quinta-feira, 30 de maio de 2013

ARCEBISPO EMÉRITO DE VITÓRIA ESTÁ INTERNADO NA UTI

Dom Silvestre Luiz Scandian, arcebispo emérito da arquidiocese de Vitória sofreu um AVC, acidente vascular cerebral na última terça feira. Seu estado é estável e os médicos ainda fazem exames para avaliar se existem sequelas.
O arcebispo emérito continua internado na UTI e não pode receber visitantes. Está sendo assistido pela família e acompanhado por um padre da Arquidiocese.
A Arquidiocese de Vitória do Espírito Santo convida os fiéis a rezar pela recuperação de Dom Silvestre que tem hoje 82 anos de idade.
Fonte: Site Oficial da Arquidiocese de Vitória do Espírito Santo.

SOLENIDADE DO CORPO E SANGUE DE NOSSO SENHOR JESUS CRISTO

"A Eucaristia é "fonte e ápice de toda a vida cristã. Os demais sacramentos, assim como todos os mistérios eclesiásticos e tarefas apostólicas, se ligam à sagrada Eucaristia e a ela se ordenam. Pois a santíssima Eucaristia contém todo o bem espiritual da Igreja, a saber, o próprio Cristo, nossa Páscoa." Conforme o parágrafo 1324, do Catecismo da Igreja Católica.
 
Tal é o motivo da solenidade desta quinta-feira, por isso a importância dada a cada Eucaristia celebrada, pois dela converge todo o bem para a Igreja e dela que a Igreja sobrevive. Mas por que esse nome: Eucaristia? Assim ensina o Catecismo da Igreja Católica, em seu parágrafo 1329:
 
"Eucaristia, porque é ação de graças a Deus. As palavras "eucharistein" (Lc 22, 19; 1Cor 11,24) e "eulogein" (Mt 26,26; Mc 14,22) lembram as bênçãos judaicas que proclamam - sobretudo durante a refeição - as obras de Deus: a criação, a redenção e a santificação". Dentre outros ensinamentos."
 
Neste dia, a cidade de Castelo, situada no Sul do estado do Espírito Santo, especificamente, a Paróquia Nossa Senhora da Penha, administrada pelos frades da Ordem dos Agostinianos Recoletos (Província Santa Rita de Cássia), há 50 anos realizam um belíssima festa em honra à Eucaristia, com a confecção de belas obras de arte em forma de tapetes que percorrem cerca de 1km e 200 m, pelas ruas da cidade,  a fim de no início da noite acolher a Jesus Cristo (presente nas espécies do Pão e do Vinho) que abençoa a cidade. Este é o único dia do ano em que Jesus Eucarístico percorrem as vias públicas de nossas cidades.
 

Eucaristia - mistério de amor.
 
 
 
 
 
 
Mais fotos dessa bela demonstração de fé no endereço: www.facebook.com/paroquiadaconsolacao 

terça-feira, 28 de maio de 2013

EVANGÉLICOS CONTRIBUEM PARA A JORNADA MUNDIAL DA JUVENTUDE


A logística da Jornada Mundial da Juventude, evento católico que acontecerá no Rio de Janeiro entre os dias 23 e 28 de julho, contará com a participação e apoio não apenas de jovens católicos, mas também evangélicos e representantes de outras religiões.

A estudante de jornalismo Thaís Mello, de 25 anos, que é evangélica, abriu sua casa para receber peregrinos que irão participar do encontro. Membro de uma Igreja Batista, Thaís afirma estar animada com a JMJ, e revelou à BBC que ela e sua família vão participar da Jornada hospedando peregrinos que virão de outras cidades em sua casa.

- Quando eu soube da jornada e de que iam precisar de casas para as pessoas se hospedarem, eu achei legal a ideia. Eu conversei com meus pais e eles autorizaram – conta Thaís, que receberá sete peregrinos na casa de quatro quartos.

- Apesar das igrejas (diferentes), nós somos cristãos. Tem algumas diferenças, sim, só que a gente não tem que ficar focado nisso, tem que focar em Deus e seguir adiante – completou a estudante evangélica, que durante uma viagem ao Equador, em um programa de trabalho voluntário de uma igreja evangélica, foi hospedada por uma família católica.

- Eu fiquei primeiro na casa de uma família protestante e depois na casa de uma família católica. Fui muito bem recebida e foi muito legal – ressaltou.

Os pais da jovem, também evangélicos, não se opuseram à ideia de hospedar os peregrinos, e apoiaram a iniciativa da filha.

- Meu pai só ficou um pouco receoso porque a gente não sabe quem são as pessoas (que ficarão hospedadas). Ele até conversou sobre isso com o pessoal (da organização), que fez uma visita aqui em casa e o tranquilizou – contou a jovem, que afirma não ver conflito no fato de estar recebendo jovens de outra religião em sua casa.

Além do apoio recebido por praticantes de outras vertentes do cristianismo, o evento católico vai contar também com um encontro inter-religioso na PUC-Rio, que vai reunir 150 jovens muçulmanos, judeus e católicos para discutir as semelhanças e diferenças entre suas crenças.

- Vai ser como se fosse uma pré-Jornada, com uma abertura com os líderes de cada religião – explicou a católica Aline Barbosa Almeida, coordenadora arquidiocesana da Pastoral da Juventude do Rio de Janeiro e uma das organizadoras do encontro.

- Nós temos muito mais coisas em comum que pontos discordantes. E mesmo naquilo que a gente discorda, isso não significa que aquela pessoa que pensa diferente de mim seja inferior ou superior, ela simplesmente pensa ou crê de maneira diferente e deve ser respeitada – diz Fernando Celino, muçulmano e um dos organizadores do evento.

A jovem judia Tamar Nigri, que é coordenadora de projetos sociais da instituição judaica Hillel, também afirma não ter sentido resistência de qualquer das partes ao diálogo entre as religiões.

- Convivendo a gente consegue ver ainda mais claro (as coisas que as religiões têm em comum). O mais legal são o interesse no diálogo e o respeito mútuo entre as religiões – declarou a jovem.

Fonte: Gospel Mais

HORÁRIO DE MISSA NO SANTUÁRIO DE NOSSA SENHORA DA CONSOLAÇÃO PARA O DIA DE CORPUS CHRISTI


No Santuário de Nossa Senhora da Consolação para o dia 30 de maio de 2013, quinta-feira, dia da Solenidade do Corpo e Sangue de Nosso Senhor Jesus Cristo, haverá Celebração Eucarística somente no horário das 06h30min, uma vez que os frades no período vespertino participarão da Missa Solene na cidade de Castelo (ES), às 16h00min

30 DE MAIO DE 2013 - QUINTA-FEIRA (SOLENIDADE DO CORPO E SANGUE DE NOSSO SENHOR JESUS CRISTO)

Horário de Missa no Santuário de Nossa Senhora da Consolação somente às 06h30min

SOLENIDADE DE CORPUS CHRISTI EM CASTELO 2013

Na próxima quinta-feira, 30 de maio de 2013, é celebrada a Solenidade do Corpo e Sangue de Nosso Senhor Jesus Cristo - é a Festa da Eucaristia.

Para tanto a Paróquia Nossa Senhora da Penha, situada na cidade de Castelo (ES), administrada pelos Frades da Ordem dos Agostinianos Recoletos - Província Santa Rita de Cássia, juntamente com os órgãos públicos prepararam a festa deste ano. Ano em que a festa, com os tapetes que ornam as vias públicas da cidade de Castelo, chega aos 50 (cinquenta) anos.

Conforme consta da programação a Celebração Eucarística das 12h00min (meio-dia) será presidida pelo bispo diocesano Dom Dario Campos, ofm, na Igreja Matriz de Nossa Senhora da Penha.

A Missa de encerramento da festa será no dia 30 de maio, às 16h00min e será transmitida pela TV Gazeta Sul (afiliada da Rede Globo de Televisão) para todo o Sul do estado do Espírito Santo.



segunda-feira, 27 de maio de 2013

ESTUDO 104 É ENVIADO ÀS DIOCESES DO BRASIL


O estudo 104 “Comunidades de comunidade: uma nova paróquia” foi publicado pelas Edições CNBB, após a aprovação do texto durante a 51ª Assembleia Geral Bispos, deste ano, com o objetivo de servir de subsídio para reflexão e aprofundamento da vida paroquial. O texto aponta caminhos para ajudar as paróquias a serem verdadeiras "casas de comunhão e da vivência da Palavra"; como pede o Documento de Aparecida (DA), por “uma Igreja samaritana em estado permanente de missão”.
Na apresentação do estudo, o secretário geral da CNBB, dom Leonardo Steiner, destaca que "como Paulo envia com os irmãos que com ele convivem uma carta às igrejas que estão na Galícia, assim os bispos do Brasil enviam esse texto às igrejas particulares no Brasil. Dom Leonardo diz que o estudo é para ser lido e refletido, "mas também para receber as contribuições necessárias no desejo de sermos uma Igreja que testemunha Aquele que realizou a vontade do Pai" (cf. Gl 1,1-5)
Dom Sérgio Castriani, arcebispo de Manaus e presidente da Comissão para o Tema Central da 51ª AG da CNBB explica que o estudo é um convite a toda a Igreja no Brasil para repensar sua prática. "Com muita esperança, a comissão de redação permanece na expectativa de receber as contribuições, como resultado do trabalho das igrejas particulares". 
Contribuições
 Os Regionais e Dioceses devem enviar as contribuições até 15 de outubro de 2013. Assim, o texto será enriquecido e submetido a apreciação dos bispos na próxima Assembleia Geral, de 30 a 09 de maio de 2014, para ser publicado como um documento. No site da CNBB foi criada uma sessão dedicada ao tema "Comunidades de comunidade: uma nova paróquia", onde é possível encontrar artigos dos bispos, contribuições dos Regionais e Dioceses, além de indicações de leitura e metodologia de trabalho. Está disponível, também, a versão para download do estudo 104 e o e-mail para o envio das contribuições. Acesse o link: Nova paróquia
Fonte: Site da CNBB - Conferência Nacional dos Bispos do Brasil

sábado, 25 de maio de 2013

REFLEXÃO PARA FESTA DA SANTÍSSIMA TRINDADE


Cidade do Vaticano (RV) - A Palavra de Deus sugerida para esta solenidade, começa com um texto extraído do Livro dos Provérbios, concretamente o trecho em que se fala da Sabedoria.

Ela nos é apresentada como personificação da vontade de Deus. Ela cria um mundo verdadeiro e belo, fiel à vontade do Pai! Ela é Vida!

João, em seu Evangelho, fala da ação do Espírito, o Espírito da Verdade, que recorda a todos o que ouviu do Senhor Jesus que, por sua vez, recebeu do Pai. Jesus agora, após a ascensão, fala pelo Espírito, que tem a missão de nos conduzir ao conhecimento pleno da Verdade.

Na Carta aos Romanos, Paulo nos fala de sua e de nossa justificação com o Pai, através da Redenção de Jesus Cristo. Disso brota o sentimento de paz e um profundo e grande reconhecimento da caridade de Deus, que nos liberta de nossas limitações e da morte. O projeto da Redenção, possibilitou a Encarnação do Verbo, a presença no mundo da Sabedoria de Deus. “Cristo crucificado é poder de Deus e sabedoria de Deus”, escreveu Paulo em 1Cor 1,24.

O Apóstolo dá destaque às tribulações, aos revezes provenientes com a prática da fé e nos diz que elas nos levam à esperança de sermos acolhidos pelo amor de Deus. Esse amor, continua Paulo, não nos decepciona, mas ocupa o primeiro lugar, deixando a justificação e a justiça para o segundo plano. Portanto, quem triunfa é o amor, por isso a paz em nossa vida.

O Espírito constrói em nós uma vida nova. De fato, em Cristo somos novas criaturas, somos no Filho. E se somos filhos de Deus, entre nós somos irmãos.

Assim, somos chamados a essa unidade, à vida nova daqueles que professam a fé em Cristo ressuscitado, irmãos do mesmo Pai, na unidade do Espírito Santo, que nos anima e vivifica no Amor da Santíssima Trindade.
Fonte: Texto proveniente da página http://pt.radiovaticana.va/news/2013/05/25/reflexão_para_ssma._trindade/bra-695388 do site da Rádio Vaticano

quinta-feira, 23 de maio de 2013

10º ENCONTRO ESTADUAL DAS CEB's


O encontro será na Escola CELP – Paróquia Nosso Senhor dos Passos, em Cachoeiro de Itapemirim – ES, nos dias 24 a 26 de maio de 2013 e terá como tema: “CEBs Capixabas, Justiça e Profecia a Serviço da Vida”

Programação:
DIA 24 DE MAIO DE 2013 (Sexta-feira):

Coordenação: Diocese de Cachoeiro

A partir das 16h: Credenciamento
19h: Jantar
20h: Animação e acolhida por diocese
Celebração: Diocese de Colatina (contexto histórico).
20h30min: Abertura com Dom Dario Campos
20h45min: Análise de Conjuntura Eclesial – Pe. Helder Salvador.
21h45min: Encaminhamentos do encontro e encaminhamento dos delegados às famílias hospedeiras.

DIA 25 DE MAIO (Sábado):
Coordenação da manhã: Arquidiocese de Vitória

7h: Café nas famílias
8h: Celebração da manhã: Arquidiocese de Vitória
8h30min: Apresentação do VER por diocese, na seguinte ordem: Cachoeiro de Itapemirim, Colatina, São Mateus e Vitória (15 minutos cada).
Preparar o ver, em vídeo, com testemunhos, respondendo à questão: QUE SINAIS PROFÉTICOS ENCONTRAMOS DENTRO DA REALIDADE DAS CEBs?
10h: Cafezinho
10h30min: ILUMINAR BÍBLICO: Panorâmica do profetismo na Bíblia – Pe. Andherson Franklin Lustosa de Souza
11h30min: Fala do assessor nacional: Pe. Benedito Ferraro, Campinas – SP.
12h30min: Almoço
Coordenação da tarde: Diocese de Colatina
14h: Fila do povo
14h30min: AGIR
Metodologia: Grupos de 20 pessoas por diocese
Questões:
1) QUE AÇÕES TRANSFORMADORAS PROPOMOS PARA FORTALECER A JUSTIÇA E A PROFECIA EM TERRAS CAPIXABAS? (propor 3 para a Diocese);
2) PROPOR UMA AÇÃO CONJUNTA ÀS 4 DIOCESES.
15h30min: Cafezinho
16h: Mini-plenário (Por Diocese): Escolher as três propostas da 1ª questão para as dioceses.
17h30min: Grande plenário para responder e definir a segunda questão.
18h30min: Fala de Pe. Benedito
19h: jantar
20h: Show cultural (Sebastião da PJ – Farinhada)
22h: Volta às famílias.

DIA 26 DE MAIO (Domingo – Solenidade da Santíssima Trindade)
Coordenação: Diocese de São Mateus

7h: Café nas famílias
8h: Celebração da manhã: Diocese de São Mateus
8h15min: Fala de Pe. Benedito Ferraro.
9h: Encaminhamentos para o 13º Intereclesial: Brás
9h15min: Fila do povo
9h45min: Cafezinho, recepção dos romeiros e preparação para a caminhada e a Missa.
10h: Saída da caminhada para a Catedral e Santa Missa presidida por Dom Dario Campos, ofm.
12h: Almoço e encerramento.

"SEM O SAL DE JESUS, NOS TORNAMOS CRISTÃOS DE MUSEU", ADVERTIU O PAPA

Cidade do Vaticano (RV) – Os cristãos devem difundir o sal da fé, da esperança e da caridade: esta é a exortação do Papa Francisco na Missa desta manhã na capela da Casa Santa Marta.

Concelebraram com o Papa dois cardeais (Angelo Sodano e Leonardo Sandri) e o Arcebispo boliviano de La Paz, Dom Edmundo Abastoflor Montero.

Na sua homilia, o Pontífice falou do sabor que os cristãos são chamados a dar à própria vida e a dos outros. O sal que nos dá o Senhor é o sal da fé, da esperança e da caridade. Mas devemos estar atentos, advertiu Francisco, para que este sal não se torne insípido e para que não perca a sua força:

“O sal tem sentido quando dá sabor às coisas. Também penso que o sal mantido num recipiente, com a umidade, perde força. O sal que recebemos é para doá-lo, para dar sabor, para oferecê-lo. Do contrário, se torna insípido e não serve. Devemos pedir ao Senhor para que não nos tornemos cristãos com o sal insípido, com o sal da garrafa. Mas o sal tem também outra particularidade: quando bem usado, não se sente o seu gosto, sente-se o sabor do alimento: o sal ajuda que o alimento seja mais saboroso. Esta é a originalidade cristã!”

Originalidade, todavia, que não significa uniformidade. Cada cristão tem o seu sabor, com os dons que o Senhor lhe deu, pois o sal que não deve ficar somente dentro de nós, mas deve ser usado de dois modos. O primeiro: dar o sal a serviço das refeições, a serviço das pessoas, a serviço dos outros. Segundo: a transcendência para o autor do sal, o Criador, através da oração e da adoração:

“Assim o sal se mantém, não perde o seu sabor. Com a adoração, eu transcendo de mim mesmo para o Senhor. E com o anúncio evangélico, eu saio de mim para dar a mensagem. Mas se não fizermos isso – essas duas transcendências – o sal permanecerá no recipiente e nós nos tornaremos cristãos de museu.”

 

terça-feira, 21 de maio de 2013

FESTA DE SÃO JOÃO BATISTA EM MUQUI


A Paróquia São João Batista, da cidade de Muqui, anuncia a programação para os festejos do seu padroeiro e, também, padroeiro da cidade menina do Espírito Santo.

Essa paróquia é administrada pelos frades da Ordem dos Agostinianos Recoletos da Província Santa Rita de Cássia, atualmente, o pároco é Frei Gracione e o vigário é Frei Agostinho.

Fonte: Site Oficial da Diocese de Cachoeiro de Itapemirim

PAPA: "NÃO DEVE HAVER LUTA DE PODER NA IGREJA"

Cidade do Vaticano (RV) – “Para o cristão, progredir significa abaixar-se como fez Jesus” – ressaltou o Papa na missa celebrada na manhã desta terça, 21, na Casa Santa Marta. Francisco reiterou ainda que o verdadeiro poder é o serviço e que não deve haver luta pelo poder na Igreja.

O Diretor de Programação da RV, Pe. Andrzej Koprowski sj e um número expressivo de jesuítas que trabalham na emissora concelebraram com o Papa. Estavam também presentes Maria Voce e Giancarlo Faletti, presidente e vice-presidente do Movimento dos Focolares.

Como de costume, o Papa refletiu sobre o episódio narrado no Evangelho do dia, e neste caso, falou a respeito dos discípulos, que discutiam sobre quem era o mais poderoso enquanto Jesus narrava a sua Paixão. “A luta pelo poder na Igreja – observou – não é coisa destes dias...”. E lembrou:

“O verdadeiro poder é o serviço. Como Ele fez, que veio para servir e não para ser servido. Ele se rebaixou até a morte de Cruz por nós, para nos salvar. E não existe na Igreja nenhum outro caminho para progredir. Se não aprendermos esta regra cristã, jamais entenderemos a verdadeira mensagem de Jesus sobre o poder”.

Continuando, Francisco disse que o maior serviço é o serviço aos outros: esta é a regra. E, todavia, desde as origens até hoje, houve sempre “lutas de poder na Igreja”, inclusive “em nosso modo de falar”, como por exemplo – citou – o verbo ‘promover’.

“A verdadeira promoção é a promoção à humilhação, pois é a que mais se assemelha a Jesus”.

No final da homilia, Francisco recordou que Santo Inácio de Loyola, nos Exercícios Espirituais, pedia ao Senhor Crucificado “a graça das humilhações”.

segunda-feira, 20 de maio de 2013

22 DE MAIO: DIA DE SANTA RITA DE CÁSSIA

Nasceu em Roccaporena (Cássia), ao redor de 1380. Foi filha única. Jovem ainda quis entrar na vida religiosa. Diante da insistência de seus pais, casou-se, aos quatorze anos, com um jovem de família importante, mas de caráter áspero. A bondade de Rita. venceu as asperezas do marido e tornou possível uma vida de paz e concórdia. Após 18 anos de casamento, seu marido foi assassinado. Rita não só perdoou os assassinos, como expôs a Deus seus desejos: Preferia ver morto seus filhos a vê-los vingar a morte de seu pai.

Pouco depois, morreram seus filhos. Rita ficou sozinha, mas com o coração cheio de amor, decidiu realizar os sonhos de sua juventude: ser religiosa. Depois de muitas contrariedades, conseguiu ser admitida no mosteiro agostiniano de Santa Maria Madalena de Cássia. Foi religiosa uns quarenta anos.

Durante os últimos quinze anos, levou o estigma de um espinho da Paixão do Senhor. Morreu na noite de sábado 22 de maio de 1457, segundo o calendário atual. Foi característica de Rita passar por todos os estados da vida, superando o sofrimento com amor generoso e com um profundo espírito de penitência, e sendo sempre mensageira de paz e reconciliação.

No Santuário de Nossa Senhora da Consolação haverá missas nos horários de costume às 06h30min e às 19h00min, com a bênção das rosas e pétalas de rosa em honra a Santa Rita de Cássia (cada fiel deve trazer sua rosa).

Fonte: Site Oficial da Ordem dos Agostinianos Recoletos

"A ORAÇÃO CONSTANTE PODE FAZER MILAGRES", AFIRMA O PAPA

Cidade do Vaticano (RV) - Como garante Jesus no Evangelho, é verdade que “tudo é possível a quem crê”: assegurou o Papa Francisco, nesta segunda-feira de manhã, na homilia da missa celebrada na capela da Casa Santa Marta, com um numeroso grupo de jornalistas da Rádio Vaticano.

O Papa comentou o Evangelho do dia, com o caso de um jovem há muito anos em situação de grave mal-estar atribuído à possessão diabólica. O pai suplica a Jesus que intervenha: “Se podes fazer alguma coisa, tem piedade de nós e ajuda-nos!” “Tudo é possível a quem acredita” – responde Jesus. “Eu creio, ajuda a minha pouca fé” – responde, “em altos brados”, o pai. E o Senhor intervém, entregando-lhe o filho são e salvo. À parte, os discípulos interpelam Jesus: por que é que nós não tínhamos conseguido expulsar este espírito maligno, e tu sim? Só com a oração é que se consegue – adverte Jesus.

Francisco convidou pois a uma oração confiante, cheia de fé. E sugeriu que peçamos a Jesus, repetidamente, ao longo do dia, como o pai de que fala o Evangelho: “Eu creio, Senhor, mas ajuda a minha pouca fé”.

Como exemplo de uma situação semelhante, no nosso tempo, o Papa Francisco contou a história de um casal argentino que tinha uma filha de sete anos que os médicos tinham declarado um caso perdido, com apenas algumas horas de vida. Aflito, o pai deixou o hospital e foi para o santuário de Nossa Senhora de Luján, a mais de duas horas de viagem. Quando ali chegou, encontrou tudo fechado, mas ficou horas e horas, toda a noite, agarrado às grades do santuário, gritando a sua dor e invocando a intervenção do céu para a filha que estava a morrer.

Aquele homem, cheio de fé, “combateu com Deus”, com a sua oração insistente – comentou o Papa Francisco. De manhã, voltou à cidade e encontrou a esposa banhada em lágrimas, no hospital. “Não entendo nada!” – dizia-lhe ela. Contrariamente à sentença dos médicos, a filha não tinha morrido, mas se encontrava - inexplicavelmente - curada. Ainda hoje há milagres – comentou, o Papa. Rezemos com fé. E peçamos ao Senhor que aumente a nossa pouca fé.

Fonte: Texto proveniente da página
http://pt.radiovaticana.va/news/2013/05/20/a_oração_constante_pode_fazer_milagres,_afirma_o_papa/bra-693702 do site da Rádio Vaticano

sábado, 18 de maio de 2013

REFLEXÃO PARA SOLENIDADE DE PENTECOSTES

Cidade do Vaticano (RV) - O Evangelho de João nos apresenta Jesus, na tarde do Domingo de Páscoa, soprando o Espírito sobre seus discípulos, que estão reunidos no Cenáculo a portas fechadas com medo dos judeus.

Colocar Jesus agindo na tarde de Páscoa significa que Ressurreição e Pentecostes estão unidos. O Espírito vem quando a Comunidade está reunida para celebrar a memória da morte e ressurreição de Jesus.

O sopro de Jesus, dando o Espírito, nos recorda o sopro do Pai sobre o homem feito de barro, dando-lhe a vida. Jesus sopra sobre a Comunidade dando-lhe Vida, criando a Igreja.

Estar com as portas fechadas significa o bloqueio em que se encontram para testemunhar Jesus Ressuscitado. É a presença do Espírito que leva à continuidade da missão do Senhor, a instaurar a vitória da Vida.
Medo é sinal de morte, por isso eles, sem o Espírito estão amedrontados, ainda dominados pelo poder da morte.
O sopro de Jesus dá a Vida, dá o Espírito Santo que faz nova todas as coisas.

Essa nova Humanidade forjada pela redenção, pela ressurreição de Jesus, porta o Espírito do Senhor para continuar sua missão salvífica.

Evidentemente essa missão redentora terá sua expressão no perdoar e no reter os pecados.
Pecado é ir contra a liberdade e a vida. Se existe o arrependimento e o propósito de mudança, existe o sinal da presença do Espírito. Contudo, se existe a perseverança no erro, na opção pela morte, se torna impossível perdoar – restituir a vida – já que a opção da própria pessoa foi a morte.
Entendamos, não é a Igreja que não perdoa, ela não tem essa missão, ao contrário, ela trabalha o arrependimento favorecendo condições para isso, mas depende da pessoa abrir ou não seu coração ao Espírito. Será o Espírito, que é o Espírito da Vida, que provocará o arrependimento, que perdoará.

Peçamos ao Espírito Santo, o Espírito da Vida, da União, do Amor, que venha sobre nós, sobre as pessoas que amamos, sobre todos e recrie em nós o Homem segundo o Coração de Jesus, segundo os desejos de Deus. Assim, a partir de onde vivemos, o mundo será outro, será verdadeiramente um mundo onde reina a justiça e a paz. Não tenhamos medo de anunciar a Vida, de irmos contra a cultura de morte que nos é imposta através do consumismo, da valorização do prestígio, do ter, do levar vantagem e de tantas propostas que levam o Homem à escravidão e à morte.

Permitamos ao Espírito nos renovar, destruir em nós aquilo que é caduco, voltado à finitude, nos recriando como cidadãos livres!

Sejamos irmãos e filhos no Espírito.

Fonte: Texto proveniente da página h
ttp://pt.radiovaticana.va/news/2013/05/18/reflexão_para_solenidade_de_pentecostes/bra-693222 do site da Rádio Vaticano

"AS FOFOCAS DESTROEM A IGREJA", AFIRMA PAPA FRANCISCO

Cidade do Vaticano (RV) – O cristão deve vencer a tentação de se envolver na vida dos outros: foi o que disse o Papa Francisco na missa celebrada esta manhã na capela da Casa Santa Marta, na presença de líderes do Caminho Neocatecumenal e de Comunhão e Libertação.

Francisco destacou que fofocas e invejas fazem muito mal à comunidade cristã e que não se pode “dizer somente a metade que nos convém”.

“Que te importa?”: o Papa desenvolveu a sua homilia partindo desta pergunta feita por Jesus a Pedro, que tinha se envolvido na vida de outra pessoa, na vida do discípulo de João. Primeiramente, o que perturba é comparação, compararmo-nos com os outros. Com isso, “acabamos na inveja, e a inveja enferruja a comunidade cristã” – disse o Pontífice. Em segundo lugar, o que prejudica são as fofocas:

“Quantas fofocas na Igreja! Quanto falamos, nós os cristãos! A fofoca é fazer-nos mal, ferir um ao outro... É como querer diminuir o outro: ao invés de crescer, faço com que o outro fique menor e eu me sinto maior. Isso não é bom. São como as balas de mel. Depois de muitas, vem a dor de barriga. A fofoca é assim. É doce no início e depois destrói, destrói a alma. As fofocas são destrutivas na Igreja!”

Ao falar mal dos outros, fazemos três coisas: a desinformação, a difamação e a calúnia. “Todas as três são pecado”, disse o Papa. E o próprio Jesus nos indica o caminho, ao dizer a Pedro: O que te importa? Segue-me:

“‘É bela esta palavra de Jesus, tão clara, tão amorosa para nós. A salvação está em seguir Jesus. Peçamos hoje ao Senhor que nos dê esta graça de não nos envolver na vida dos outros e de seguir Jesus e o seu caminho”.

Fonte: Texto proveniente da página
http://pt.radiovaticana.va/news/2013/05/18/as_fofocas_destroem_a_igreja,_afirma_papa_francisco/bra-693276 do site da Rádio Vaticano

quarta-feira, 15 de maio de 2013

ENTREGA DO DÍZIMO NO PRÓXIMO FINAL DE SEMANA

No próximo final de semana, dias 18 e 19 de maio de 2013, acontece na Paróquia Nossa Senhora da Consolação a entrega/devolução do dízimo pelos dizimistas que contribuem com o trabalho de evangelização da Igreja, bem como na manutenção do templo, pagamentos de contas, funcionários, etc.

Deixamos uma frase para você pensar: "Não se sinta obrigado a contribuir com seu dízimo: sinta-se convidado." E caso sinta-se convidado a ser mais um que partilha com a Comunidade um pouco daquilo que recebe de Deus, procure a Secretaria Paroquial ou a sua Comunidade Eclesial de Base.

Deus lhe pague!

O BISPO E O PADRE DEVEM SER PASTORES E NÃO LOBOS, DISSE O PAPA


Cidade do Vaticano (RV) - Na manhã desta quarta-feira, um grupo de jornalistas da Rádio Vaticano participou da Santa Missa celebrada pelo Santo Padre na Capela da Casa Santa Marta, no Vaticano.

Na sua homilia, o Papa Francisco, comentando as leituras do dia, falou de modo especial sobre a missão do bispo e do padre, além do carinho que deve existir entre eles e a Comunidade dos cristãos.

Ser padre, ser pastor é ser para os outros. Ninguém é ordenado sacerdote para si mesmo, mas para o Povo de Deus, disse-nos o Pontífice, se referindo à primeira leitura, extraída dos Atos dos Apóstolos.
O bispo e o padre devem ser pastores e não lobos, que não poupam o rebanho. O bispo e o sacerdote poderão ser lobos de dois modos, recordou o Papa, citando Santo Agostinho: quando comem a carne do rebanho ou quando usam a lã, ou seja, comer a carne é se aproveitar dos recursos do rebanho, favorecer-se com os recursos do Povo de Deus; usar a lã é ser vaidoso, querer ser tratado de modo diferente, como centro das atenções, ter privilégios. Em nenhum dos casos o bispo e o padre servem, mas desejam ser servidos. Não são sacerdotes para o povo, mas para eles mesmos.

Francisco nos recordou que Paulo foi tecelão e disse nos Atos que suas mãos proveram suas necessidades e as de seus companheiros.

Encerrando, o Santo Padre voltou a falar do querer bem entre os pastores e o Povo de Deus. Citou os versículos finais dos Atos, quando Lucas escreveu que os cristãos se lançaram ao pescoço de Paulo para abraçá-lo principalmente porque ele havia dito que eles já não o veriam mais.

O Papa recomendou que o Povo reze sempre por seus pastores.(CAS)

terça-feira, 14 de maio de 2013

O PAPEL DAS UNIVERSIDADES NA TRANSMISSÃO DA FÉ

Cidade do Vaticano (RV) – “Novos tempos, novos sentidos” é o tema do Congresso Mundial de Universidades Católicas, que se realizará na PUC Minas, em Belo Horizonte, de 18 a 21 de julho.

São esperados estudantes, professores e funcionários de universidades católicas de todos os continentes, que podem se inscrever pelo site www.cmuc.pucminas.br.

O Programa Brasileiro contatou a Assessora do Setor Universidades da Conferência Nacional dos Bispos do Brasil (CNBB), Ir. Maria Eugênia Lloris Aguado, que fala do papel das universidades na transmissão da fé:

“Muitas universidades católicas têm o que chamamos de ‘Pastoral Universitária’, que realiza eventos, atividades concretas, às vezes acompanhamento à própria comunidade, mas nós aqui no Brasil falamos muito de uma ‘universidade na pastoral’, onde a própria estrutura universitária cumpra sua missão de transmitir valores e formar pessoas que façam a diferença na hora de assumir suas responsabilidades na sociedade. A universidade pode espalhar e criar essa necessidade de busca da fé, acompanhando toda essa juventude. Muitos deles chegam à universidade tendo participado ativamente de movimentos ou nas paróquias, jovens de formação católica. Mas muitas vezes, quando chega à universidade, se veem confrontados com novas teorias, ideais, professores, questionamentos. A universidade é um lugar da pluralidade, da diferença. E nesse momento, os jovens sentem que muitas perguntas que estavam presentes em seu dia a dia não conseguem respostas. A universidade pode ajudar oferecendo um acompanhando explícito a esta comunidade acadêmica, para que todas as perguntas nascidas do embate fé-razão possam encontrar uma resposta. A universidade é o local da pergunta, mas é o lugar também da resposta.”

Fonte: Texto proveniente da página
http://pt.radiovaticana.va/news/2013/05/14/o_papel_das_universidades_na_transmissão_da_fé/bra-691914 do site da Rádio Vaticano

domingo, 12 de maio de 2013

ENVIO DOS MINISTROS EXTRAORDINÁRIOS DA DISTRIBUIÇÃO DA EUCARISTIA

Neste em que a Igreja celebra a Solenidade da Ascensão do Senhor a Paróquia Nossa Senhora da Consolação instituiu e enviou 23 (vinte e três) Ministros Extraordinários da Distribuição da Eucaristia para servir a Deus através do irmãos, sobretudo daqueles que não podem participar das celebrações litúrgicas no templo, portanto cabe a esses homens e mulheres, hoje instituídos, a missa de levar o pão consagrado, o próprio Cristo.
 

Ao término dessa celebração, presidida pelo pároco Frei Domingos Sérgio Gusson, oar e concelebrada pelo Diácono permanente José Carlos Zóboli, foi dada uma bênção a todos as mães presentes à celebração e, novamente, o pároco lembrou aos novos ministros sobre o serviço a Deus, através dos irmãos.
 
 
 
Frei Domingos Sérgio Gusson, oar e o Diácono José Carlos
 
Mais fotos dessa Celebração no endereço do facebook da Paróquia Nossa Senhora da Consolação: www.facebook.com/paroquiadaconsolacao 

PARA SEMPRE - FELIZ DIAS DAS MÃES

Para Sempre 

Por que Deus permite
que as mães vão-se embora?
Mãe não tem limite,
é tempo sem hora,
luz que não apaga
quando sopra o vento
e chuva desaba,
veludo escondido
na pele enrugada,
água pura, ar puro,
puro pensamento. 

Morrer acontece
com o que é breve e passa
sem deixar vestígio.
Mãe, na sua graça,
é eternidade.
Por que Deus se lembra
- mistério profundo -
de tirá-la um dia?
Fosse eu Rei do Mundo,
baixava uma lei:
Mãe não morre nunca,
mãe ficará sempre
junto de seu filho
e ele, velho embora,
será pequenino
feito grão de milho.
 
Carlos Drummond de Andrade

sábado, 11 de maio de 2013

REFLEXÃO PARA SOLENIDADE DA ASCENSÃO DO SENHOR


Cidade do Vaticano (RV) - Esta comemoração não tem um caráter cronológico, mas teológico-catequético. Lucas, nos Atos dos Apóstolos, quis afirmar que Jesus, o crucificado, ressuscitou e foi acolhido por Deus. Os dois anjos com vestes brancas são os mesmos que apareceram no dia de Páscoa, relatado em seu Evangelho.

O mesmo Lucas, autor do Evangelho que leva seu nome, escreveu nesse seu outro livro uma cena muito mais simples – Jesus se elevou aos céus perante seus discípulos. O céu, entendido a partir do Evangelho de Jesus, não é o além das estrelas e das nuvens. Isso seria um céu materializado, continuação do nosso mundo. Céu é a comunhão plena com o Pai, a sintonização absoluta com sua santíssima vontade e a vivência radical da caridade, do amor, a plenitude do amor fraterno, em total ágape e comunicação com a Trindade.

Jesus subiu ao céu no mesmo instante de sua morte, mas os discípulos só foram compreendendo isso aos poucos, a partir do terceiro dia. O Senhor volta para o Pai e, ao mesmo tempo, está conosco, ao nosso lado. Isso é possível porque Deus é onipotente, está em toda parte, em todo lugar. Principalmente porque ele nos ama e quem ama deseja ficar ao lado do ser amado.

Jesus está presente no mundo, no meio dos homens quando o testemunhamos, quando somos fiéis aos seus ensinamentos e praticamos a justiça, o amor e o perdão. Sua obra de redenção continua no mundo, através da ação da Igreja, através de nossa ação de batizados.
Somos os continuadores de sua missão redentora. Ele investe todos nós nessa missão ao dizer: “Toda autoridade me foi dada no céu e sobre a terra. Portanto, ide e fazei discípulos meus todos os povos, batizando-os em nome do Pai e do Filho e do Espírito Santo, e ensinando-os a observar tudo o que vos ordenei!”.

Ascensão não é despedida, afastamento de Jesus, mas outro modo de Ele estar presente ao nosso lado através de sinais. Por isso ele acrescenta: “Eis que eu estarei convosco todos os dias, até o fim do mundo”.

E os sinais serão nossa prática de caridade fraterna, nossa ida aos marginalizados, aos sofredores, nossa vida alicerçada nos valores do Reino e não nos contravalores de uma sociedade materialista e consumista.

Pe. Cesar Augusto dos Santos, S.J.

ENVIO PARA O MINISTÉRIO EXTRAORDINÁRIO

No dia 12 de maio de 2013, domingo, na Celebração Eucarística das 17h00min, acontecerá a investidura e o envio dos Ministros Extraordinários da Distribuição da Eucaristia para exercer esse importante ministério nas diversas comunidades eclesiais que formam a Paróquia Nossa Senhora da Consolação, principalmente, na visita aos doentes levando-os Jesus presente na Eucaristia (maior tesouro da Igreja).
 
Mas por qual motivos Ministros Extraordinários da Distribuição da Eucaristia e não Ministros da Eucaristia? Pois, os Ministros da Eucaristia, por excelência, são os bispos e os padres, porque podem consagrar as espécies do pão e do vinho.
 
Venha rezar por esses homens e mulheres que se dispusera servir os irmãos, através desse belíssimo ministério.

quarta-feira, 8 de maio de 2013

BRASÍLIA GANHA BISPO AUXILIAR

Cidade do Vaticano (RV) – A Arquidiocese de Brasília ganhou nesta quarta-feira um novo bispo auxiliar: Dom José Aparecido Gonçalves de Almeida, do clero da diocese de Santo Amaro, Vice-Secretário do Pontifício Conselho para os Textos Legislativos, no Vaticano.

Dom Aparecido Gonçalves de Almeida nasceu em 21 de julho de 1960 na cidade de Ourinhos (São Paulo). É encardinado na Diocese de Santo Amaro, onde foi ordenado em 21 de dezembro de 1986. Estudou Filosofia na FAI – “Faculdades Associadas do Ipiranga” em São Paulo (1980-1982) e Teologia na “Faculdade Nossa Senhora da Assunção”, São Paulo (1983-1986). É Doutor em Direito Canônico, tendo estudado no Ateneu Pontifício “Santa Croce”.

Durante o ministério sacerdotal foi vigário paroquial e administrador paroquial da paróquia “Santa Cruz” em Parelheiros, Diocese de Santo Amaro (1987-1988); Pároco de “Nossa Senhora do Perpétuo Socorro” no Jardim Prudência, Diocese di Santo Amaro (1988-1990); e em 1994 começou a trabalhar na secretaria do Pontifício Conselho para os Textos Legislativos, na Cúria romana.

Nesta entrevista concedida ao Programa Brasileiro, Dom Aparecido revela sua surpresa ao recebeer o anúncio da nomeação, fala sobre os desafios que encontrará em Brasília, e dedica uma mensagem especial aos fiéis da Arquidiocese para qual foi designado. Ouça na íntegra clicando acima.

Fonte: Texto proveniente da página
http://pt.radiovaticana.va/news/2013/05/08/brasília_ganha_bispo_auxiliar._dom_aparecido_deixa_a_cúria_/bra-690138 do site da Rádio Vaticano

MARÍLIA (SP) TEM NOVO BISPO

Cidade do Vaticano (RV) – Nesta quarta-feira, 8 de maio, o Santo Padre aceitou a renúncia ao governo pastoral da diocese de Marília (SP), apresentada por Dom Osvaldo Giuntini, em conformidade ao can. 401 § 1 do Código de Direito Canônico.

O Papa Francisco nomeou como novo Bispo de Marília o Reverendo Sacerdote Luiz Antônio Cipolini, do clero da diocese de São João da Boa Vista, até então pároco, professor e reitor do Instituto Diocesano de Filosofia.

Dom Cipolini nasceu em Caconde, no Estado de São Paulo, na Diocese de São João da Boa Vista em 8 de julho de 1962. Estudou Filosofia (1980-1982) e Teologia (1982-1986) no “Centro de Estudos Arquidiocesano de Ribeirão Preto”. Formou-se em Teologia Moral no Alfonsianum de Roma (1992-1994).

Foi ordenado sacerdote em 15 de agosto de 1986 e incardinado no clero de São João da Boa Vista, onde desempenhou os seguintes cargos: em Mogi Guaçu, foi Vigário Paroquial da Paróquia “Nossa Senhora do Rosário” (1986-1987) e Pároco da Paróquia “Nossa Senhora Aparecida” (1988-1992); Pároco da Paróquia de “Santana” em Vargem Grande do Sul (1994-2002); Reitor do Seminário diocesano de Teologia (2002-2005); Professor de Ética no “Centro Universitário de Administração” em São João da Boa Vista.

Desde 2006, é Professor e Reitor do Instituto diocesano de Filosofia e Pároco da Paróquia “Nossa Senhora de Fátima” em São João da Boa Vista.

Fonte: Texto proveniente da página
http://pt.radiovaticana.va/news/2013/05/08/marília_(sp)_tem_novo_bispo/bra-690128 do site da Rádio Vaticano

terça-feira, 7 de maio de 2013

DIVULGADO O PROGRAMA DA VIAGEM DO PAPA AO RIO DE JANEIRO

Cidade do Vaticano (RV) – Foi divulgada ao meio-dia de hoje, 07, no Vaticano, a programação oficial da viagem do Papa Francisco ao Brasil. O Santo Padre chega ao Rio de Janeiro na tarde de segunda-feira, 22 de julho, sendo recebido no Aeroporto Internacional do Galeão/Antonio Carlos Jobim pela Presidente da República, Dilma Rousseff; pelo Arcebispo de São Sebastião do Rio de Janeiro, Dom Orani João Tempesta; pelo Arcebispo de Aparecida e Presidente da CNBB, Cardeal Raymundo Damasceno Assis; pelo Governador do Estado do Rio de Janeiro, Sérgio Cabral; e pelo prefeito da Cidade do Rio de Janeiro, Eduardo Paes.

No aeroporto não serão realizadas formalidades particulares e não serão pronunciados discursos. A Cerimônia de boas-vindas se realizará internamente no Palácio Guanabara. O Santo Padre se detérá por alguns minutos na Sala Presidencial do aeroporto, enquanto a Comitiva toma o seu lugar nos veículos do cortejo papal.

Papa Francisco deixará o aeroporto de papamóvel em direção ao Palácio Guanabara, sede oficial do Governo do Estado do Rio de Janeiro, onde será realizada a cerimônia de boas-vindas; presentes os mais altos cargos do Estado, o Corpo Diplomático e algumas centenas de convidados institucionais. Além da execução dos hinos e honras militares, os discursos da Presidente Dilma e do Santo Padre; em seguida a apresentação das duas delegações (brasileira e vaticana).

A Senhora Presidente acompanha o Santo Padre à Sala Verde do primeiro andar, onde se realizarão os encontros privados.
- breve encontro com o Governador do Estado do Rio de Janeiro e apresentação da família.
- breve encontro com o Prefeito da cidade do Rio de Janeiro e apresentação da família.

O Papa deixará o Palácio Guanabara em direção ao Sumaré, onde será a sua residência durante a permanência no Rio de Janeiro.

A terça-feira, dia 23, será estritamente privada até a manhã de quarta-feira, 24 de julho.

Na quarta-feira, 24, às 8h15 o Papa deixará o Rio de Janeiro e de helicóptero irá até Aparecida onde irá venerar a imagem de Nossa Senhora no Santuário Nacional e celebrará a Santa Missa.

O Santo Padre será acolhido pelo Arcebispo de Aparecida, Dom Raymundo Damasceno Assis e pelo Reitor do Santuário Padre Domingos Sávio da Silva. Papa Francisco almoçará no Seminário Bom Jesus, retornando depois ao Rio de Janeiro.

No final da tarde no Rio de Janeiro o Santo Padre visitará o Hospital São Francisco de Assis. O Hospital, dirigido pela Associação homônima, dedica-se seja à recuperação dos dependentes da droga e do álcool, seja na assistência médica-cirúrgica, assegurada gratuitamente aos indigentes, com cerca 500 leitos. Está previsto um discurso do Papa.

No início da noite Papa Francisco retornará ao Sumaré onde irá jantar de forma privada e onde pernoitará.

Na quinta-feira, dia 25, o Santo Padre celebrará no início da manhã a Santa Missa em privado na Residência do Sumaré.

Às 9 horas Papa Francisco deixará o Sumaré em direção ao Palácio da Cidade, onde receberá das mãos do Prefeito Paes, as chaves da cidade e irá abençoar as bandeiras oficiais dos Jogos Olímpicos e paraolímpicos.

Por volta das 10 horas deixará o Palácio da Cidade e se dirigirá à Comunidade da Varginha – Manguinhos, para uma visita.
A Comunidade da Varginha faz parte de uma ampla favela "pacificada" em virtude do programa de recuperação realizado pelas Autoridades brasileiras.
O Santo Padre será acolhido pelo Pároco, pelo Vice-Pároco, pelo Vigário episcopal e pela Superiora das Irmãs da Caridade.
Logo em seguida se dirigirá para a pequena igreja dedicada a São Jerônimo Emiliano onde encontrará alguns membros da comunidade paroquial.
Na Paróquia, após um momento de oração, será abençoado o novo altar e o Papa oferecerá um presente à comunidade.
O Santo Padre se dirigirá depois ao campo de futebol, onde estará reunida a comunidade. Ao longo do percurso (cerca 100 m) visitará a casa de uma família da Comunidade. Ali o Papa fará um discurso.

Papa Francisco retornará depois ao Sumaré para o almoço em privado.

Na parte da tarde às 17 horas o Santo Padre deixará movamente o Sumaré em direção da Praia de Copacabana onde terá lugar a Festa da Acolhida aos jovens participantes da JMJ.

O ato está previsto na forma de Celebração da Palavra. O Papa fará um discurso e abençoará os jovens. Retornará depois ao Sumaré onde pernoitará.

Na sexta-feira de manhã, dia 26, Santa Missa em privado na Residência do Sumaré. Em seguida irá se deslocar em automóvel até à Quinta da Boa Vista onde às 10 horas irá confessar 5 jovens provenientes dos cinco continentes.

Após as confissões Papa Francisco se transferirá para o Palácio São Joaquim, residência do Arcebispo do Rio de Janeiro, o qual acolhe o Santo Padre na entrada principal.

O Santo Padre irá encontrar em forma reservada cinco jovens detentos. Presentes também alguns assistentes acompanhantes dos jovens detentos. Em seguida o Santo Padre e o Arcebispo se dirigirão ao primeiro andar para visitar a Capela onde encontrará as Irmãs que trabalham na residência.

Às 12 horas o Santo Padre do balcão do Palácio rezará a oração do Angelus. Em seguida encontrará os 20 membros do Comitê Organizador e os 10 grandes patrocinadores-benfeitores da JMJ para uma saudação. Não estão previstos discursos.

No Salão redondo no primeiro andar do Arcebispado, o Santo Padre almoçará com S.E. Dom Tempesta e com 12 jovens de várias nacionalidades: um jovem e uma moça de cada um dos continentes mais um jovem e uma moça de nacionalidade brasileira.
O almoço terá a duração de cerca 1 hora.

Após o almoço o Papa retornará ao Sumaré.

No final da tarde, às 17 hora retornará à Praia de Copacabana para a Via Sacra com os jovens: o Santo Padre, depois de introduzir o ato litúrgico, acompanhará do palco o desenvolvimento da Via Sacra, e ao término pronunciará a sua alocução e concluirá a oração. Depois retornará ao Sumaré onde pernoitará.

No sábado de manhã, dia 27, Papa Francisco irá à Catedral da cidade onde celebrará a Santa Missa, às 9 horas, com os bispos da JMJ, com sacerdotes, religiosos e seminaristas.

Já no Teatro Municipal, às 11h30, o Santo Padre encontrará a classe dirigente do Brasil; presentes políticos, diplomatas, expoentes da sociedade civil, empresários, pessoas do mundo da cultura e representantes das maiores comunidades religiosas do país. O Papa fará um discurso.

Na conclusão o Pontífice retornará ao Sumaré onde irá almoçar com os Cardeais do Brasil, a Presidência da CNBB, os Bispos da Região e a Comitiva papal.

No início da noite, por volta das 18h15 o Papa deixa o Sumaré em direção do Campus Fidei de Guaratiba onde será realizada a Vigília de Oração com os jovens.

O encontro com os jovens terá lugar em uma área campestre denominada Campus Fidei, preparada para a ocasião pelas Autoridades locais, e que pode conter mais de dois milhões de pessoas. O encontro será na forma de uma Liturgia da Palavra, com testemunhos e perguntas de cinco jovens ao Santo Padre; respostas e discurso do Santo Padre; orações e cantos; troca de presentes e benção.

Os jovens dormirão no Campus Fidei, esperando a missa do dia seguinte.

No domingo, dia 28, Papa Francisco às 8h20 deixará novamente o Sumaré em direção a Guaratiba. Durante o deslocamento, o helicóptero do Santo Padre sobrevoará a célebre estátua do Cristo Redentor que do alto do Corcovado abraça a cidade do Rio.
Um cinegrafista do CTV estará abordo do helicóptero e transmitirá as imagens ao vivo através do host broadcaster.

Às 10 horas terá início a Missa de Envio da JMJ Rio2013. Prevista a presença da Presidente da República.

A Celebração terminará com o discurso de S.E.Card.Rylko; Angelus do Santo Padre; e anúncio da sede e do ano onde se realizará a sucessiva JMJ.

Papa retornará ao Sumaré onde irá almoçar com a Comitiva papal.

Ainda no Sumaré às 16 horas o Papa encontrará o Comitê de Coordenação do CELAM, Conselho Episcopal Latino-Americano.

O Comitê de coordenação do Celam é composto por cerca 45 bispos, que iniciarão as Sessões de trabalho na segunda-feira, dia 29 de julho.

Depois de se despedir do pessoal da residência do Sumaré Papa Francisco se dirigirá ao Rio Centro onde encontrará cerca de 15 mil voluntários da JMJ. O Papa fará a eles um discurso.

Às 18h30 a cerimônia de despedida no aeroporto Galeão/Antonio Carlos Jobim. O Santo Padre será acolhido no Pavilhão de honra Marechal Trompowski de Almeida pela Presidente da República, Dilma Rousseff. Discurso da Senhora Presidente e do Santo Padre.

O Santo Padre se despedirá da Presidente da República nas escadas do avião.

A partida para Roma está prevista para às 19 horas, e a chegada a Roma, 11h30 da manhã, hora italiana. Conclusão da 1ª Viagem Apostólica Internacional de Papa Francisco. (SP)

Fonte: Texto proveniente da página h
ttp://pt.radiovaticana.va/news/2013/05/07/divulgado_programa_da_viagem_do_papa_ao_rio_de_janeiro/bra-689782 do site da Rádio Vaticano

segunda-feira, 6 de maio de 2013

47º DIA MUNDIAL DAS COMUNICAÇÕES SOCIAIS

O 47º Dia Mundial das Comunicações Sociais será celebrado no próximo dia 12 de maio, com o tema: "Redes sociais: portais de verdade e de fé; novos espaços de evangelização".

O tema deste ano aborda o universo das redes sociais, um fenômeno de comunicação presente em nossa sociedade.

"O desenvolvimento das redes sociais estão contribuindo para a aparição de uma nova ágora, de uma praça pública e aberta onde as pessoas partilham idéias, informações, opiniões, e podem ainda ganhar vida novas relações e formas de comunidade", diz o então Papa Bento XVI em sua mensagem para o Dia Mundial das Comunicações 2013, divulgada no dia 24 de janeiro deste ano, quando Bento XVI ainda era o Papa em exercício. A data da publicação da mensagem do Santo Padre não foi escolhida por acaso, no dia 24 de janeiro a Igreja celebra São Francisco de Sales, padroeiro dos jornalistas.

A PASCOM (Pastoral da Comunicação) da Diocese de Cachoeiro de Itapemirim, em sintonia com as comemorações do Dia Mundial das Comunicações Sociais, realizará no próximo sábado, 11 de maio, um encontro que reunirá os representantes de todas as paróquias da Diocese.

O encontro será realizado na Paróquia Nosso Senhor dos Passos, Cachoeiro de Itapemirim, e contará com palestras e grupos de reflexão sobre o tema Comunicação.


Fonte: Site Oficial da Diocese de Cachoeiro de Itapemirim

RIFA BENEFICENTE

A Rádio Diocesana AM 960 (Fundação Santa Terezinha) emissora da Diocese de Cachoeiro de Itapemirim mais uma vez promove a Rifa Beneficente 2013, com o sorteio de diversos prêmios: 06 (seis) televisões e 01 (um) carro.

A rifa custa R$ 5,00 (cinco reais) e encontra-se a venda na Secretaria Paroquial.

Maiores informações pelo telefone: 28 2101-0999.

sábado, 4 de maio de 2013

OS AGOSTINIANOS RECOLETOS AGRADECEM A BENTO XVI SEU AMOR A SANTO AGOSTINHO E LHE FELICITAM EM SEUS 86 ANOS

Não é segredo para ninguém o trato preferencial que o papa Bento XVI reservava a santo Agostinho, a quem tem como “companheiro de viagem” de toda sua vida. Coincidindo com a celebração de seus 86 anos, os agostinianos recoletos quiseram presenteá-lo com a apresentação digital de umas pinturas memoráveis sobre a vida de Agostinho que foram impressas na Baviera em 1758.
2013-05-01 OAR / P. Panedas

De alguma forma, os agostinianos recoletos se sentem em dívida com o papa Ratzinger que acaba de retirar-se à vida privada e de completar 86 anos (no último dia 16 de abril). Manifestam-lhe sua gratidão com um pequeno detalhe: dando a conhecer um material bem próximo a ele e, como ele, propagador da figura de santo Agostinho. Se, nos últimos tempos, foi um papa bávaro o grande difusor do pensamento agostiniano, no século XVIII também veio da Baviera uma das obras que mais contribuíram para o conhecimento e para a representação plástica do Santo de Hipona.
 
Em homenagem a Bento XVI oferecemos uma montagem digital que leva o título: “O outro Agostinho que veio da Baviera”. Apresentamos um ramalhete de pinturas sobre a vida de santo Agostinho, um álbum de desenho barroco e densidade de conceitos impresso na terra de Bento XVI. Seus autores foram o pintor Johann Anwander e, como gravadores, os irmãos Joseph Sebastian e Johann Baptist Klauber. Veio à luz no ano 1758, em Augusta (Aubsburg), a poucos quilômetros do povoado natal de Ratzinger.
 
Dois séculos e meio antes do Papa bávaro, o álbum de Anwander e Klauber realizou um trabalho semelhante ao seu: a difusão da figura de Agostinho. Estendeu-se por todo o mundo e serviu de inspiração a todo tipo de artistas. Também no século XX, para solenizar o XVº Centenário da morte do Santo (1930) ou no XVIº de seu nascimento, tanto agostinianos como agostinianos recoletos se serviram das velhas pinturas editadas na Baviera, reproduzidas depois na Barcelona. Nos conventos espanhóis de Marcilla, Monteagudo e San Millán de la Cogolla pode ser contemplada a coleção em pinturas ampliadas e adequadamente emolduradas.
 
São um total de 19 pranchas concebidas a modo de cómic (historieta em quadrinhos), com abundantes legendas tomadas basicamente da Bíblia e das Confissões de santo Agostinho. Os textos estão todos em latim, por isso se fez necessário traduzi-los ao espanhol e explicá-los convenientemente. Enfim, como fundo musical mais de acordo, se buscou uma melodia alemã que falasse de santo Agostinho; concretamente, a ária “Or mi pento” do oratório “La conversione di Sant’Agostino” (A conversão de santo Agostinho), composta em 1750 por Johann Adolf Hasse, em execução da Akademie Für Alte Musik (Academia de Música Antiga) de Berlim.
 
Fonte: Site Oficial da Ordem dos Agostinianos Recoletos