teologia Fundamental na Pontifícia Universidade Gregoriana, em Roma (2000-2002).
Atuação
Ao regressar à diocese, foi professor de Filosofia no Seminário Diocesano e de Ciências da Religião no curso de pós-graduação em Divinópolis, pároco da paróquias Sant’Ana de Itaúna e da catedral de Divinópolis, administrador da paróquia São Judas Tadeu, também em Divinópolis, chanceler e vigário geral da mesma diocese. Foi, ainda, representante diocesano dos sacerdotes, membro do Conselho de Formadores, do Conselho Presbiteral e do Colégio de Consultores da diocese.
Atuou na área de formação dos leigos nas escolas de Teologia da diocese e no Centro Franciscano de Formação e Cultura, em Divinópolis.
Fonte: Site da CNBB - Conferência Nacional dos Bispos do Brasil

UNÇÃO DOS ENFERMOS: PRESENÇA DE JESUS NA DOENÇA E NA VELHICE - PAPA NA AUDIÊNCIA GERAL. APELO À RECONCILIAÇÃO NA VENEZUELA


Na audiência geral desta quarta-feira o Papa Francisco propôs uma catequese sobre o Sacramento da Unção dos Enfermos. Um sacramento que nos fala da compaixão de Deus pelo homem no momento da doença e da velhice. 

“Há um ícone bíblico que exprime em toda a sua profundidade o mistério que transparece na Unção dos Enfermos: é a parábola do bom samaritano no Evangelho de Lucas.”

A parábola do “bom samaritano” oferece-nos uma imagem desse mistério – afirmou o Papa Francisco - o bom samaritano cuida de um homem ferido, derramando sobre as suas feridas óleo e vinho, recordando o óleo dos enfermos. Em seguida, sem olhar a gastos, confia o homem ferido aos cuidados do dono de uma pensão: este representa a Igreja, a quem Jesus confia os atribulados no corpo ou no espírito.

“Este mandato é repetido em modo explícito e preciso na Carta de Tiago, onde recomenda que: ‘Quem está doente, chame para si o presbítero da Igreja e esse reze por ele, ungindo-o com o óleo no nome do Senhor. A oração feita com fé salvará o doente: o Senhor o aliviará e os seus pecados serão perdoados’.”

Também a Carta de S. Tiago – continuou o Santo Padre - recomenda que os doentes chamem os presbíteros, para que rezem por eles ungindo-os com o óleo. De fato, Jesus ensinou aos seus discípulos a mesma predileção que Ele tinha pelos doentes e atribulados, difundindo alívio e paz. O problema – considerou ainda o Santo Padre - é que cada vez menos se pede para celebrar este Sacramento.

“Há um pouco a ideia que depois da visita do sacerdote a um doente chega o caixão da funerária”

Segundo o Papa em muitas famílias cristãs chegou-se a uma situação em que, debaixo do influxo da cultura e da sensibilidade moderna, considera-se o sofrimento e a própria morte como um tabú, como algo que se deve esconder e falar o menos possível. Assim – considerou ainda o Santo Padre - é preciso lembrar a todos aqueles que consideram o sofrimento e a morte como um tabu, que, na unção dos enfermos, Jesus nos mostra que pertencemos a Ele e que nem a doença, nem a morte, poderão separar-nos d’Ele. 

No final da catequese o Papa Francisco, nas saudações, dirigiu-se também aos peregrinos de língua portuguesa:

“Queridos peregrinos de língua portuguesa: sede bem-vindos! Em cada um dos sacramentos da Igreja, Jesus está presente e nos faz participar da sua vida e da sua misericórdia. Procurem conhecê-Lo sempre mais, para poderem servi-Lo nos irmãos, especialmente nos doentes. Sobre vós e sobre as vossas comunidades, desça a benção do Senhor!”

No final da audiência o Papa Francisco fez um apelo para a paz e reconciliação nacional na Venezuela:

“Sigo com particular apreensão o que está a acontecer nestes dias na Venezuela. Desejo vivamente que acabem o mais depressa possível as violências e as hostilidades e que todo o povo venezuelano, a partir dos responsáveis políticos e institucionais, favoreçam a reconciliação nacional, através do perdão recíproco e de um diálogo sincero, respeitoso da verdade e da justiça, capaz de enfrentar temas concretos para o bem comum. Ao mesmo tempo assegura a minha constante oração, em particular, para todos quantos perderam a vida nos confrontos e pelas suas famílias, convido todos os crentes a elevar suplicas a deus, pela materna intercessão de Nossa Senhora de Coromoto, por forma a que o país reencontre prontamente paz e concórdia.”

O Papa Francisco a todos deu a sua benção! (RS)


Fonte: Site da Rádio Vaticano

terça-feira, 25 de fevereiro de 2014

ENCONTRO VOCACIONAL AGOSTINIANO RECOLETO


ATENÇÃO NOIVOS QUE DESEJAM CASAR EM 2014

ATENÇÃO NOIVOS!


Você que pretende contrair Matrimônio no ano de 2014, faz-se necessário participar do Curso de Noivos ministrados pelos agentes de pastoral da Pastoral Familiar da Paróquia Nossa Senhora da Consolação.

O Curso de Noivos terá início no dia 15 de março de 2014, às 15h, no salão paroquial, o valor da inscrição para participar do curso é de R$ 70,00 (setenta reais).

Maiores informações na Secretaria Paroquial no horário de 7 às 11h e das 13 às 17h (segunda a sexta-feira) ou de 7 às 11h (aos sábados), ou ainda, pelo telefone: 28 3522-6607 (falar com Dalvana ou Marta).

PEREGRINAÇÃO NACIONAL DAS FAMÍLIAS AO SANTUÁRIO NACIONAL DE NOSSA SENHORA APARECIDA

A Pastoral Familiar da Paróquia Nossa Senhora da Consolação participará da 6ª Peregrinação Nacional das Famílias ao Santuário Nacional de Nossa Senhora Aparecida, na cidade de Aparecida, Estado de São Paulo, junto com a Diocese de Cachoeiro de Itapemirim, e se organiza para sair com 1 (um) ônibus da Igreja/Matriz de Nossa Senhora da Consolação no dia 23 de maio de 2014 e retorno no dia 25 de maio de 2014.


Caso você tenha interesse em participar dessa Peregrinação das Famílias à Casa da Mãe Aparecida, entre em contato com a Secretaria Paroquial pelo telefone: 28 3522-6607 (falar com Dalvana ou Marta).

PAPA ESCREVE ÀS FAMÍLIAS DO MUNDO: "UNAMO-NOS EM ORAÇÃO PELO SÍNODO"


Cidade do Vaticano (RV) – “Unamo-nos todos em oração para que a Igreja realize um verdadeiro caminho de discernimento e adote os meios pastorais adequados para ajudarem as famílias a enfrentar os desafios atuais”: com uma carta, o Papa Francisco se dirige às famílias de todo o mundo, pedindo orações em vista do Sínodo extraordinário de outubro próximo.

O texto foi assinado por Francisco em 2 de fevereiro – festa da Apresentação do Senhor –, mas foi divulgado esta manhã pela Sala de Imprensa da Santa Sé.

O Papa cita outros eventos que envolverão as famílias nos próximos anos, como a Encontro Mundial das Famílias na cidade de Filadélfia, nos Estados Unidos e a Assembleia ordinária, ambos em 2015, nos meses de setembro e outubro respectivamente.

Todavia, Francisco se dirige às famílias pedindo orações principalmente em vista do Sínodo deste ano, cujo tema será “Os desafios pastorais sobre a família no contexto da evangelização”. 

“O apoio da oração é muito necessário e significativo, especialmente da vossa parte, queridas famílias; na verdade, esta Assembleia sinodal é dedicada de modo especial a vós, à vossa vocação e missão na Igreja e na sociedade, aos problemas do matrimónio, da vida familiar, da educação dos filhos, e ao papel das famílias na missão da Igreja. Por isso, peço-vos para invocardes intensamente o Espírito Santo, a fim de que ilumine os Padres sinodais e os guie na sua exigente tarefa.”

Escreve ainda o Pontífice: “Queridas famílias, a vossa oração pelo Sínodo dos Bispos será um tesouro precioso que enriquecerá a Igreja. Eu vo-la agradeço e peço que rezeis também por mim, para que possa servir o Povo de Deus na verdade e na caridade”.

O tema do Sínodo foi debatido durante o Consistório da semana passada, em que o Papa denunciou que hoje a família é “desprezada e maltratada”.

“A nossa reflexão terá sempre presente a beleza da família e do matrimônio, a grandeza desta realidade humana, tão simples e ao mesmo tempo tão rica, feita de alegrias e esperanças, de fadigas e sofrimentos, como o é toda a vida”, disse o Papa na ocasião.


Leia a íntegra da mensagem de Francisco às famílias:

Queridas famílias, 

Apresento-me à porta da vossa casa para vos falar de um acontecimento que vai realizar-se, como é sabido, no próximo mês de Outubro, no Vaticano: trata-se da Assembleia geral extraordinária do Sínodo dos Bispos, convocada para discutir o tema «Os desafios pastorais sobre a família no contexto da evangelização». Efetivamente, hoje, a Igreja é chamada a anunciar o Evangelho, enfrentando também as novas urgências pastorais que dizem respeito à família.

Este importante encontro envolve todo o Povo de Deus: Bispos, sacerdotes, pessoas consagradas e fiéis leigos das Igrejas particulares do mundo inteiro, que participam ativamente, na sua preparação, com sugestões concretas e com a ajuda indispensável da oração. O apoio da oração é muito necessário e significativo, especialmente da vossa parte, queridas famílias; na verdade, esta Assembleia sinodal é dedicada de modo especial a vós, à vossa vocação e missão na Igreja e na sociedade, aos problemas do matrimónio, da vida familiar, da educação dos filhos, e ao papel das famílias na missão da Igreja. Por isso, peço-vos para invocardes intensamente o Espírito Santo, a fim de que ilumine os Padres sinodais e os guie na sua exigente tarefa. Como sabeis, a esta Assembleia sinodal extraordinária, seguir-se-á – um ano depois – a Assembleia ordinária, que desenvolverá o mesmo tema da família. E, neste mesmo contexto, realizar-se-á o Encontro Mundial das Famílias, na cidade de Filadélfia, em Setembro de 2015. Por isso, unamo-nos todos em oração para que a Igreja realize, através destes acontecimentos, um verdadeiro caminho de discernimento e adopte os meios pastorais adequados para ajudarem as famílias a enfrentar os desafios atuais com a luz e a força que provêm do Evangelho.

Estou a escrever-vos esta carta no dia em que se celebra a festa da Apresentação de Jesus no templo. O evangelista Lucas conta que Nossa Senhora e São José, de acordo com a Lei de Moisés, levaram o Menino ao templo para oferecê-Lo ao Senhor e, nessa ocasião, duas pessoas idosas – Simeão e Ana –, movidas pelo Espírito Santo, foram ter com eles e reconheceram em Jesus o Messias (cf. Lc 2, 22-38). Simeão tomou-O nos braços e agradeceu a Deus, porque tinha finalmente «visto» a salvação; Ana, apesar da sua idade avançada, encheu-se de novo vigor e pôs-se a falar a todos do Menino. É uma imagem bela: um casal de pais jovens e duas pessoas idosas, reunidos devido a Jesus. Verdadeiramente Jesus faz com que as gerações se encontrem e unam! Ele é a fonte inesgotável daquele amor que vence todo o isolamento, toda a solidão, toda a tristeza. No vosso caminho familiar, partilhais tantos momentos belos: as refeições, o descanso, o trabalho em casa, a diversão, a oração, as viagens e as peregrinações, as ações de solidariedade... Todavia, se falta o amor, falta a alegria; e Jesus é quem nos dá o amor autêntico: oferece-nos a sua Palavra, que ilumina a nossa estrada; dá-nos o Pão de vida, que sustenta a labuta diária do nosso caminho.
Queridas famílias, a vossa oração pelo Sínodo dos Bispos será um tesouro precioso que enriquecerá a Igreja. Eu vo-la agradeço e peço que rezeis também por mim, para que possa servir o Povo de Deus na verdade e na caridade. A proteção da Bem-Aventurada Virgem Maria e de São José acompanhe sempre a todos vós e vos ajude a caminhar unidos no amor e no serviço recíproco. De coração invoco sobre cada família a bênção do Senhor.

Vaticano, 2 de Fevereiro – festa da Apresentação do Senhor – de 2014.

PAPA AOS COMUNICADORES: "EVANGELIZAR NUMA LINGUAGEM CAPAZ DE TOCAR A MENTE E OS CORAÇÕES"


Cidade do Vaticano (RV) – Tem início na terça-feira, 25, em Roma, o Congresso Mundial da Associação Católica Mundial para a Comunicação 2014 (SIGNIS), da qual a Rádio Vaticano é um dos membros. O tema em debate é: “Mídias para uma cultura de paz: criar imagens com a nova geração".

Para este evento, o Papa Francisco dirigiu uma mensagem aos participantes, em que expressa sua satisfação pelo fato de o Congresso refletir sobre o poder comunicativo das imagens, esperanças e inquietações das novas gerações.

“Num mundo globalizado, em que aparecem novas culturas com novas linguagens, símbolos e imaginação, os comunicadores católicos têm que enfrentar cada vez com mais frequência o desafio de apresentar a sabedoria, a verdade e a beleza do Evangelho numa linguagem capaz de tocar as mentes e os corações das inúmeras pessoas que estão sedentas de um sentido e direção para suas vidas, como indivíduos e como membros da sociedade”, escreve Francisco.

O Papa expressa sua confiança de que esses “dias de debate ofereçam aos participantes do Congresso nova inspiração, motivação e propósito em seus esforços para responder a sua exigente e entusiasmante tarefa”.

Em Roma, já estão presentes mais de 300 comunicadores católicos de 80 países. Do Brasil, participa a Ir. Helena Corazza, Presidente da Signis Brasil. O Congresso será inaugurado na presença do Presidente do Pontifício Conselho das Comunicações Sociais, Dom Claudio Maria Celli.

segunda-feira, 24 de fevereiro de 2014

FORMAÇÃO PARA ASSEMBLEIA DIOCESANA ACONTECEU

O ano de 2014 reserva um importante acontecimento para a caminhada da diocese de Cachoeiro de Itapemirim, com a realização da Assembleia Diocesana, que será concluída entre os dias 28 e 30 de novembro.

Como parte da caminhada diocesana, foi realizada no último domingo, 23/2, a formação para lideranças paroquiais: coordenadores de conselho pastoral paroquial e mais um delegado, no Seminário Bom Pastor, Cachoeiro de Itapemirim.

"A finalidade da reunião de hoje é a de incluir nossos Conselhos Paroquiais nesta Assembleia, através de seu coordenador. Para isso, o coordenador do conselho deve ser o primeiro a se sentir incluído. Terá depois a missão de fazer o mesmo com os CPC's (Conselho Paroquial Comunitário) de sua Paróquia, para que eles façam o mesmo em suas comunidades... Cada pessoa e cada grupo, portanto,  deverá ser incluído, ocupando seu lugar. Deus chama a todos a essa reunião.  A Assembleia é, portanto, todo esse conjunto de pessoas e grupos refletindo, rezando, discutindo, avaliando e planejando". (Texto redigido a partir de reuniões já realizadas para a Assembleia Diocesana e apresentado na Formação de domingo).
Com a condução dos padres Antônio Tatagiba Vimercat e João Batista Maroni os participantes foram convidados a embarcar em momentos de espiritualidade e reflexão, que pavimentará o caminho à Assembleia.

Cerca de 120 pessoas estiveram presentes, representando as 42 paróquias da diocese, e fizeram da Formação um sucesso, como a avaliação de todos sugere. Segundo a coordenação, a Formação superou as expectativas, tanto na quantidade de participantes como na qualidade das reflexões surgidas.

O resultado de toda a reflexão da Formação de domingo, bem como na Formação já agendada para o dia 30 de março, e todos os frutos que as formações irão colher, oriundos das reflexões, serão conhecidos na Assembleia Diocesana de novembro, quando a diocese de Cachoeiro de Itapemirim definirá, com base em todo o processo reflexivo junto às paróquias e comunidades, os passos para os próximos anos.

Outro momento importante da Formação do último domingo foi a Leitura Orante, momento em que os participantes seguiram os passos da leitura, reflexão, oração e contemplação, com base na leitura de 1 Cor 12, 12-31, conduzida pelo Pe. João Batista Maroni.

A Formação foi encerrada com a Missa presidida pelo Pe. Gelson de Souza e concelebrada pelos padres Antônio Tatagiba Vimercat, João Batista Maroni e pelos diáconos presentes.

O próximo passo da caminhada da Assembleia Diocesana será no dia 30 de março, no Seminário Bom Pastor.

A Assembleia Diocesana tem como tema "A Comunidade dos Discípulos Missionários: ‘eram perseverantes em ouvir o ensinamento dos apóstolos, na comunhão fraterna, no partir do pão e nas orações'" (Atos 2, 42).


Fonte: Site Oficial da Diocese de Cachoeiro de Itapemirim



PARABÉNS AOS FREIS JOÃO CONSTANTINO E CASSIANO!

O calendário da Província Santa Rita de Cássia da Ordem dos Agostinianos Recoletos neste dia, 24 de fevereiro de 2014, recorda o 61º aniversário da Profissão Perpétua na Ordem dos Agostinianos Recoletos (emissão dos votos de pobreza, castidade e obediência) do Frei João Constantino Junqueira Netto, O.A.R. e Frei Cassiano de Amorim, O.A.R. e da Paróquia Nossa Senhora da Consolação felicita esses religiosos e roga a Deus que os cumule de ricas bênçãos de saúde e sabedoria.


Frei João Constantino Junqueira Netto, O.A.R., atualmente, reside e trabalha como Vigário Paroquial na Paróquia Nossa Senhora da Consolação, na cidade de Cachoeiro de Itapemirim (ES).


Frei Cassiano de Amorim, O.A.R., atualmente, reside e trabalha como Vigário Paroquial na Paróquia Santa Rita de Cássia, na cidade de Vitória (ES).

FRANCISCO: JESUS JAMAIS NOS DEIXA SÓS. A NOSSA CASA É A IGREJA


Cidade do Vaticano (RV) – Seguir Jesus não é “uma ideia”, mas um “contínuo permanecer em casa”, a Igreja. Foi o que afirmou o Papa Francisco na Missa desta manhã, na capela da Casa Santa Marta.

Na homilia, o Pontífice comentou o Evangelho do dia, da cura do epilético endemoninhado que agitou a multidão. Jesus expulsa o espírito e ajuda o menino a se levantar:

Toda aquela desordem, aquela discussão acaba num gesto: Jesus que se abaixa e pega o menino. Esses gestos de Jesus nos fazem pensar. Jesus quando cura, quando vai em meio à multidão e cura uma pessoa, jamais a deixa só. Não é um mago, um bruxo, um curandeiro que vai, cura e continua: a cada um leva de volta ao seu lugar, não o abandona pelo caminho. E são gestos belíssimos do Senhor.

Eis o ensinamento, explicou o Papa: “Jesus sempre nos faz regressar à casa. Jamais nos deixa sós na estrada”. O Evangelho, recorda ele, está repleto desses gestos: a ressurreição de Lázaro, a vida doada à filha de Jairo e aquela ao jovem de uma mãe viúva. Mas também a ovelha perdida levada de volta ao ovil ou a moeda perdida e encontrada pela mulher:

Porque Jesus não veio sozinho do Céu, é Filho de um povo. Jesus é a promessa feita a um povo e a sua identidade é também pertença àquele povo, que de Abraão caminha rumo à promessa. E esses gestos de Jesus nos ensinam que cada cura, cada perdão sempre nos faz voltar ao nosso povo, que é a Igreja.

Jesus sempre perdoa – prosseguiu o Papa – e os seus gestos se tornam também “revolucionários” ou “inexplicáveis” quando o seu perdão alcança quem se afastou “muito”, como o publicano Mateus ou o seu colega Zaqueu. Além disso, repetiu Francisco, Jesus sempre “quando perdoa, faz regressar à casa. Deste modo, não se pode entender Jesus sem o povo de Deus. É “um absurdo amar Cristo sem a Igreja, sentir Cristo mas não a Igreja, segui-Lo à margem da Igreja”, reiterou o Papa Francisco, citando e parafraseando mais uma vez Paulo VI. “Cristo e a Igreja estão unidos”, e “toda vez que Cristo chama uma pessoa, a leva à Igreja”. Por isso, acrescentou, é importante que uma criança seja batizada na Igreja, a Igreja mãe:

E esses gestos de tanta ternura de Jesus nos fazem entender isso: que a nossa doutrina, digamos assim, ou o nosso seguir Cristo, não é uma ideia, é um contínuo permanecer em casa. E se cada um de nós tem a possibilidade e a realidade de sair de casa por um pecado, um erro – Deus sabe –, a salvação é voltar para casa, com Jesus na Igreja. São gestos de ternura. Um por um, o Senhor nos chama assim, ao seu povo, dentro da sua família, a nossa mãe, a Santa Igreja. Pensemos nesses gestos de Jesus.

COMEMORAÇÕES DO NONAGÉSIMO ANO DE CRIAÇÃO DA PARÓQUIA SÃO JOÃO BATISTA NA CIDADE MUQUI (ES)

Aconteceu no dia 23 de fevereiro de 2014, domingo, as festividades dos noventa anos de criação da Paróquia São João Batista, na cidade de Muqui (ES). Para marcar essa data importante, foi celebrada a Eucaristia, presidida pelo bispo diocesano de Cachoeiro de Itapemirim - Dom Frei Dario Campos, O.F.M., e concelebrada pelos freis agostinianos recoletos: Gracione (pároco), Agostinho (vigário paroquial) e Frei Enéas Berilli (filho da cidade Muqui e Vigário Paroquial da Paróquia Nossa Senhora da Consolação, em Cachoeiro de Itapemirim (ES)) e contou também com presença do Vigário Provincial e Primeiro Conselheiro da Província Santa Rita de Cássia da Ordem dos Agostinianos Recoleto - Frei Alcimar Fiorese, O.A.R. e com a participação de grande números de fiéis: paroquianos e visitantes.

Ao término da celebração foi oferecido pela Paróquia São João Batista um delicioso almoço no Parque de Exposição da cidade de Muqui.

A Paróquia Nossa Senhora da Consolação felicita a todos os paroquianos e a comunidade religiosa da Paróquia São João Batista, na cidade de Muqui (ES).

Mais fotos no endereço: www.facebook.com/paroquiadaconsolacao




sábado, 22 de fevereiro de 2014

REFLEXÃO PARA O 7º DOMINGO DO TEMPO COMUM


Cidade do Vaticano (RV) - Chamados por Deus à Santidade: esse é o tema da Liturgia deste domingo.

O Senhor nos criou para sermos santos e o sermos como Ele é. Todo filho que ser igual ao seu pai – se a referência é boa - e a menina tem em sua mãe um modelo a ser seguido.

Do mesmo modo, o Senhor se compraz que sejamos semelhantes a Ele, pois, de fato, fomos criados à sua imagem e semelhança.
A primeira leitura de hoje, tirada do Levítico nos diz: “Sêde santos, porque eu, o Senhor vosso Deus, sou santo”.

E o que é ser santo? De acordo com a leitura é não ter ódio, é alertar o outro para que não peque, é não ser vingativo, é não guardar rancor e amar o próximo como a si mesmo.

Ser santo é agir de modo diferente das outras pessoas que não conhecem sua origem divina. Quem sabe de onde vem, qual é sua família e tem consciência disso, se porta de um modo nobre, porque sabe qual é o valor de seu sangue. Nós, não apenas fomos criados por Deus à sua imagem e semelhança, mas fomos lavados pelo sangue de Cristo e renascidos no batismo. Somos verdadeiramente filhos do Santo.

No Evangelho, Jesus confirma essa nossa filiação e nos propõe: “Sede perfeitos como o vosso Pai celeste é perfeito! Isso ele fala depois de nos exortar a uma vida de amor e de perdão em relação ao nosso próximo. Não retribuir ofensas e agressões, não odiar o inimigo e amá-lo, enfim agir como o Pai.

Por fim, a segunda leitura, a primeira carta de São Paulo aos Coríntios, nos alerta dizendo que somos templo do Espírito Santo. São Paulo acrescenta que a sabedoria deste mundo é insensatez diante de Deus. Com isso Paulo deseja nos falar que nosso modelo de vida, nosso parâmetro deverá ser Deus, nosso Pai e Jesus Cristo, o Verbo Encarnado. Não nos iludamos: os valores mundanos não nos darão a felicidade desejada, só Deus a dará. Somente Jesus tem palavras de vida eterna!

(Cesar Augusto dos Santos)

PARABÉNS DOM LUIZ MANCILHA VILELA

Na festa da cátedra de São Pedro, Apóstolo, neste dia 22 de fevereiro de 2014, o calendário da Província Santa Rita de Cássia da Ordem dos Agostinianos Recoletos recorda o 28º aniversário de sagração (ordenação) episcopal de Dom Luiz Mancilha Vilela, ss.cc. e a Paróquia Nossa Senhora da Consolação rende graças a Deus pela vida e pastoreiro profícuo desse filho predileto de Nossa Senhora e roga a Deus que o cumule de ricas bênçãos de saúde e sabedoria.

A sagração episcopal de Dom Luiz Mancilha Vilela, ss.cc. aconteceu na cidade de Cachoeiro de Itapemirim (ES), onde sucedeu a Dom Luiz Gonzaga Peluso (primeiro bispo diocesano da Diocese de Cachoeiro de Itapemirim, sendo seu segundo bispo diocesano da data de sua ordenação 22 de fevereiro de 1986 até 2 de dezembro de 2002, quando foi nomeado, pelo Papa João Paulo II, Arcebispo Metropolitano de Vitória do Espírito Santo.

PARABÉNS FREI RODOLFO!


O calendário da Província Santa Rita de Cássia da Ordem dos Agostinianos Recoletos neste dia, 22 de fevereiro de 2014, festa litúrgica da Cátedra de São Pedro, recorda o aniversário natalício de 35 anos de idade de Frei Rodolfo Werneck Pereira, O.A.R. e a paróquia Nossa Senhora da Consolação alegra-se com esse religioso e toda família agostiniana e roga a Deus que o cumule de ricas bênçãos de saúde e sabedoria.

PAPA NOMEIA CARDEAL DAMASCENO ASSIS PARA PRESIDÊNCIA DO SÍNODO


Cidade do Vaticano (RV) - O Papa Francisco nomeou nesta sexta-feira, 21 de fevereiro, o Arcebispo de Aparecida e Presidente da CNBB, Cardeal Raymundo Damasceno Assis, para a presidência do Sínodo Extraordinário dos Bispos sobre a Família que se realizará, no Vaticano, de 5 a 19 de outubro próximo.

O Santo Padre também nomeou para a presidência do Sínodo o Arcebispo de Paris, Cardeal André Vingt-Trois, e o Arcebispo de Manila, Cardeal Luis Antonio Tagle.

Os três purpurados irão presidir o Sínodo sobre a Família que abordará o tema "Os desafios pastorais sobre a família no contexto da evangelização". 

O anúncio foi feito, nesta sexta-feira, pelo Diretor da Sala de Imprensa da Santa Sé, Pe. Federico Lombardi, na coletiva aos jornalistas. (MJ)

O AFETO DO PAPA FRANCISCO PELO POVO BRASILEIRO. COM DILMA, PAPA BRINCA SOBRE O VENCEDOR DA COPA


Cidade do Vaticano (RV) – Afeto e felicitações: a audiência do Papa a Presidente do Brasil, Dilma Rousseff, na noite desta sexta-feira, deu a oportunidade a Francisco de “manifestar mais uma vez seus sentimentos pelo povo brasileiro”.

Segundo uma nota do Diretor da Sala de Imprensa da Santa Sé, o colóquio teve lugar por volta das 19h30, no estúdio da Sala Paulo VI.

Tratou-se de um encontro “amplo e cordial”, em que o Pontífice expressou “os seus sentimentos de afeto e felicitações para todo o povo brasileiro”.

No final do audiência, o Papa saudou a delegação que acompanhava a Presidente e foi feita a troca de dons.

Em vista da Copa do Mundo no Brasil, Dilma doou ao Papa uma camisa da seleção brasileira, n.10, autografada por Pelé com a dedicatória: “Para o Papa Francisco com respeito e admiração”, e uma bola autografada por Ronaldo: “Ao Papa Francisco um grande abraço do amigo Ronaldo”.

Brincando, o Papa disse que esses presentes são um convite para que ele reze para o Brasil ser o campeão da Copa, e a Presidente respondeu que se espera que o Pontífice mantenha-se neutro.

O Papa foi presenteado ainda com a nova edição da história da Companhia de Jesus, de autoria do Pe. Serafim Leite. Esta nova edição foi coordenada pelo Responsável pelo Programa Brasileiro, Pe. Cesar Augusto dos Santos.

O Santo Padre, por sua vez, doou uma medalha com “O Anjo da paz”. O encontro se concluiu depois das 20h.

Dilma veio a Roma para participar, neste sábado, do Consistório em que será criado Cardeal o Arcebispo do Rio de Janeiro, Dom Orani João Tempesta.

sexta-feira, 21 de fevereiro de 2014

FORMAÇÃO PREPARÁ O CAMINHO DA ASSEMBLEIA DIOCESANA

Neste ano de 2014, mais precisamente em novembro, acontecerá na Diocese de Cachoeiro de Itapemirim a Assembleia Diocesana, que tem como principal objetivo avaliar os passos dados pela Diocese até então, e projetar os próximos passos, baseados no discipulado missionário.

Como preparação para esse momento tão importante da caminhada diocesana, acontecerá no próximo domingo, 23 de fevereiro, uma formação para as lideranças paroquiais; coordenadores dos conselhos de pastoral paroquial e mais 1 (um) delegado.

O objetivo da formação é preparar o caminho, junto às lideranças paroquiais, em direção à Assembleia Diocesana, extraindo as reflexões e ideias, que surgirão na formação, as bases para a Assembleia Diocesana.

A Reunião de Formação acontecerá no Seminário Bom Pastor, na cidade de Cachoeiro de Itapemirim, com assessoria e reflexões do Pe. Antônio Tatagiba Vimercat (Reitor do Seminário Bom Pastor e Vigário Geral da Diocese) e o Pe. João Batista Maroni (pároco da Paróquia Santo André - Aracuí - Castelo).

Além da assessoria dos sacerdotes do clero diocesano está previsto para essa formação: momento orante, leitura orante da Palavra de Deus, momentos de reflexão, plenária e Missa de encerramento.

Para o dia 30 de março de 2014 está agendada uma formação para as lideranças paroquiais, que acontecerá no Seminário Bom Pastor.

Fonte: Site Oficial da Diocese de Cachoeiro de Itapemirim

A ORAÇÃO DO PAPA PELA UCRÂNIA NO SEGUNDO DIA DE CONSISTÓRIO. NO FINAL DA TARDE, AUDIÊNCIA COM DILMA


Cidade do Vaticano (RV) – Prossegue nesta sexta-feira o Consistório extraordinário para refletir sobre o tema da família, em vista do Sínodo de outubro próximo.

O Papa Francisco participa das duas sessões previstas na Sala Nova do Sínodo, uma pela manhã e a outra à tarde. 

Em sua saudação matutina, o Pontífice manifestou mais uma vez sua preocupação com a violência na Ucrânia.

“Gostaria de enviar uma saudação, não somente pessoal mas em nome de todos, aos cardeais ucranianos – o Cardeal [Marian] Jaworski, emérito de L’viv, e o Cardeal [Ljubomyr] Huzar, emérito arcebispo-mor de Kiev – que nesses dias sofrem muito e enfrentam muitas dificuldades em sua pátria.

A seguir, contou aos cardeais presentes que releu a obra do Card. Kasper, definindo-a “uma teologia serena”. “Ontem, antes de dormir, mas não para pegar no sono, li – reli – o trabalho do Card. Kasper e gostaria de lhe agradecer, porque encontrei profunda teologia. É prazeroso ler teologia serena. Encontrei aquilo que Santo Inácio nos dizia, aquele sensus ecclesiae, o amor à Mãe de Deus. Desculpe-me eminência se a faço vergonhar, mas isso se chama ‘fazer teologia de joelhos’.” 

No final da sessão vespertina, no estúdio da Sala Paulo VI, o Pontífice recebe a Presidente do Brasil, Dilma Rousseff.

Dilma já se encontra em Roma, onde esta manhã será recebida pelo Presidente italiano, Giorgio Napolitano. Na pauta do encontro, o comércio bilateral e uma maior colaboração em áreas como a defesa, energia e indústria espacial.

A reunião busca "intensificar o diálogo entre ambos países num momento de grande dinamismo das relações", foi o que declarou o Subsecretario de Política da chancelaria brasileira, Carlos Antonio Paranhos. A Itália é o oitavo maior parceiro comercial do Brasil.

Paranhos adiantou que, no Vaticano, Dilma abordará com Francisco assuntos como a luta à pobreza. Trata-se do terceiro encontro entre a Presidente brasileira e o Papa. No sábado, ela assistirá na Basílica Vaticana, da cerimônia de criação de 19 cardeais, entre eles o Arcebispo do Rio de Janeiro, Dom Orani João Tempesta.

quinta-feira, 20 de fevereiro de 2014

FRANCISCO ABRE CONSISTÓRIO SOBRE A FAMÍLIA PEDINDO PASTORAL INTELIGENTE, CORAJOSA E AMOROSA


Cidade do Vaticano (RV) – Com a presença do Papa e 185 Cardeais e futuros Cardeais, teve início na manhã desta quinta-feira, 20, o Consistório extraordinário que deve refletir sobre temas relacionados à Família.

Francisco abriu o encontro com uma saudação aos participantes “destes dias de encontro e trabalho sobre a família, que é a célula fundamental da sociedade humana”. 

Desde o início, o Criador colocou a sua bênção sobre o homem e a mulher, para que fossem fecundos e se multiplicassem sobre a terra; e assim a família torna presente, no mundo, como que o reflexo de Deus, Uno e Trino”, afirmou. 

Prosseguindo, o Papa disse que “a nossa reflexão terá sempre presente a beleza da família e do matrimônio, a grandeza desta realidade humana, tão simples e ao mesmo tempo tão rica, feita de alegrias e esperanças, de fadigas e sofrimentos, como o é toda a vida”. 

O Papa disse ainda que serão aprofundadas “a teologia da família e a pastoral que devemos implementar nas condições atuais. Façamo-lo com profundidade e sem cairmos na casística”, advertiu, “porque decairia, inevitavelmente, o nível do nosso trabalho. Hoje, a família é desprezada, é maltratada, pelo que nos é pedido para reconhecermos como é belo, verdadeiro e bom formar uma família, ser família hoje; reconhecermos como isso é indispensável para a vida do mundo, para o futuro da humanidade”.

"É-nos pedido que ponhamos em evidência o plano luminoso de Deus para a família, e ajudemos os esposos a viverem-no com alegria ao longo dos seus dias, acompanhando-os no meio de tantas dificuldades com uma pastoral intellgente, corajosa e amorosa".

Após a intervenção do Papa, o Cardeal Walter Kasper, Presidente emérito do Pontifício Conselho para a Unidade dos Cristãos, apresentou uma palestra de teor “reservado aos participantes”.

Ao longo dos dois dias de reunião estão previstas outras intervenções, com a participação dos 19 prelados que serão criados Cardeais pelo Papa Francisco sábado, 22, no primeiro Consistório de seu Pontificado.

A reflexão sobre a Família inclui-se na preparação do próximo Sínodo dos Bispos, que vai decorrer em outubro de 2014.

PAPA: "SEGUIR JESUS PARA CONHECÊ-LO"


Cidade do Vaticano (RV) – “É sendo discípulo e não estudioso, que se conhece Jesus”, disse na manhã dessa quinta-feira, 20, o Papa Francisco na homilia da missa celebrada na Casa Santa Marta. “Todo dia – explicou – Cristo nos pergunta quem Ele é para nós, mas podemos responder somente seguindo-O”. 

“Para responder a esta pergunta, que todos sentimos em nosso coração, – ‘Quem é Jesus para nós’ – não é suficiente o que aprendemos no catecismo. É importante, sim, estudá-lo, mas não é suficiente. Para conhecer Jesus, é necessário fazer o caminho feito por Pedro: depois da humilhação, Pedro continuou com Jesus, viu seus milagres, viu seu poder; pagou os impostos como lhe disse Jesus, pescou um peixe, pegou-lhe a moeda da boca, viu muitos milagres como este. Mas a um certo ponto, Pedro renegou Jesus, o traiu e aprendeu a difícil ciência – a sabedoria – das lágrimas, do pranto”. 

Pedro pede perdão a Jesus e não obstante isso, depois da Ressurreição, é questionado três vezes a propósito de seu amor, às margens do Lago Tiberíades. 

“A primeira pergunta: ‘Quem sou eu para você?’ pode ser entendida somente depois de um longo caminho, de graça e de pecado – um caminho como discípulo. A seus Apóstolos e a Pedro, Jesus não disse ‘Conheçam-me!’, mas ‘Sigam-me!’. É este ‘seguir’ que nos faz conhecer Jesus; com nossas virtudes, com nossos pecados, mas segui-Lo sempre”. 

“É necessário – insistiu Francisco – um encontro cotidiano com o Senhor, todos os dias, com nossas vitórias e nossas fraquezas”. Mas – acrescentou – “é um caminho que não podemos percorrer sozinhos. Precisamos da ação do Espírito Santo”: 

“Conhecer Jesus é um dom do Pai; é Ele que nos faz conhecer Jesus; é um trabalho do Espírito Santo, que é um grande trabalhador. Não é um sindicalista, ele explica o mistério de Jesus e nos dá o sentido de Cristo. Olhemos Jesus, Pedro e os Apóstolos, e ponhamos em nosso coração esta pergunta: Quem sou eu para você? E como discípulos, peçamos ao Pai que nos faça conhecer Cristo no Espírito Santo, que nos explique este mistério”. 
(CM)

Fonte: Texto proveniente da página http://pt.radiovaticana.va/news/2014/02/20/papa:_seguir_jesus_para_conhec%C3%AA-lo/bra-774869 do site da Rádio Vaticano 

ENCONTRO VOCACIONAL AGOSTINIANO RECOLETO